Mostrando postagens com marcador hotel. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador hotel. Mostrar todas as postagens

27.1.14

Onde ficar em Veneza

Na hora de buscar hospedagem em Veneza levei em consideração a proximidade do inverno, período onde ocorrem as chuvas fortes, que junto com a maré alta, resultam na acquaalta, as enchentes que tomam conta de parte da cidade. Não querendo me deparar com uma Veneza alagada, tendo malas para puxar e tudo mais, optei por buscar algo novamente em Mestre. Nossa primeira vez na cidade, aí por uma questão de orçamento apertado, também nos hospedamos lá e achamos razoável.

Agora em 2013 optei pelo muito bem localizado Best Western Hotel Bologna - Venezia Mestre e não me arrependi. Ele fica a poucos passos da estação de trem de Mestre, onde de 5 em 5 minutos partem os trens que vão até Veneza - Santa Lucia, trajeto entre estações que não dura mais do que tranquilos 10 minutos.

O hotel é muito bem conservado, com aspecto de novo. Quartos amplos, modernos e bem decorados, são um oásis depois de um dia de caminhada puxada por Veneza. Frigobar bem abastecido, cama confortabilíssima, mesa de apoio, mesa de trabalho, free wi-fi por todo o hotel (que não funcionava direito no quarto), banheiro muito bem equipado e limpo, chás e cafés de cortesia, anunciavam uma excelente noite.



9.10.13

Ibis Botafogo - Rio de Janeiro

Já não é novidade para ninguém que os preços das diárias no Rio de Janeiro crescem a cada dia. Nos endereços mais bem localizados, então, algumas vezes se paga caro por um quarto meia-boca e mal conservado. Como nós não somos adeptos desse tipo de surpresa nas nossas viagens, dessa vez optamos pela segurança e padrão da rede Accor. O hotel escolhido para o nosso fim de semana foi o novíssimo Ibis Botafogo. Muito bem localizado – a poucos metros do metrô –, atende bem quem tem o centro e/ou as praias da zona sul como foco da viagem.



27.8.13

Alemanha de Trem - Todos os Posts

Essa nossa viagem de férias à Alemanha foi bastante especial porque, além de nós termos um carinho sem tamanho pelo país que nos acolheu tão bem em todas as visitas, nós fomos com o intuito de apresentá-lo a duas pessoas igualmente especiais: meus pais. Foram 20 dias de puro deslumbramento com toda infraestrutura que as cidades oferecem, a beleza única de cada lugar, a eficiência do país e a cordialidade do povo. Mais de 1.600 km de norte ao sul do país foram cortados sobre trilhos, o que foi uma novidade para os quatro viajantes - uma viagem totalmente feita em trens. Certamente nós voltamos para casa acompanhados de mais dois fãs da Alemanha que, assim como nós, não vêem a hora de voltar e se encantar novamente. 

Alemanha de trem: Esperando o ICE para Stuttgart em Munique

Portanto, se você está decidido a colocar a Alemanha definitivamente no seu roteiro de férias  e eu espero que você o faça imediatamente – encontrará uma coletânea de mais de 30 textos com as mais diversas dicas para facilitar sua viagem. 

O que por ventura você não encontrar por aqui, não se acanhe, pode me escrever e perguntar. Terei prazer em ajudá-lo a tirar seu sonho do papel. 

No mais, desejo a todos ótimas viagens à Alemanha!

  • Dicas Práticas


Comprando bilhetes de trem online

Se localizando nas estações e trens da Alemanha

  • Frankfurt
Uma tarde em Frankfurt - Fotoblog

Hotel em Frankfurt - Goldman 25 Hours

Dois restaurantes alemães em Frankfurt

  • Colônia
Cadeados do amor 

Hotel em Colônia - Caprice Am Dom

Provando a Flammkuche

Catedral de Colônia + Kölner Triangle

  • Hamburgo
Hostel Design - Superbude St. Pauli

Miniatur Wunderland

Fish and Chips no Porto de Hamburgo

Um restaurante português em Hamburgo

Noite em St. Pauli

  • Berlim
Festival das Luzes de Berlim

DDR Museu e Black Box

Cenas de um outono em Berlim

Mais um restaurante grego em Berlim

  • Dresden
Hotel em Dresden - Ibis Bastei

Onde comer em Dresden - Dresden 1900

Dresden a pé

  • Munique
Onde comer em Munique - Augustiner Bräustuben

Free Tour em Munique

Deutsches Museum

Viktualienmarkt - Um mercado em Munique

Pasta e Basta - Comida italiana BBB em Munique

  • Stuttgart

2.7.13

Onde ficar em Santiago

Santiago tem opções de hospedagem para todos os gostos e bolsos. Desde hotéis boutique até hostels design, a oferta é excelente. Entre os bairros mais procurados pelos turistas estão: Providência, Las Condes e Centro. 

