Mostrando postagens com marcador praia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador praia. Mostrar todas as postagens

17.8.15

Onde dormir na Ilha do Mel - Chalés Sunshine

A ideia era fazer um inocente bate-volta na Ilha do Mel, algo totalmente possível de ser feito, mas achamos por bem passar uma noite para termos a experiência completa do lugar. Depois de umas dicas amigas, fechamos nossa noite na Chalés Sunshine, no lado Encantadas da ilha. A poucos metros do trapiche, onde todos os barcos atracam, foi muito fácil achar a entrada da pousada, já que ela fica no caminho para a Gruta das Encantadas, muito bem localizada.



12.8.15

Um fim de semana na Ilha do Mel (ou tudo o que a gente precisa)

A velocidade da vida hoje em dia é assustadora, tudo parece estar num fast forward, desde as nossas relações até as coisas mais banais do dia-a-dia. Todo mundo tem pressa, mas está engarrafado, tem vontade de fazer alguma coisa, mas deixa para amanhã. A cabeça não desliga, o corpo não descansa, os dias passam e o baile segue igual. Ser dono do próprio negócio, então, é estar cem por cento do tempo  tentando inovar e criar – é difícil separar as coisas. Aqui em casa, por exemplo, não sabemos o que são férias desde 2013. Por isso, cada mínima oportunidade de poder respirar outros ares é planejada e aproveitada em sua totalidade. Essa última vez, curiosamente, fizemos algo diferente, buscamos de última hora um lugar para ir durante o fim de semana. A princípio, a ideia era fazer um bate-volta na Ilha do Mel, no litoral do Paraná, mas o cansaço e a vontade de desconectar eram tão grandes que resolvemos pernoitar. Da ilha a gente só sabia três coisas: só se chega de barco, não tem iluminação pública nem sinal de celular. O que nos idos dos meus 17 anos seria um tormento de fim de semana, naquela sexta-feira foi como música para os meus ouvidos. Na noite da sexta-feira fizemos uma mochila com tudo o que precisaríamos para aquelas 36 horas seguintes: roupa de banho, lanterna, repelente, protetor solar, câmera, lanches, água e muda de roupa.


4.8.15

Onde ficar em Maceió - Tropicalis Hotel

Achar hospedagem em véspera da feriado em Maceió não foi tarefa fácil, conseguimos reservar algo pelo booking, mas só chegando lá, batendo de porta em porta, coisa que já fizemos muito em nossas férias na era pré-internet, achamos um lugar bacana para ficar por 4 noites. Na verdade, a ideia era ficar no Radisson Maceió, na praia da Pajuçara, que meu pai conhece e gosta bastante, mas como ele estava lotado, a funcionária gentilmente nos indicou o Tropicalis Hotel, no coração da Ponta Verde, uma ótima localização para quem vai à capital alagoana a turismo.



1.10.14

Quando não dá praia

Destino de praia quando está chovendo ou nublado pode ser triste, né? Por isso, a fim de não perder a viagem, comecei a exercitar o meu olhar mesmo nesses dias de céu encoberto. Hoje, compartilho aqui com vocês a beleza e melancolia de Búzios, litoral norte do Rio de Janeiro.



24.9.14

Vila d’este - Dias de romance em Búzios

Uma data especial merece uma comemoração especial. Foi pensando assim que escolhi a Vila d’este, em Búzios, para comemorar com o marido nosso aniversário de 8 anos juntos. Passamos dois dias encantados com cada detalhe descoberto ou apresentado durante nossa estadia.

Eu arrisco dizer que a Vila d’este te pega pelos sentidos, a começar pelo olfato. Cada ambiente tem um perfume próprio, da recepção ao quarto, passando pelos lençóis e toalhas. O aroma cítrico delicioso que sentimos cada vez que abrimos a porta do quarto vai ficar muito tempo na memória. A visão, eu diria, é o segundo sentido mais agraciado nessa hospedagem. No alto do Morro Humaitá, com a praia da Armação aos seus pés, a Vila d’este tem uma privilegiada (e incansável) vista para o mar. O pôr do sol, um dos maiores espetáculos da natureza, acontece diariamente ali, diante dos nossos olhos. Mágico! O canto dos pássaros ao amanhecer e o barulho constante das ondas do mar são responsáveis por  nos colocar automaticamente em modo slow, ou em férias, se preferirem. O paladar é quase uma simbiose de todos os sentidos já citados, uma vez que seu restaurante serve maravilhas com vista para o mar.

