Shakira - O show

Foto: Roberto Setton / UOL


Sábado fomos curtir o show da cantora colombiana Shakira lá no Estádio do Morumbi. Eu estava super ansiosa pois acompanho a carreira dela desde o começo e acho que ela tem uma trajetória cheia de dificuldades, mas de muito sucesso. Ultimamente ela veio abandonando um pouco seu lado "estoy aqui" e emplacando hits cada vez mais dançantes e globalizados, cheios de referências dos quatro cantos do mundo. No entanto, não fazia ideia de como seria um show dela. Bom, mas Shakira mostrou como era o show e foi EXCELENTE! Ela tem uma presença de palco incrível, carismática e dança divinamente bem. Interage com o público tentando falar português e mesmo sendo frases feitas e ensaiadas, ainda assim, alguma interação é melhor do que nenhuma interação, como muito artista faz. O show é super bem montado, as músicas aparecem com novos arranjos e introduções. Suas baladas são lindas, mas na parte dançante do show é que a gente vê que ela nasceu para a coisa. Rebolativa e cheia de sensualidade a diva colombiana deixa todo mundo de queixo caído quando executa suas performances mais elaboradas. Clap, clap, clap pra ela. Super recomendo esse show! 

Vale citar que ainda rolou show das bandas Chimarruts (não vimos). Train (chegamos na metade, mas ainda pegamos os hits Drops of Jupter e Hey, Soul Sister). Ziggy Marley, que fez um show bonzão  nos brindando com músicas consagradas suas como True to Myself, Tomorrow People Love is my Religion  e clássicos do seu pai: Get up Stand up e  Is This Love. Gostei! Depois do show da Shakira quem subiu ao palco foi o DJ Inglês Fatboy Slim, mas passamos. São muitas referências musicais em tão poucas horas! 

Agora falando da estrutura da Mondo Entretenimento, que foi decepcionante no show da Amy Winehouse, nesse show foi diferente. Tudo muito organizado e tranquilo. Não faltou bebida nem comida. Acredito que pelo espaço ser maior deu para organizar de forma melhor. Então, fica a dica para eles: sempre fazer shows em lugares espaçosos ou quando o espaço for menor tentar não entupir de gente. Melhor sair bem na fita atendendo pouca gente do que tentar atender várias e não conseguir cumprir o objetivo. 

Comentários