Mostrando postagens com marcador fotografia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador fotografia. Mostrar todas as postagens

25.8.14

Notícias do Turismo #17


Periodicamente, você encontra aqui as notícias mais fresquinhas do turismo no Brasil e no mundo.
  • Exposição Arte & Poder no Paraná, de Vilma SlompPersonagens que se destacaram ou que ainda se destacam nas diferentes artes (cinema, literatura, música, teatro, fotografia, artes visuais) e política do Paraná são o tema da exposição fotográfica de Vilma Slomp, na Galeria Portfolio, em Curitiba. Entre os retratados estão os saudosos Helena Kolody, Paulo Leminski e Poty Lazzarotto. Há imagens do início da década de 1980 e outras bem mais recentes, capturadas ainda em 2014. Todas as ampliações são em preto e branco, e estarão à venda na galeria localizada na rua Alberto Folloni, 634, Centro Cívico, até o dia 13 de setembro, período em que a mostra ficará aberta ao público. Natural de Paranavaí e apaixonada por Curitiba, Vilma já expôs em museus do Brasil, Cuba, EUA, França, Índia e Argentina, ganhou prêmios internacionais e publicou cinco livros. Mais informações: www.escolaportfolio.com

Poty Lazzarotto por Vilma Slomp - Foto: Divulgação

2.10.13

Pôr-do-Sol no Arpoador (ou todo bom viajante coleciona alguma coisa)

Todo bom viajante coleciona alguma coisa. Aqui nesse post um pessoal bem bacana dividiu comigo quais são as suas coleções. Nessa época, eu ainda estava no começo da minha coleção de souvenirs – hoje ela está bem maior –, mas como disse no post, colecionei e sigo colecionando muitas coisas. Hoje, após quase quatro anos compartilhando meus destinos, inspirando pessoas, conhecendo e revisitando lugares queridos, acredito que achei uma coleção para chamar de minha.

O momento mais bonito do dia, o mais clicado do meu instagram, o espetáculo mais bonito do outono ou, simplesmente, o pôr-do-sol. Em cada foto enxergo além, sempre vejo poesia na despedida do sol, a sensação de mais um dia vivido. As pessoas que param para apreciá-lo estão em paz. Ou em busca dela.

Foi com esse sentimento, de paz interior muito grande, que presenciei mais um pôr-do-sol. Dessa vez o palco foi o Arpoador, no Rio de Janeiro. Dezenas de pessoas estavam ali para ver o sol se por mais uma vez, mas o momento é tão grandioso, tão carregado de emoção, que a gente parece estar só.

Pôr-do-Sol no Arpoador - setembro/2013

E foi aí que eu pensei: Todo bom viajante deveria ser colecionador de pores-do-sol. Eu sou, e você?!

23.9.13

Genesis - Sebastião Salgado

Está em cartaz em São Paulo a exposição Genesis do renomado fotógrafo Sebastião Salgado. Genesis é o resultado de um trabalho fotográfico de mais de 8 anos realizado em viagens aos lugares mais remotos e intocados, brasil e mundo afora. A pé, de ônibus, de barco e até em balões, Sebastião cruzou regiões extremas do planeta, entre elas o Alasca e a Patagônia, a fim de registrar a natureza em seu estado mais puro.

Genesis, exposição gratuita no SESC Belenzinho

14.12.12

Rapha no Mundo na Viajar Pelo Mundo


Pessoal, caso vocês queiram prestigiar uma publicação para viajantes aqui vai uma dica: A revista Viajar Pelo Mundo desse mês tem uma matéria bem bacana sobre Angra dos Reis. O texto, que foi escrito pela jornalista (e querida) Cristiane Sinatura e ilustrado com algumas fotos minhas, é fruto da viagem a Angra que vocês puderam acompanhar aqui no blog.


A revista Viajar Pelo Mundo trabalha com duas capas. Esse mês: Cancun ou Orlando - O conteúdo é igual para todas


8.2.12

New York: Dia 7

O roteiro foi mais ou menos assim: Uma caminhada pela High Line no Meatpacking District / Chelsea Market, pausa para umas comprinhas na Bowery Kitchen Supplies e um hotdog / Bleecker Street + Magnolia Bakery / Friends Building (Bedford St. + Grove St.) / Jantinha no Grand Sichuan. Tudo isso a pé, fotografando, entrando onde desse na telha... enfim, curtindo a cidade! 

Vou deixar as fotos do dia 7 falarem por si, pode ser? 


































Esse dia foi uma delícia por inúmeros motivos: Fã incondicional de Friends que sou, confesso que conhecer o prédio deles de perto foi mágico (mesmo sabendo que a série não era gravada ali). A Magnolia Bakery é um sonho e contei com euforia aqui no blog como foi essa visita.  O Chelsea Market foi mais um mercado massa que entrou para a minha lista de favoritos e a High Line é sem comentários. Só num lugar como Nova York os caras transformam um elevado e seus trilhos em um parque/jardim. Inacreditável! Para completar, andando na Bleecker Street, demos de cara com Olivia Wilde, a Thirteen de House. Um dia muito divertido, diga-se de passagem.

Acho válido você adicionar um dia despretensioso no seu roteiro e se deixar surpreender com o que encontrará pelo caminho.


