Bogotá - turistren

Esse foi, sem dúvida, o passeio mais interessante que fizemos em Bogotá. Sabíamos que a famosa Catedral de Sal ficava em uma cidade a uns 50km da capital e pesquisamos bastante para saber como chegaríamos até lá da melhor forma possível. Durante as pesquisas li algo sobre um passeio de trem até Zipaquirá (cidade onde está localizada a 1ª maravilha da Colômbia) então, fui atrás de mais informações sobre o passeio e caí no site do Turistren. No site encontrei informações básicas sobre roteiro, duração e preço, mas não achamos a opção para comprar online e decidimos, uma vez em Bogotá, que iríamos até a estação comprar nossos tickets para fazer o passeio no domingo de páscoa. 


Estação de Usaquén


Por causa do feriado da Semana Santa estava tudo fechado, então deixamos para ir à Estação de la Sabana no sábado. Contando ninguém vai acreditar, mas essa é uma estação de trem meio desativada, no meio do centro da cidade, parece coisa de filme. Como de costume, nos deparamos com alguns policiais na porta, mas logo eles nos mostraram o caminho para a compra dos bilhetes. O prédio é lindo e tem potencial para uma super estação de trem incrível, mas voltando à realidade, ele está abandonado e destruído. Comentamos que qualquer turista "normal" não iria adiante nessa história maluca. Mas, né? Quem disse que a gente é normal?
Chegamos no guichet, pedimos os 2 tickets para o dia seguinte e o atendente veio com uma pranchetinha onde constavam os nomes, telefones, poltronas e vagões de todos os passageiros que viajariam no domingo.
Logo descobrimos o porquê de não conseguir comprar on-line. Não existe computador nesse lugar! Foi tudo feito a mão, bonitinho e organizado. Com os tickets comprados e munidos de todas as informações necessárias, tais como gastos a parte que serão feitos durante o passeio, por exemplo: como o trem parte muito cedo da estação de la sabana (8:30)  é preciso chegar à estação por volta das 8:00. Ou seja, eles venderão comidas típicas dentro dos vagões para um verdadeiro café da manhã colombiano. Cada comida tem um valor e você já vai sabendo com antecedência. 
O passeio até a Catedral de Sal também tem um custo adicional e os tickets serão vendidos a bordo, durante a viagem. Tudo muito organizado mesmo. Quem precisa de computador, não é?



Trajeto percorrido pelo Tren de la Sabana

No domingo acordamos cedo, não tomamos café no hotel e pegamos um táxi até a Estação de la Sabana e, às 8 em ponto, estávamos bonitinhos na estação. Não sem antes ouvir do taxista que deveríamos ter ido para Usaquén, que é muito mais perto do nosso hotel. Ok, mas não fomos. Ficamos na sala de espera junto com vários locais que também fariam o passeio. Estranhamos muito a ausência de turistas, mas tudo bem, do jeito que foi difícil descobrir como fazer esse passeio, achei que eles iriam direto à Catedral. Quinze minutos antes de embarcar um responsável da empresa aparece para dar todas as informações úteis para o bom desenrolar da viagem. Informações dadas, somos liberados para o embarque: coche E - sillas 11 y 12.

Hora do embarque na Estação de la Sabana

Sillas 11 y 12
É tudo muito simples e o passeio é feito a bordo de uma Maria Fumaça, o que torna tudo, além de simples, lento tranquilo. O trem parte pontualmente da Estação de la Sabana às 8:30 e chega de volta às 17:40. É uma senhora viagem. 
Já nos primeiros quilômetros  aparece uma vendedora com uma bandeja cheia de tamales. Comida típica feita com arroz, milho, cenoura, frango desfiado enrolado na folha de bananeira. Uma delícia. Todos os locais do nosso vagão comeram como se não houvesse amanhã. Além dos tamales ela vendia café, chocolate quente, refrigerante e água. Mais uma vez, tudo bem organizado e limpo. 