Para mim, uma das vistas mais bonitas da Vila d'este: o mar dourado durante o pôr do sol visto da piscina

13.11.13

Escapadas de fim de semana em SP

Resolvi reunir em um só post os lugares que visitei aqui em São Paulo e que dão uma bela viagem de fim de semana, daquelas onde a gente se desconecta de tudo e volta pra casa pronto para a vida. Vamos arrumar as malas e cair na estrada?!



5.9.13

Um dia em Balneário Camboriú

A viagem a Balneário Camboriú incluía – além de curtir uns dias gostosos no Infinity Blue Resort & SPA –, um roteiro bem bacana para conhecer um pouco mais da cidade. Então, se sua agenda está apertada, ou você quer algo rápido mesmo, esse roteiro é para você:

O dia começa na Barra Sul, onde subimos a bordo do Barco Pirata para um breve passeio pela Baía da Praia Central, contemplando a Ilha das Cabras. Estávamos vivenciando um típico dia de inverno, com chuva fina e frio e essas não são as melhores condições para um passeio desse tipo. No entanto, para a nossa surpresa, essas foram as condições perfeitas para uma visita muito especial.  Entre um clique e outro, vimos uma baleia nadar tranquilamente em frente ao barco. A emoção desse momento fez o passeio passar num piscar de olhos.

Barco Pirata atracado

29.8.13

Encontro de Blogueiros no Infinity Blue Resort & SPA

Quinta passada eu embarquei rumo a Santa Catarina a fim de participar do 1º Encontro de Blogueiros de Balneário Camboriú. A convite do Infinity  Blue Resort & SPA, em parceria com a Avianca Brasil e apoio da GTA Assistance, passei 3 dias desbravando essa parte especial do litoral brasileiro, até então desconhecida por mim.

A hospedagem foi no belíssimo Infinity Blue Resort, que atendia pelo nome de Recanto das águas, mas há 2 anos – totalmente reformulado –, atende sob novo codinome. Agraciado por um recorte privilegiado do litoral, o hotel conta com uma praia praticamente privativa. E, por causa do relevo acidentado do terreno (por conta desse relevo que carrinhos elétricos estão à disposição para facilitar a nossa vida), boa parte dos seus quartos contam com vista para o mar.

Vista do quarto 404 - prédio luxo


30.4.13

Um dia na Praia do Forte


Nos despedimos do ótimo passeio de sábado com a programação de domingo já traçada. Eu conhecia a Praia do Forte de longa data – acho que passei as férias de 97 ou 98 por lá. Imaginem a minha surpresa ao me deparar com a organização (e evolução) do centrinho? Naquelas férias as ruas eram de terra, tudo muito simples... Hoje a vila está muito charmosa e limpa. Após percorrer algumas ruas nossa primeira parada foi na Capela de São Francisco de Assis, um dos principais pontos da Praia do Forte. Construída em 1900, a igrejinha com o mar ao fundo  compõem um belo cartão-postal.  

Capela de São Francisco de Assis

8.4.13

Salinas do Maragogi - Todos os posts






Tá pra surgir coisa mais legal do que viajar. Ainda mais quando a viagem é para um paraíso desses! Em Maragogi a gente mescla a grandeza da natureza com o conforto de um resort mais do que querido. É isso que eu posso dizer do Salinas do Maragogi, que de tão bom, parece que a gente está na nossa casa, só que num cenário 1.000 vezes melhor!

Portanto, não perca tempo! Viaja aqui nos posts, se programa e corre para Alagoas. Garanto que vai ser difícil voltar pra casa :)



Passeio de lancha em Maragogi


O passeio de lancha oferecido pelo Salinas do Maragogi é algo bem mais exclusivo. Parando para pensar direitinho...  Bota exclusivo nisso. Nós fomos para à C’roa de São Bento, lugar onde a exploração em massa, como é o caso das Galés, ainda não é permitido. Esse banco de areia no meio do mar é deslumbrante. Não tem nem como descrever tanto, acho que nem as fotos falam por si dessa vez. Complicado foi o momento em que me peguei pensando em como fotografar, filmar, aproveitar e viver aquilo ali. Dessa vez eu optei por tirar algumas fotos e correr para curtir aquele paraíso só meu. Bem, meu, da minha companheira de viagem, Estefania, e do marinheiro. :)

Chegando à C'roa de São Bento

3.4.13

Salinas do Maragogi - All Inclusive


Todo mundo já deve estar careca de saber o significado dessas duas palavrinhas mágicas. Aos que não estão, explico: Em tradução livre quer dizer “tudo incluso”. E lá no Salinas do Maragogi é assim mesmo, todas as bebidas e refeições estão inclusas no valor da diária. Café da manhã, lanches, petiscos, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche da noite serão os momentos onde dá pra fazer uma boquinha. Ou seja, o tempo inteiro.

