Mostrando postagens com marcador aviões. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador aviões. Mostrar todas as postagens

5.7.11

Berlim – museumspass + Deutsches Technikmuseum

Na semana passada começamos a selecionar os museus em Berlim que queríamos visitar. Já de cara, nos deparamos com a possibilidade de comprar o Museumspass – Ticket para a visitação de mais de 50 museus em Berlin, em três dias consecutivos. O Museumspass custa 19 euros (9,50 meia) e tem um excelente custo-benefício. Compramos o nosso com antecedência (você diz em que data quer começar a utilizar) na bilheteria do Altes Museum.


Aqui em Berlim existem outras opções de cartões de desconto para turistas, que também incluem descontos em museus como, por exemplo, o Berlin WelcomeCard e o Berlin CityTourCard. A diferença do Museumspass é que com ele, você não precisará pagar complementos para entrar nos museus, apenas apresentá-lo na bilheteria para trocar por um ingresso ou, em alguns dos museus, ir direto para a entrada sem pegar fila!

Vale lembrar, porém, que os principais museus da cidade são grandes e com acervos extensos. Se o seu tempo é curto, ou se a soma das entradas individuais dos museus que você pretende visitar for inferior a 19 euros, talvez a melhor opção seja comprar um cartão de desconto. Dica: A maioria dos museus fecha na segunda-feira e outros na terça. Na quinta-feira alguns museus na Museuminsel (ilha dos museus) ficam abertos até às 22h.

O primeiro museu que visitamos foi o Deutsches Technikmuseum Berlin ou Museu Alemão de Tecnologia. Este museu já tinha chamado a nossa atenção, principalmente a do marido - que é maluco por aviões - pois é possível ver na frente do prédio o avião que ele ostenta quando se está na linha U1 do U-Bahn, entre as estações Gleisdreiek e Möckernbrücke (para chegar ao museu, é possível descer em qualquer uma das estações, mais uma caminhada).



O Deutsches Technikmuseum foi aberto em 1983 e tem – desde 2005 quando foi aberto o novo edifício de exposições – cerca de 26.000m². As suas exposições permanentes estão divididas em três temas: Tecnologia e a natureza, tecnologia e o homem e tecnologia e a guerra.

Logo na entrada do museu estão disponíveis mapas com sugestões de roteiros para explorar cada acervo. O museu te leva a uma viagem no tempo e tenta sempre mostrar qual foi o papel da tecnologia em cada momento na história alemã. Começamos o nossa visita num dos galpões onde ficam as locomotivas. São dois galpões no total e lá vimos trens e vagões reais do período entre os anos 1800 e 1980. A cada passo é possível ver a evolução destas máquinas.







Do lado de fora, já no parque do museu, num trecho do acervo tecnologia e a natureza, ficam os moinhos de vento holandeses e também a torre de água, um retrato de como utilizar os recursos naturais para a produção.





A partir daí, fomos direto para o edifício novo do museu, onde vimos principalmente os acervos náutico e aeroespacial. No subsolo e no primeiro andar, vimos diversas embarcações e maquetes, que contam a história de mais de 10.000 anos de navegações.





Nos andares acima, está o acervo aeroespacial. São diversos aviões do século 20, com aeronaves comerciais e militares. Entre estes, é destaque o avião comercial Junkers Ju 52.






Se você é um aficionado pela história da aviação, você deve visitar este museu um dia. Do terraço, é possível ter uma boa vista da cidade.




Nas mais de 4 horas que ficamos por lá, não conseguimos cobrir todo o museu e acabamos fazendo um tour misto. Para ver (e ouvir sobre) todo o acervo, é preciso um dia inteiro ou mais de uma visita curta.

Aberto ter - sex 9h-17h30, sab - dom 10-18h, seg - fechado.
Entrada: 4,50 EUR (normal) / 2,50 (reduzida ou meia) / Grátis com o Museumspass
Como chegar: U1 - Gleisdreiek ou Möckernbrücke

Serviço: Museumspass
Preço: 19 EUR (9,50 meia)

10.1.11

Comissário Rapper

Comissário da Southwest inova e faz um rap com as boas e velhas instruções de segurança que ouvimos antes de voar. Bem mais divertido ouvir os procedimentos dessa forma, não? Duvido quem alguém não tenha prestado atenção, mesmo que seja passageiro freqüente! 