Nosso hotel, o Mercure Santiago Centro, antigo Caesar Business, como diz o próprio nome, fica na região central da cidade. E, desde já, afirmo que esse é o grande diferencial do hotel. Ele está, literalmente, a 10 passos da estação Santa Lucía do metrô. E, para aqueles que preferem utilizar o transporte público da cidade, é de fato uma mão na roda.

O hotel ainda se encontra na fase de transição Caesar Business/Mercure, portanto, ainda vemos resquícios da marca antiga por lá. No entanto, já sentimos a qualidade Accor, sobretudo nos funcionários, sempre gentis e muito solícitos.

A vista do 13º andar - os Cerros Santa Lucía e San Cristóbal, ao fundo

16.5.13

Um fim de semana no Royal Palm Plaza – Campinas - SP


São inúmeras as opções de lugares aqui em São Paulo para onde a gente pode fugir num fim de semana e relaxar. Depois de um mês completamente corrido tanto para mim quanto para o marido, mal podíamos esperar para que a sexta-feira chegasse e a gente pudesse pôr o pé na estrada. E foi o que fizemos, a convite do Royal Palm Hotels & Resorts, passamos um fim de semana relaxante em Campinas.

O resort 5 estrelas, eleito hotel de luxo do ano em 2010 pelo Guia 4 Rodas, bastante conhecido da região pela sua vertente de lugar para eventos e negócios, nos surpreendeu com disposição para o lazer e gastronomia. Contamos tudo a seguir:

  • Check in e Quarto

A suntuosidade da construção  logo se mostra ínfima perto da cortesia dos seus funcionários, sempre com um “eu que agradeço” na ponta da língua – resposta padrão para o nosso “obrigada”.

O nosso check-in foi super rápido e logo estávamos devidamente instalados. O quarto é muito aconchegante, com um tamanho agradável, equipado com TV de LCD, DVD e Dock para Ipod, além de mesa de trabalho,  frigobar, poltrona, ar condicionado, um exclusivíssimo menu de travesseiros e uma cama imensa. Além de extras que não vejo em todo lugar: ferro de passar e tábua. Amenities de marca própria e secador de cabelo foram os itens encontrados no banheiro. 

Quarto no andar térreo, 1048

20.2.13

São Luís - Onde ficar

São Luís me pareceu ter boas opções de hospedagem, tanto no Centro Histórico quanto nos bairros de praia. Eu fiquei no Hotel Luzeiros, na Ponta do Farol, com uma vista privilegiadíssima para o mar.
À primeira vista o Luzeiros pode até parecer um hotelão voltado para os executivos que visitam a cidade a trabalho, mas a big piscina de frente para o mar faz qualquer primeira impressão sisuda cair por terra. A água de coco bem gelada de boas-vindas ainda no balcão da recepção é o toque final. Férias!


Vendo o Sol nascer na varanda do meu quarto - foto instagram @aretakis

22.1.13

Hotel em Frankfurt - Goldman 25 Hours


Achar um hotel em Frankfurt que atendesse nossos requisitos não foi tarefa muito fácil, pois, além das exigências, esse seria o primeiro hotel de muitos. E a ideia foi começar a viagem com o pé direito. Frankfurt era só o ponto de chegada, seguiríamos para Colônia no dia seguinte, então, a exigência maior era o conforto, já que a noite mal dormida no avião seria recuperada ali.

Procura daqui, procura dali, chegamos no site do Goldman 25 hours. Hotel Design lindão. Não era perto da estação de trem, mas nada que 15 minutos de bonde não resolvessem, afinal de contas, a parada era na porta. Preço aceitável para ser um hotel design. Reservamos.