Área do resort que abriga também o Restaurante Galés

1.4.13

Passeio de buggy pelo litoral de Alagoas


Eu não fazia ideia de quanto tempo eu não subia num buggy. Essa viagem para Alagoas me deu a oportunidade de fazer isso duas vezes, e de relembrar como é bom passear com os cabelos ao vento tomando aquele sol.

Em frente ao Salinas do Maragogi

25.3.13

Salinas do Maragogi - Estrutura e Lazer


Uma  das  coisas que  me mais me chamou atenção foi a quantidade e variedade das atividades oferecidas no Salinas  do  Maragogi. Além  das tradicionais interações (competições,  jogos  recreativos e brincadeiras) organizadas  ao  longo  do  dia  por  uma afinada equipe de lazer, muito da natureza   é  aproveitado.  Aula  de  alongamento  à  beira-mar,  caminhada ecológica,  tiro  ao  alvo,  arco  e flecha e caiaque pelo Rio Maragogi são algumas  das  atividades realizadas ao ar livre. Se você quer aproveitar de forma  ainda  mais  completa  o seu passeio às piscinas naturais é possível fazer  uma aula de mergulho*, com professores experientes, no dia anterior. Banana  boat,  disc  boat,  wakeboard,  esqui  aquático e windsurf tornam a experiência no mar ainda mais divertida. 

22.3.13

Maragogi - Piscinas Naturais (Galés)


No Salinas do Maragogi o dia começa cedo, principalmente para aqueles, que como eu, farão o tão aguardado passeio às Galés. Por causa da maré o meu passeio estava marcado para sair às 9h da manhã. Depois de um bom café da manhã - post na sequência, fui ao quiosque da náutica buscar minha máscara e o snorkel (itens inclusos no valor do passeio R$ 75,00 por pessoa). Logo todos os outros hóspedes que fariam o passeio foram chegando e o grupo foi formado. Não mais do que 54 pessoas podem ir no catamarã e só 10 deles podem atracar nas Galés.

Fiz esse mesmo trajeto há uns bons anos, época em que tudo ainda era muito amador e inexplorado. Para se ter uma ideia, da primeira vez que fui às piscinas naturais, cheguei até lá em um barco de pescador, daqueles bem simples. Hoje, descobri que essa parte mais que especial do mar pertence a uma área de proteção ambiental (APA), portanto, existe uma fiscalização e um certo controle da sua exploração, daí o número limitado de pessoas e embarcações.

Grupo reunido, o bom dia – junto com algumas instruções – é dado na beira do mar. Como nessa parte da praia ele é muito raso temos que andar alguns metros até chegar onde podemos subir tranquilamente na embarcação. Durante todo o trajeto até as piscinas mais algumas informações são dadas, tais como: não passar protetor solar imediatamente antes de entrar na água, não jogar lixo no mar,  como contratar o mergulho conduzido, fotografias subaquáticas, etc. Tudo explicado de forma muito bem humorada e, em menos de 30 minutos de uma travessia tranquila, chegamos ao paraíso.


20.3.13

Salinas Resorts


Como vocês já devem ter observado através das redes sociais aqui do blog, semana passada foi mais que especial. A convite do Grupo Salinas, maior grupo de hotéis e resorts do estado de Alagoas, passei 7 dias conhecendo os resorts Salinas do Maragogi e o Salinas de Maceió.

Minha primeira parada foi em Maragogi, praia do litoral norte alagoano, carinhosamente apelidada de Caribe Brasileiro (nos posts seguintes vocês verão o porquê). Igualmente distante para quem chega pelo Recife ou por Maceió, após mais ou menos uma hora e quarenta minutos de viagem, chegamos àquele que foi eleito pelo Traveler’s Choice 2013, prêmio do TripAdvisor, um dos melhores hotéis do Brasil.

