Experiência | O raphanomundo testou o GOL NO AR e a venda de lanches a bordo

Nesse último final de semana fomos conhecer um novo destino do raphanomundo: Belém do Pará (posts a seguir). Durante a viagem nós tivemos a oportunidade de testar duas novidades a bordo das aeronaves Gol.  A primeira, no voo CGH – BEL, foi o inovador serviço de entretenimento GOL NO AR. Se você tem um Iphone, Ipod Touch, Ipad ou qualquer notebook com wi-fi, desde o início do mês ficou muito mais fácil e divertido encarar as horas de vôo. 

O GOL NO AR oferece uma seleção boa de vídeos, textos e músicas em parceria com os canais globosat e a abril: GNT, Multishow, SporTV, Telecine, CBN, etc. Os programetes do Multishow e GNT são excelentes, vimos uns 4 durante nossa viagem, com duração de 25 minutos cada. Também pude ler diversos artigos sobre turismo e ouvir os mais variados ritmos nos canais da Rádio Globo.



         


Então, no seu próximo voo com a Gol, procure pelo símbolo da GOL NO AR na entrada da aeronave, coloque seu aparelho em modo avião e, após a decolagem, quando o uso de aparelhos eletrônicos passa a ser permitido, busque o sinal do wi-fi, conecte-se e divirta-se. Aposto que você sua viagem passará num piscar de olhos!

A segunda novidade foi no voo da volta, BEL – GRU. Logo após a decolagem, foi anunciada a venda de lanches a bordo, coisa que já faz tempo que foi lançada, mas que eu nunca tive a oportunidade de pegar um voo com esse tipo de serviço. Logo que a comissária passou com o cardápio fiz questão de pegar o meu e escolher um item para relatar aqui no blog. Elas fazem todo o serviço normalmente, entregando snacks e bebidas, só após servir todas as pessoas com o lanche gratuito começam as vendas. O meu escolhido foi o sanduíche Gourmet – É bom deixar claro que um comissário manuseia o dinheiro e o outro a comida. 




O sanduíche estava bom, mas normalmente eu não como nada a bordo, só em voos de longa duração, ou seja, passo sem os lanches pagos e gratuitos numa boa. No entanto, se a fome aperta, e a bordo estão vendendo os lanches, acredito que não dá para ficar decepcionado com o que encontramos pela frente.  Também é possível comprar combos: bebida + sanduíche + chocolate ou os itens de forma individual.  Simples e eficiente!

Adorei poder testar essas duas novidades durante os voos e espero que todas as próximas viagens sejam tão legais quanto essa foi. Agora é só ficar ligado aqui no blog e na série linda de Belém do Pará que está pra começar.

Comentários

  1. Que bom, Sut-Mie. Adoro quando você aparece por aqui :*

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o post. Viajo muito por conta de meu trabalho e uso todas as companhias aéreas brasileiras, portanto em alguns voos da Gol encontrei a venda de lanche a bordo. Não são todos e mesmo num mesmo trajeto nem sempre há. O curioso foi o que aconteceu em um voo Recife-Brasília: só havia a opção de lanche para comprar e não teve para todo mundo, na metade do avião já tinha acabado. E era numa hora muito cedo da manhã, onde muitos não tiveram tempo de comer nada antes de pegar o voo. Ainda bem que só eram 2:20 h de viagem, mas foi uma total falta de planejamento, já que o voo estava lotado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Marcia. Essa opção de venda é uma boa saída, já que não nos oferecem mais nada. No entanto, sem planejamento, isso pode virar um tiro no pé. Sinto que só quem perde somos nós, clientes. Uma pena.

      Excluir

Postar um comentário