Aguardei ansiosamente o dia de conhecer o Goldman e comprovar que era tudo aquilo mesmo. Chegamos algumas horas antes do horário do check-in, mas acho que a nossa cara de early check-in era tão grande que não foi preciso nem pedir – A pessoa que nos atendeu foi muito cordial. Os quartos já estavam impecavelmente prontos. Cada quarto do hotel tem uma decoração única com temas muito criativos. No site dá para ter uma ideia dos vários estilos de quarto. O nosso era muito bonito e diferente, mas acho que devem ter outros mais legais ainda. Esse foi o primeiro hotel design da nossa vida, então todo e qualquer detalhe chamou bastante nossa atenção. 


6.12.12

Hotel em Colônia - Caprice Am Dom


A escolha dos hotéis dessa viagem pela Alemanha priorizou a boa localização. Numa viagem à Europa, mesmo com o excelente sistema de transporte público, a gente sempre prefere fazer boa parte das coisas caminhando. 

O Caprice Am Dom, hotel que nos hospedamos em Colônia, da rede City Class, fica muito bem localizado. No coração do centro histórico, estávamos a poucos metros dos principais pontos turísticos da cidade e a, mais ou menos, 1,5km da Hauptbahnhof – estação de trem. Sem falar que ele está literalmente rodeado de bons restaurantes, de várias especialidades.


Fachada do Caprice Am Dom - prédio típico alemão

29.11.12

Ibis Bastei - Dresden


O hotel que escolhemos para ficar em Dresden teve que atender os seguintes pré-requisitos: 1 – boa localização; 2 – limpeza/organização; 3 – preço. O Ibis Bastei foi um tiro certeiro. Primeiro, porque ele fica a 7-10 minutos de caminhada vagarosa da Hauptbahnhof (estação central da cidade), de onde nosso trem para Munique partiria muito cedo. Segundo, porque ele está na boca da rua comercial de Dresden.

Dois dos três prédios Ibis na Prager Straße - Dresden

28.9.12

Natal - Onde ficar


A rede hoteleira de Natal é super bem servida, vai de hostels a resorts atendendo a todo tipo de público e necessidade. Como a nossa ideia era curtir um pouco a praia e os bons restaurantes da cidade, optamos por ficar no Holiday Inn Express, em Ponta Negra.


Quarto do Holiday Inn Express Natal

19.9.12

Rio Othon Palace


Durante a minha última visita ao Rio de Janeiro, fiquei hospedada no tradicional hotel  Rio Othon Palace, bem na orla de Copacabana. Esse hotel não seria a minha primeira opção de hospedagem no Rio, já que hoje conheço um pouco melhor a cidade eu procuraria sair um pouco do circuito turístico tradicional.

No entanto, este é o tipo de recomendação certeira que a gente dá para os que vão pela primeira vez ao Rio de Janeiro e podem escolher a Avenida Atlântica como endereço. Como era de se esperar de um hotel desse nível na orla de Copacabana, o serviço é impecável, os quartos são amplos e confortáveis e o banheiro tem uma ducha sensacional.

Mas o ponto forte – eu diria fortíssimo – do Ohton Palace é a vista. Tudo com aquela vista fica meio mágico. A paisagem que apreciamos durante o café da manhã (belíssimo café da manhã, vale salientar), no trigésimo andar, então, é de cair o queixo. Capaz de esquecer de comer para ficar apreciando tamanha beleza.

Apartamento vista lateral 28º andar

8.5.12

Hotéis em Bariloche

Nessa viagem a Bariloche o raphanomundo teve a oportunidade de conhecer três ótimos hoteis. E agora, para ajudá-los no planejamento da viagem, falo um pouquinho de cada e mostro algumas fotos.

HOTEL EDELWEISS

Fiquei hospedada no Edelweiss por duas noites. Esse hotel tradicional, que está no centro da cidade, me surpreendeu positivamente pelo conforto - sem muita pompa - dos seus quartos amplos. Com decoração simples e alguns mimos (o chocolate mamuschka de boa noite eleva sua posição no ranking), o Edelweiss oferece serviço de spa, piscina coberta, sauna, salão de beleza, business center, bar e restaurante. A internet wifi no celular funciona bem, mas no notebook a conexão deixou a desejar. O Staff é bastante atencioso e o café da manhã, como parece ser praxe na Argentina, é simples, porém satisfatório. É uma boa pedida para quem não quer abrir mão do conforto, mas prefere ficar hospedado perto das facilidades do centro da cidade. Para preços e promoções ver site.

