Mostrando postagens com marcador carnaval. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador carnaval. Mostrar todas as postagens

25.2.14

Carnaval de Vitória - ES

Cobertura Especial

Quem me acompanha no instagram (segue aí @aretakis) já sabe desde sexta que estava cobrindo o Carnaval de Vitória – ES para o Viajar é Simples, a convite da Prefeitura de Vitória e da Secretaria de Estado de Turismo do Espírito Santo. E se você, assim como eu, não fazia ideia de que Vitória tem um baita carnaval, bem-vindo ao clube.


21.2.14

Notícias do Turismo #5


Semanalmente, você encontra aqui as notícias mais fresquinhas do mercado do turismo no Brasil e no mundo.

  • Começou ontem e vai até sábado o Carnaval de Vitória – ES: Com 29 anos de tradição, os desfiles – que desde 2002 passaram a ser realizados sempre uma semana antes da data oficial –, são divididos em 3 grupos: de acesso, grupo B e especial. Hoje o blog aporta no Sambão do Povo para conhecer a festa de perto e dividir com vocês mais um pouco da diversidade do nosso país. Para mais informações: hotsites.vitoria.es.gov.br/carnaval2014 

Carnaval de Vitória - ES - Foto: Divulgação

31.1.13

Uma tarde em São Luiz do Paraitinga


Durante a nossa estada na Fazenda Serra do Vale a gente não poderia deixar de dar um pulinho na cidade de São Luiz do Paraitinga. Resolvemos fazer essa visita propositalmente na hora do almoço a fim de provar umas delícias locais.

Paramos o carro na Praça Oswaldo Cruz e seguimos em busca de um lugarzinho para comer. Enquanto o restaurante certo não aparecia fomos nos encantando com a beleza do centrinho da cidade. O rastro da destruição causada pelas chuvas de 2010 ainda está presente, pois a Igreja Matriz ainda não foi reerguida.  No entanto, boa parte dos estabelecimentos e prédios históricos já foi reconstruída e tudo funciona dentro da normalidade. Casinhas coloridas estão em todas as esquinas e São Luiz, aos nossos olhos, se mostrou linda.

Casario colorido de São Luiz do Paraitinga

11.12.12

Fazenda Serra do Vale


No último sábado pegamos o carro e fomos conhecer mais um destino no interior do estado. Dessa vez, a cidade escolhida  para a nossa visita foi São Luiz do Paraitinga, a pouco mais de duas horas de São Paulo. Na verdade nos hospedamos numa fazenda, situada a uns 10km do centro da cidade. A Fazenda Serra do Vale, fundada em 1980,  é um refúgio perfeito para quem quer se desconectar – literalmente – da correria e mazelas da grande cidade.

Placa no km35 da Rodovia Oswaldo Cruz

28.2.12

Recife: Carnaval

Desde que vim morar em São Paulo, há 3 anos, o feriado do carnaval sempre vira uma dúvida gigante. Ano passado fugimos da folia e fomos bater em Gramado. Mas esse ano decidimos não lutar contra os nossos instintos e, com muita antecedência, fechamos que o carnaval seria em Recife. Afinal de contas, se o mundo acabar de verdade em 2012 teremos todo tempo do mundo pra descansar, né? 

Com passagem comprada e tudo organizado, ficou bem difícil não entrar na contagem regressiva que começou a partir da zero hora do dia 1º de janeiro. As prévias pipocavam em cada esquina e foi uma tortura acompanhar tudo isso somente via twitter. Até que o dia chegou e eu pude me juntar aos convivas e respirar, enfim, ares carnavalescos. 

Fantasia é traje obrigatório nas ruas do Recife

27.2.12

Recife: Casa da Cultura

Nessa última ida a Recife, para curtir o carnaval, não pude deixar de fora um ponto turístico muito particular da cidade. Lembro que fui à Casa da Cultura (link com áudio) pela primeira vez, se não me engano, quando tinha uns 6 - 7 anos, levada pela minha avó. Foi nesse dia também que andei de metrô pela primeira vez. Por falar em avó, foi ela quem me fez ter um grande respeito pela cultura pernambucana. Também foi dela que herdei o gosto pelo frevo, ritmo que corre nas veias de todo bom pernambucano. 