Boa semana a todos!

29.9.10

design nos ares

Meu marido é maluco por aviões, maluco mesmo, coisa séria. Ficar no aeroporto um tempo a mais ou assistir ao desastres aéreos, para ele, não é problema algum. Com a convivência, confesso, que passo a observar mais e hoje em dia conheço alguns modelos e não tenho muito medo de voar. Um dos seus sites preferidos é o JetPhotos.net e vira e mexe ele tá lá vendo as fotos do imenso banco de imagem. Mas ontem ele fez diferente, me chamou pra ver os skins mais interessantes das Cias Aéreas ao redor do mundo. Fiquei encantada com a arte desses grandalhões. 
Fiz uma seleção das mais interessantes para mostrar aqui no blog. Vê só como é possível embelezar o céu (e os aeroportos) de uma forma tão legal. 

arte da chinesa dragon air

a swiss air caprichou na máquina que faz o trecho para São Francisco

a alemã german wings customizou seu avião de forma divertida

a air china é uma das mais bonitas - um mimo

a cia suíça aposta em uma ilustração muito fofa para retratar o campo

a low cost  TUIfly  faz propagranda do doce alemão mundialmente conhecido

a southwest aposta no basquete

a condor  traz o snoopy e sua turma

Uma, em particular, me chamou a atenção. A boliviana AeroSur tem a arte de todas as suas aeronaves customizadas. Já vi vários deles no aeroporto de Guarulhos e realmente ela se destaca no meio de tanta companhia careta.







Essa é uma bela forma de deixar o céu mais bonito.
*imagens: jetphotos.net

3.7.10

A (sempre) surpreendente Ryanair



Aqui pela Europa é fácil achar empresas aéreas low cost, aquelas que nos levam ao destino desejado por um preço sempre baratinho. Elas são tentadoras, mas tem uns contras que muitas vezes fazem o barato sair caro. Exemplos? Não existe serviço de bordo (mas pode comprar na hora se quiser). Nem sempre os aeroportos que são utilizados pelas cias são bem localizados (mas tem serviço de shuttle em todos eles, obviamente, pago). Para toda coisa "extra" existe um preço (como quase tudo na vida).
Das low costs que eu conheço a Ryanair é a mais famosa. E também a mais revolucionária! Pois agora ela inventou de vender bilhetes para o passageiro voar de pé (em vôos que durem até 1h). A partir de £4 por pessoa e por trecho você garante um lugarzinho para se acomodar na aeronave. Além disso, eles planejam cobrar £1 para o passageiro que for utilizar o banheiro.





Já voei algumas vezes pela Ryanain, todas devidamente sentada - óbvio, e foi tudo tranquilo. Nada que eu já não tenha feito na Gol por preços mil vezes mais altos.
E aí, vocês topariam voar de pé?

fonte: Daily Mail
imagem: aqui

19.4.10

vulcão



Eu, em 26 anos, nunca imaginei ter a remota possibilidade de um vulcão atrapalhar meus planos, mas é quase isso que pode acontecer se a situação do islandês mais famoso, depois de Björk, Eyjafjallajokull, permanecer como se encontra nos últimos dias. Desde o dia 15/04, o vulcão, que estava inativo há duzentos anos, solta nuvens de fumaça que toma conta de quase toda a Europa. Com isso, os aeroportos de 20 países simplesmente pararam de funcionar e essa situação se estende até hoje. Passageiros impossibilitados de voar correm para alugar carros, comprar passagens de ônibus e de trens, porém a busca em algumas empresas já está saturada. Hotéis e saguões de aeroportos permanecem cheios. É um verdadeiro caos!
Pela tarde foi anunciada a melhora dessa nuvem de fumaça e que alguns aeroportos, ainda que lentamente, começariam a normalizar o funcionamento.
Bom, vamos torcer para que esse danado desse vulcão fique bem calminho até o dia 03/05! E que, por enquanto, não ponha em risco a vida e a segurança das pessoas que estão viajando por aí.

Let's hope for the best!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...