Minha suíte

10.4.12

Vail: Onde ficar


Em Vail é possível encontrar tanto hotéis luxuosos quanto casas grandes ou apartamentos compactos e funcionais. A vila convida não apenas os praticantes de esportes como também àqueles que procuram um refúgio em plena montanha. Navegando pelas opções, não é difícil encontrar o lugar perfeito para as suas férias.

No site oficial de Vail estão listados os principais hotéis e outras acomodações como casas e apartamentos em condomínios. Agentes especializados também podem auxiliar a sua busca via telefone ou chat online. Agências especializadas, a exemplo da SKIBrasil, também podem ajudar na procura de uma acomodação e planejamento do roteiro.

Nós nos hospedamos no The Lodge at Vail, hotel da rede RockResorts e com uma ótima localização, no coração da Vail Village. O premiado hotel oferece acomodações luxuosas e confortabilíssimas, spa, piscina aquecida, jacuzzis e diversas facilidades para seus hóspedes. Os mimos incluem desde o Concierge, que pode resolver as suas reservas para restaurantes, passeios e transporte local (o hotel dispõe de carros para curtos traslados dos hóspedes) até o simpático aprendiz de chef que fará uma omelete personalizada pra você no farto e delicioso café da manhã.

Piscina aquecida

22.8.11

Berlim - o hotel

Para a nossa temporada de um mês em Berlin não foi muito fácil achar onde ficaríamos hospedados.  A princípio, a ideia era alugar um apartamento, porque além da liberdade, poder comprar o que quiser no supermercado e cozinhar em casa é um dos nossos pré-requisitos. Porém,  a viagem não foi fechada com tanta antecedência e acabamos ficando sem opções para aluguel. Ou eram apartamentos super caros ou não tinha disponibilidade para todo o período. 
Corremos para achar algo em algum hotel da rede Motel One, que havíamos conhecido (e aprovado) nas nossas estadas em Hamburgo e Berlim em 2010. Mais uma vez, não havía disponibilidade para todo o período. É tarefa hercúlea achar lugar para temporada no verão europeu com pouca antecedência.  

Já quase sem esperança, fui lá no bom e velho amigo booking.com e achei o Aldea Novum Berlin Zentrum, um hotel da rede Novum que, além da capital alemã, possui filiais em Hamburgo. Super bem recomendado na rede (900 opiniões e 7.8 de média)  mesmo sabendo das resenhas “pagas” que estão surgindo por aí, o jeito foi acreditar e fechar o negócio.  77 euros/casal  por diária, café da manhã (farto demais, por sinal) e internet wifi por todo o hotel, inclusos no preço.  

Bem localizado no bairro de Schöneberg, com pelo menos 3 estações de U-bahn ao redor e mais um excelente serviço de ônibus, foi fácil passar um mês hospedado no Aldea Novum. O staff da recepcção era meio rude – acredito que era mais o jeito alemão do que grosseria mesmo, com o passar do tempo acabamos nos acostumando. De qualquer forma, trabalhar com turismo e não ser cordial é algo que me incomoda bastante. 







De resto o hotel é bem razoável, quarto amplo, banheiro micro, guarda roupa e não tem minibar – 1 mês sem água gelada no quarto – nada de regalias ou as amadas amenities, só aquele sabão líquido com miliuma utilidades. Não sei  se repetiria a dose, afinal de contas, 1 mês sem a minha (ou qualquer uma) cozinha por perto me deixa meio louca. Mas se o tempo for curto, a grana for média e exigência não for alta, vale a pena tomar o delicioso café da manhã do Aldea Novum Hotel. 




28.4.11

Bogotá - hotel

Depois das passagens compradas, chegou a hora de buscar um hotel com boa localização e bom preço. Numa pesquisa prévia vi que os bons lugares para ficar hospedado em Bogotá são as Zonas Rosa e T onde ficam os restaurantes, bares, shoppings mais legais da cidade. Com a ajuda do booking.com escolher hotel foi facílimo, pois já sabíamos em qual área buscar e quanto estávamos dispostos a pagar. O Hotel Excelsior fica em uma rua tranquila, mas muito perto do agito, do Centro Comercial Andino, da filial do famoso restaurante Andrés Carne de Res e de outro centro comercial, o Atlantis. No valor da diária ainda estavam inclusos internet wi-fi nos quartos e café da manhã. Uma beleza!