O reforçado café da manhã que começou com um tamal

Uma hora passa num piscar de olhos e logo chegamos à Estação de Usaquén, que de fato, é muito mais perto do nosso hotel e, é aí amigos, que todos os turistas embarcam! Seguramente porque ninguém, nem nenhum hotel, indica a Estação de la Sabana como ponto de partida da viagem para um turista, só para os locais mesmo. Inclusive, alguns vagões foram só com turistas, uma cosia super esquisita. Nós automaticamente passamos a gostar mais ainda do passeio porque fomos junto com as pessoas de verdade e que estavam tão maravilhados e felizes como nós. Mais uma experiência incrível! A dica aqui é essa: se quiser sentir o passeio de verdade, se aventure até a "de la Sabana" para comprar seu ticket e embarcar. Na volta, pode fazer como fizemos, desça em Usaquén e de lá tome um táxi para o hotel. 
A bandinha que vai animando a viagem também embarca em Usaquén e, a partir daí, tudo está completo: locais, turistas, comidas e músicas típicas. Uma festa!


A banda que anima toda a viagem esquenta os tamborins em Usaquén
Já que é pra entrar no clima vamos provar um pouco de tudo: até da dulcíssima colombiana

O Merengón é o sucesso da viagem. Bolo de suspiro recheado com um creme de graviola. Uma surpresa de sabor.


A bordo vão umas 3 bandas típicas de estilos diferentes passeando e contemplado todos os vagões, mas a que mais agitou o pessoal do nosso vagão foi a mais de raíz. Inclusive fizemos um vídeo para mostrar, senão por completo, da melhor forma possível essa experiência divertidíssima durante o passeio:


Turistren de Bogotá from rapha aretakis on Vimeo.



Uma outra banda se apresenta no nosso vagão, dessa vez, música inca

Quando o trem chega ao município de Zipaquirá nós desembarcamos e somos encaminhados até os ônibus que nos levarão à Catedral de Sal, mas ela será assunto de um outro post. Após a visita na Catedral os ônibus nos trazem de volta até Cajicá, município vizinho, onde o trem espera os seus passageiros para começar a viagem de volta. Nessa viagem a música continua, são vendidas algumas bebidas, mas todo mundo já está mais calmo, cansado e eu arrisco até que um pouco saudoso, pois já começamos a nos despedir de um domingo inesquecível. Turistas, famílias tipicamente colombianas, os mais diferentes tipos e estilos convivem de forma harmoniosa e feliz nesse trem. É uma grande confraternização!


Na volta a chuva ajuda a deixar tudo mais melancólico

O animado Turistren

A Maria Fumaça
 Se você se programar direitinho vai poder incluir esse excelente passeio ao seu roteiro. Recomendo!

Serviço


Turistren de Bogotá
Onde: Estação de la Sabana - Calle 13  nº 18 - 24 / Estação de Usaquén - Transversal 10  nº 110 - 08
Quanto: Adultos 38.000 COP / Crianças (2 a 12 anos) 23.000 COP
Quando: Sábados, Domingos e Feriados

Comentários

  1. Ai.... Que delicia de passeio...
    To pensando em fazer o trajeto desse jeitinho...
    Adoro vivenciar os costumes do povo onde estou.
    As comidas e bebidas típicas, o transporte, a musica etc..
    Amei o post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma maravilha mesmo, Fabi. Não deixe de ir! Você vai amar :*

      Excluir
  2. Gostei do turistren. Vou com ele para a catedral de Sal. Vou chegar numa sexta feira, sabe se é possível comprar os bilhetes na hora? Pois vou chegar na sexta a noite e ir embora no domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elton,
      nós compramos com 1 dia de antecedência, mas quando fizemos o passeio não era possível comprar o ticket pela internet, agora é. http://vive.tuboleta.com/shows/show.aspx?sh=TRENWEB/ Não sei te dizer se é possível comprar na hora, infelizmente.

      Excluir
  3. Muito legal, Rapha, quando eu fui a Bogotá queria muito ter feito esse passeio, mas não deu tempo! Fica pra próxima, abraços
    Rafa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafa, esse passeio é sensacional. Vale a pena fazer numa próxima oportunidade! :)

      Excluir
  4. Adorei o seu relato, mas é uma pena só funcionar fds e feriado :-/
    E agora eles vendem online por um intermediário!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Angel. O jeito é programar a viagem de forma que você passe um fim de semana por lá, pois o passeio é bem agradável.

      Excluir

Postar um comentário