Voltando à A Casa da Cultura, a princípio, o prédio inaugurado em 1855, em formato de cruz, foi construído para ser a Casa de Detenção do Recife. O edifício de 3 andares, que hoje é tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE), serviu de penitenciária por 118 anos. Por causa da superpopulação de presos, começaram a imaginar outra serventia para o espaço, e assim, em 1976, após passar 3 anos fechada, foi inaugurada a Casa da Cultura.



Painel de Cícero Dias conta a saga de Frei Caneca

7.2.12

Salvador: Salvador Bus


Depois do passeio no Mercado Modelo, em Salvador, fomos para a parte de trás do mercado onde existe um quiosque do Salvador Bus. A capital baiana também aderiu à moda do sightseeing e oferece um serviço regular de apresentação dos principais pontos turísticos de Salvador em ônibus double deck - dois andares. No entanto, diferente dos ônibus de Curitiba (ou EUA e Europa), o ônibus baiano não opera no estilo hop-on/hop-off. Em todo o percurso três paradas programadas de 15 minutos foram feitas: a primeira na Sorveteria da Ribeira, a segunda na Igreja do Bonfim e a última no Memorial da Irmã Dulce. Por falar em percurso, o passeio é bem extenso, dura cerca de 4 horas e contempla vários pontos emblemáticos da cidade. Partimos do Mercado Modelo, paramos na Sorveteria da Ribeira, Igreja do Nosso Senhor do Bonfim, Memorial da Irmã Dulce, Mercado Modelo novamente - agora para trocar de ônibus, Dique do Tororó, Pituba, Amaralina, Rio Vermelho, Ondina, Jardim de Alah, Farol da Barra e ainda passamos em frente ao Shopping Iguatemi e paramos em alguns hoteis para deixar hóspedes. Tudo apresentado em diversos idiomas. A bordo eles dispõem de água (R$ 3,00) e refrigerante pagos à parte. O custo do passeio por pessoa é de R$ 45,00 (adulto) R$ 30,00 (idoso e criança) - o ticket também pode ser adquirido online

Ônibus no ponto de partida

Pura tradição baiana -  Sorveteria da Ribeira. Duas bolas R$ 7,00

Ribeira

Igreja do Nosso Senhor do Bonfim

Elevador Lacerda

Dique do Tororó


Praia da Barra

Farol da Barra
Para finalizar, um acarajé delicioso

O passeio é legal, mas ao meu ver ainda existe muito tempo ocioso e paradas desnecessárias. Alguns ajustes precisam ser feitos para que o tempo do turista seja otimizado, uma vez que esse tipo de passeio é mais recomendado justamente para quem não tem tempo, como nós nessa parada na cidade. Para completar, a segunda etapa da viagem (e mais demorada) foi feita em um ônibus que não ajudou em nada a amenizar o calor, que era de rachar.  Ele tinha janelas fixas e coberta móvel, ou seja, o único jeito de ventilar era fazer a viagem com a coberta totalmente aberta. Mas, imagine isso num calor das três da tarde! Se os adultos não estavam aguentando, criança, nem pensar - não esqueça o chapéu, protetor solar e óculos escuros sob hipótese alguma.
Tudo bem que embaixo tinha ar condicionado, mas vai de encontro à proposta do sightseeing. Por ter um percurso muito longo e muito calor, a água e refrigerante vendidos não deram nem para o gasto, acabaram antes da metade do passeio. Só nos alimentamos e hidratamos novamente a caminho do navio.

Acredito que, com os devidos ajustes, a proposta tem tudo para oferecer 100% de satisfação, afinal de contas Salvador é linda até debaixo de um calor de 30 graus às três da tarde. A vista já está garantida, só falta o conforto!