Na noite antes da nossa chegada confirmamos a reserva e estava tudo certo. Fomos recebidos por funcionários MUITO gentis e animados mesmo, sempre nos tratando com: "muy buenas noches, muy buenos dias, como le van? con gusto, con mucho gusto" que logo fizeram o nosso check-in, subiram os 3 lances de escada (sim, não tem elevador e com a altitude da cidade essa subida cansa, mas logo você acostuma) com as nossas malas e nos apresentou o grande quarto. 

Tudo muito limpo, espaçoso e organizado, do jeito que a gente gosta. O quarto ainda conta com uma sala/cozinha, mas não utilizamos. A cama é um pouco dura, mas depois de um dia de caminhada nem se nota. Várias camadas de cobertores e outros extras no guarda-roupa nos protegeram do frio que fazia na cidade, a temperatura de Bogotá tem uma média de 14ºC no ano e no hotel, pelo menos não no nosso quarto, havia aquecedor. O banheiro é espaçoso, tem água quente, toalhas limpinhas e um kit de amenities simples, porém, a foto não ficou muito boa, ou seja, sem fotos do banheiro!






O café da manhã é simples, mas muito bom. Servido à mesa, ele é composto por suco de fruta, frutas, pães, manteiga, ovos mexidos com tomate e cebola ou simples, café, leite e chocolate quente. Bom para dar aquela força para as caminhadas e passeios do dia que está por vir. A garçonete responsável pelo serviço é tão simpática quanto os demais funcionários e o ambiente do café da manhã é uma delícia. Um ótimo começo de dia!

Não sei se foi azar nosso ou falta de preparo do hotel, mas na recepção eles não tinham um único mapa da cidade, nem mapa do transporte e nenhuma informação turística, para mim isso é falha grave. Sorte nossa que somos preparados e eu tinha impresso 3 mapas: um do hotel e redondezas e 2 do centro. Foi o que salvou! Viajantes gabaritados que somos, nada é empecilho na nossa estrada.

Feito o balanço, fica a dica o Hotel Excelsior pra quem quer um certo conforto, não tem frescura e não quer gastar uma grana preta em hospedagem. A diária fica em torno de 100 dólares, mas eles preferem que você faça o pagamento em pesos colombianos, caso contrário eles fazem uma cotação muito baixa do dólar (cerca de 1.600 pesos).


10.2.11

de berlim a hamburgo

Mais um vídeo bem feito que eu achei no vimeo! Dessa vez de duas cidades que me surpreenderam: Berlim e Hamburgo. Vale a pena ver.

From Berlin to Hamburg from Christoph Schaarschmidt on Vimeo.


Deixo aqui os links para os relatos das viagens às duas cidades:

11.6.10

comidinhas - Praga

O café da manhã do Hotel Olšanka onde nos hospedamos em Praga era bem farto, porém normal, até certo ponto. Fora o fato de encontrar no buffet 3 tipos de salsichas (viena, frankfurt e mais uma local), batata assada com páprica e arroz, o resto era igual ao nosso café da manhã. Ah, frutas aparecerem, pelas bandas de cá, em forma de geleia. E tinha também três tipos de doces: 2 bolos (um de chocolate e outro de baunilha com frutas vermelhas) e um apfelstrudel. Muito bem servido o café do hotel. Recomendo!


Já na hora do almoço pela cidade existe uma infinidade de opções: de Mc Donald's a restaurante chinês. Observando bem, o que não falta em Praga é café e restaurante para fazer uma boa refeição. Como a maioria dos restaurantes aqui na europa, os de Praga também oferecem a fórmula, ou seja, entrada + prato principal + sobremesa por um preço fixo. A nossa escolha foi o Creme Caffé Il Balcone um restaurantezinho charmoso demais e muito gostoso. O menu do dia, por pessoa e sem bebida, saiu por € 8.00. Muito barato a julgar pela refeição de rei que fizemos por lá.

Para abrir os trabalhos eu fui de cerveja tcheca Krušovice e o marido foi de Radler, que é uma mistura muito popular por aqui de cerveja + sprite ou cerveja + coca.
Como entrada tomamos uma sopa boa de legumes que calhou muito bem com o friozinho que fazia lá fora. Para prato principal escolhemos o Steak de porco ao molho de pimentas acompanhado de batatas (sempre elas) ao forno e salada simples.


E por fim, a torta Honey Cake (conhecida em Tcheco por Medovník) que é a sobremesa sensação da cidade. Torta leve com um toque bem suave de café e recheio de doce de leite.


Agora me diga, tem coisa melhor do que beber e comer bem?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...