O Salinas do Maragogi – All Inclusive Resort – ocupa uma área de 66 mil metros quadrados num pedaço privilegiado do litoral, seu terreno ainda tem a sorte de ser cortado pelo Rio Maragogi, o que confere ao local uma integração ainda maior com a natureza e um charme todo especial. A boa impressão começou logo na recepção, repleta de pessoas muito simpáticas. E aqui já cabe dizer que essa simpatia vai acompanhar o hóspede durante toda a sua estada. Sou daquelas que acha que um belo sorriso no rosto transforma e, no Salinas do Maragogi, a cordialidade foi constante.

Vista do quarto 573 - instagram @aretakis

20.2.13

São Luís - Onde ficar

São Luís me pareceu ter boas opções de hospedagem, tanto no Centro Histórico quanto nos bairros de praia. Eu fiquei no Hotel Luzeiros, na Ponta do Farol, com uma vista privilegiadíssima para o mar.
À primeira vista o Luzeiros pode até parecer um hotelão voltado para os executivos que visitam a cidade a trabalho, mas a big piscina de frente para o mar faz qualquer primeira impressão sisuda cair por terra. A água de coco bem gelada de boas-vindas ainda no balcão da recepção é o toque final. Férias!


Vendo o Sol nascer na varanda do meu quarto - foto instagram @aretakis

24.9.12

Natal - Ponta Negra


No último feriado, como alguns de vocês puderam acompanhar pelo twitter e instagram, nós unimos o útil ao agradável e fomos a Natal. A ocasião foi ainda mais especial por ser o aniversário do meu pai, ou seja, fomos intimados a fazer esse sacrifício :) Como boa viajante desde pequena, a cidade sempre foi destino carimbado nas viagens em família, mas a partir do momento que vim morar em São Paulo ficou cada vez mais difícil (e caro) ir a qualquer capital do nordeste.
Então, a solução foi voar até Recife e nos juntar à família numa road trip até Natal. Nossa, foi como viajar no tempo, na época em que éramos pequenos, meu irmão e eu, lanchando, conversando e rindo muito. Que delícia!

A ideia da viagem era relaxar mesmo, sem correr atrás dos pontos mais badalados, pois tínhamos certeza de que estaria tudo muito disputado.  A praia escolhida para um dia de muito sol, cerveja gelada e comilança, foi a de Ponta Negra. Lá não tem muita cerimônia, é chegar, escolher uma barraca, se acomodar (R$ 10,00 cadeiras + guarda-sol / R$ 5,00 cerveja 600ml) e esperar uma infinidade de ambulantes vendendo uma coisa mais gostosa que a outra. Pelo que pude observar o forte da praia são os camarões e os crepes. Esses últimos não provei, mas o camarão... ah, o camarão... Ainda teve caranguejos, ostras (bem acondicionadas no gelo – achei digno) e muito banho de mar para espantar as mazelas. 


Cartão-Postal de Natal, o Morro do Careca fica na praia de Ponta Negra

25.7.12

Angra dos Reis - Passeio de Lancha


Depois do nosso city tour pelo Centro Histórico de Angra, chegou a vez do segundo passeio do dia programado pela Angra Way. Na Estação Santa Luzia nós embarcamos em uma lancha e saímos mar adentro conhecendo algumas ilhas e praias de Angra dos Reis.  A região é famosa por suas 365 ilhas (aqui a gente insere o comentário que todo mundo faz ao saber do número de ilhas: uma ilha para cada dia do ano).

Bem diferente do que eu vivenciei em Paraty, o passeio de lancha em Angra é muito mais reservado e exclusivo. Fizemos duas paradas para mergulhos deliciosos.

Escunas no cais de Santa Luzia

23.7.12

Angra dos Reis - Centro Histórico


Durante minha estada em Angra dos Reis para o I Encontro de Jornalistas e Blogueiros, organizado pela Litoral Verde Viagens, tive a oportunidade de fazer um delicioso tour pelo centro histórico da cidade. Com o apoio da Angra Way - Travel and Tours e a companhia de um guia cheio de experiência, o Quintanilha, passamos duas horas agradabilíssimas descobrindo os segredos e conhecendo a história de Angra. Quando a cidade é repleta de história, como é o caso de Angra dos Reis, descoberta em 1502, ter um guia muito bem instruído ao nosso lado sem dúvidas otimiza o tempo. Por mais que seja uma delícia descobrir esses pequenos detalhes por nossa conta, quando o tempo é curto a companhia do guia é valiosa.


Quintanilha é daqueles guias que a gente tem vontade de sentar e passar horas ouvindo 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...