Obs: O serviço não opera aos domingos e feriados.

2.2.12

Salvador: Mercado Modelo


Não poderia escolher data melhor para falar de Salvador do que hoje, dia 02 de fevereiro, dia da Rainha do Mar - Iemanjá. Dia em que a Bahia está em festa!

Na nossa viagem de fim de ano, a bordo do Costa Pacífica (logo mais vocês verão uma série de posts bem bacana sobre esse gigante do mar), o roteiro incluía uma parada providencial em Salvador. Todo mundo já conhecia a cidade, menos o marido. Então, resolvemos desembarcar e dar uma volta pelos arredores do porto da capital baiana. Depois de 10 minutos de caminhada chegamos no icônico Mercado Modelo, que é vizinho do não menos conhecido Elevador Lacerda, todos de frente para a baía de Todos os Santos. Nessa parte da cidade já dá para ter uma boa noção dos cartões postais baianos. Na verdade, se você chega de navio e tem poucas horas na cidade, não adianta querer fazer uma maratona e tentar conhecer tudo de uma vez porque não dá, esse é outro tipo de turismo. 




Cientes disso, fomos explorar o Mercado Modelo e conseguir informações sobre o Salvador Bus (post a seguir). Como muitos de vocês devem saber, mercados são meu fraco, né? Então passo horas de box em box vendo os artesanatos, as peculiaridades… No mercado baiano as 260 lojas se dividem entre artesanato, culinária, moda e decoração. Uma banca de acarajé espalha aquele aroma de dendê, o calor gostoso e a brisa morninha - típica das cidades litorâneas do NE - não deixam dúvida: estamos na Bahia.










Nos fundos do mercado, há uma área coberta onde a roda de capoeira reúne observadores curiosos e entusiastas do jogo e da música. Você pode sentar ali mesmo e se refrescar com uma água de coco gelada ou uma cervejinha.
O interior do mercado faz bonito. São dois pisos limpos e organizados. Tem facilidades como banheiro, caixa 24 horas, agência dos correios, informações turísticas e dois restaurantes no piso superior com vista para a baía - o Camafeu de Oxóssi e o Maria de São Pedro.
E claro, se você entrar no clima, dificilmente passará pelo mercado sem levar nada.



Seja de navio, carro ou avião, quando for a Salvador, o Mercado Modelo  é parada obrigatória!

4.3.11

som da sexta - Carnaval

Não tem pessoa melhor para representar uma festa tão importante para o Estado de Pernambuco. Essa música é um hino e todos vão à loucura quando ela toca. Deixo vocês com o mestre Lenine e a maravilhosa Leão do Norte



Bom carnaval a todos!

ei, tu quer beber?

Aproveitando a minha mais nova aquisição e a chegada do carnaval deixo vocês com receitinhas de drinks refrescantes para o feriado. Não precisa usar obrigatoriamente absolut, vale qualquer vodka, mas no site da absolut tem uma infinidade de receitinhas para inspirar a variedade nos 5 dias de farra!


1 parte de rum (malibu) | 1 parte de vodka | 3 partes de limonada | folhas de hortelã



4 partes de vodka | 2 partes de suco de limão | açúcar | 1 parte de água com gás | manga picadinha | folha de hortelã



3 partes de vodka | 8 partes de suco de cranberry | 4 partes de suco de laranja | 2 partes de licor de pêssego



1 parte de vodka | 3 partes de tônica | 1 rodelinha de limão

Isso é só pra não ficar de fora da folia, já que o meu destino não tem nada de carnavalesco e vou aproveitar para descansar com o marido. Para quem vai ficar sossegadinho como nós, bom feriado. E aos que vão enfiar o pé na jaca com força, desejo um ótimo carnaval e juízo. Não combinem bebida com direção, por favor! 

Até a volta!


 imagens: divulgação
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...