MAIS FOTOS NO FLICKR DO RAPHANOMUNDO

7.4.11

Fotos de Viena

Uma das nossas viagens enquanto estávamos em Stuttgart foi um mini tour que começava por Praga, Budapeste e terminava em Viena. Que viagem LINDA, pessoal. Inacreditável mesmo. Como eu separei poucas fotos para ilustrar o post sobre viena compartilho mais algumas imagens dessa cidade linda com vocês:

Catedral de Saint Stephan

frente do Museums Quartier Wien

ensaio da Wiener Festwochen 2010

a cidade mais florida que já vi

a Rathaus pronta para a Wiener Festwochen 2010

Wiener Festwochen 2010 em ação

Relógio das Flores no Stadtpark

Volksprater aberto gratuito ao público

mais flores, muitas flores

No Flickr tem muitas outras fotos

3.3.11

Costa Serena: Itinerário e Portos

O itinerário da nossa viagem foi o seguinte: santos | rio de janeiro | navegação | salvador | ilhéus | navegação | ilhabela | santos. Os dias de navegação são aqueles em que o navio não atraca em porto algum e passamos mais de 24h em alto mar, navegando a 60 milhas da costa com uma profundidade de mais ou menos 1.000 metros. Informação útil: enquanto estamos navegando o celular não funciona de jeito nenhum. Mas não é preciso se preocupar, o navio conta com internet point e wi-fi por todos os ambientes, porém o preço é salgado (10 dólares a hora ou 24 por 3 horas ou 0.50 centavos por minuto) é só escolher uma das modalidades e não perder o contato com ninguém. No nosso caso, escolhemos a rehab da internet/celular e só utilizamos o telefone quando o navio estava nos portos.

saindo de santos

A saída do Porto de Santos é bem bonita e a mais comemorada, pois é o pontapé inicial da viagem da maioria dos passageiros do navio. Na verdade a vista que temos de todos os Portos tanto na chegada quanto na saída são as melhores possíveis. Já tinha visto todas as cidades sob vários ângulos, mas sem dúvida esse novo olhar já é o meu preferido. 

saindo de santos

santos vai ficando pra trás

A chegada no Rio de Janeiro pela manhã cedinho é espetacular, o mar parecia uma lagoa, calmíssimo, com uma névoa fraquinha no horizonte. Me senti privilegiada por poder presenciar tamanha beleza.

a caminho do rio de janeiro

propriedade da marinha com a ponte rio-niterói ao fundo

o organizado pier mauá


O navio partiu do Rio às 17h e o que eu achava perfeito atingiu um nível que eu não tenho nem palavras. O por do sol que presenciamos foi inesquecível. É o tipo de coisa boa que a gente deseja que todo mundo     veja/sinta um dia

por do sol na saída do rio de janeiro

cenário melhor impossível: rio de janeiro
rio de janeiro


A jornada do Rio a Salvador é longa. Saímos às 17h do domingo da capital carioca e só chegamos à capital baiana às 10h da manhã da terça. Posso dizer que no geral é uma viagem tranquila, mas depedendo da velocidade do vento e da posição o navio pode balançar um pouco, nada assustador. Porém, para pessoas mais sensíveis isso pode trazer algum pequeno desconforto. Nada que um dramim não resolva. A dica é a seguinte: quanto maior o navio menor o balançado. Então, se você tem labirintite ou estômago sensível tem que pagar um pouco mais caro para viajar em um navio maior. A bordo do Costa Serena muitas vezes nem lembramos que estamos dentro de um navio. É incrível.


a caminho de salvador

Como sou bem familiarizada com Salvador lá de longe já dava para desvendar a bela visão: Farol da Barra, Rio Vermelho, Campo Grande e o Forte de São Marcelo. Inconfundíveis! Ficamos atracados super perto do Mercado Modelo e bem aos fundos do Pelourinho. Lugar excelente.


salvador se aproxima - farol da barra

águas claras da baía de todos os santos


forte de são marcelo - salvador


porto de ilhéus


O Porto de Ilhéus é bem pequeno, mas com bom acesso às praias e ao centro da cidade. O por do sol da saída da terra do cacau também foi belíssimo. Por sorte pegamos os 7 dias de sol forte e céu bem azul.

saindo do porto de ilhéus




por do sol em ilhéus



A última parada antes do desembarque é em ilhabela, já em águas paulistas. Águas cristalinas, por sinal. Em ilhabela o procedimento é diferente, o navio não atraca em um porto ele fica ancorado um pouco longe da beira da praia e aí os barquinhos salva vidas entram em ação. Do meio dia às 21:30 barquinhos faziam o trajeto pra lá e pra cá, levando e trazendo turistas para conhecerem a ilha famosa pela sua beleza e pela quantidade de mosquitos borrachudos. Esse último motivo me fez ficar no navio e não ir para a terra firme, pois sou alérgica a insetos e garanto que minha viagem não teria um final feliz. 


o navio que estava em ilhabela

barcos salva vida para fazer a viagem até a terra firme - ilhabela



orla de ilhabela

Acho que  dá pra se ter uma ideia de como é legal poder ver as cidades que já conhecemos com um novo olhar. Essa viagem foi especialíssima em todos os detalhes. Até mesmo aqueles em que nós não somos os responsáveis por organizar.Mais fotos no Flickr
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...