Recife: Casa da Cultura

Nessa última ida a Recife, para curtir o carnaval, não pude deixar de fora um ponto turístico muito particular da cidade. Lembro que fui à Casa da Cultura (link com áudio) pela primeira vez, se não me engano, quando tinha uns 6 - 7 anos, levada pela minha avó. Foi nesse dia também que andei de metrô pela primeira vez. Por falar em avó, foi ela quem me fez ter um grande respeito pela cultura pernambucana. Também foi dela que herdei o gosto pelo frevo, ritmo que corre nas veias de todo bom pernambucano. 

Voltando à A Casa da Cultura, a princípio, o prédio inaugurado em 1855, em formato de cruz, foi construído para ser a Casa de Detenção do Recife. O edifício de 3 andares, que hoje é tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE), serviu de penitenciária por 118 anos. Por causa da superpopulação de presos, começaram a imaginar outra serventia para o espaço, e assim, em 1976, após passar 3 anos fechada, foi inaugurada a Casa da Cultura.



Painel de Cícero Dias conta a saga de Frei Caneca


Entrada principal

Parte externa - com cara de presídio

Interior da cela preservado

Hoje, a Casa da Cultura é um abrigo para artes de 149 municípios e parada obrigatória de turistas do mundo inteiro que chegam a Recife. As celas viraram lojas, livraria especializada em livros pernambucanos e lanchonetes - foi lá, em uma das minhas visitas, que tomei um dos sucos mais gostosos e refrescantes, daqueles que aplacam o calor imediatamente! Lá dentro, só se respira a cultura pernambucana. Do litoral ao sertão, vemos cada canto do estado representado por sua arte. Na alta estação são recebidas cerca de 3.000 pessoas por dia. Ainda podemos ver a única cela intacta, dos tempos em que o prédio funcionava como prisão. 


Desde 1976 as cores tomaram conta dos corredores da Casa da Cultura

Grades fortes e a explosão de cores dos painéis 

A decoração da Casa da Cultura muda de acordo com as festividades da cidade

O Homem da Meia-Noite

Os preços praticados são ótimos e dá para o visitante garantir as lembrancinhas de viagem numa boa. Por sinal, fui na loja Ponto Brasil, na cela 111 - Raio Oeste, e encontrei uma arte linda de passistas de frevo e caboclos de lança. Nunca tinha visto coisa parecida. Trouxe para casa uma passista linda para a minha coleção de souvenirs


Artesanato belíssimo da Ponto Brasil

Mais arte genuinamente pernambucana

A Casa da Cultura (link com áudio) fica no coração do centro do Recife, no bairro de Santo Antônio, tem entrada gratuita e estacionamento próprio que custa R$ 7,00.  O espaço abre todos os dias: de segunda à sexta das 09:00 às 19:00 - sábados: das 09:00 às 18:00 e domingos: das 09:00 às 14:00. Não existe desculpa para essa imersão na cultura pernambucana ficar de fora do seu roteiro. 

-----

FLAGRA

Após sair da Casa da Cultura, flagramos a cidade do Recife se vestindo para o carnaval. O emblemático galo da madrugada já estava naquela que seria sua morada durante os 5 dias de folia, a ponte Duarte Coelho.  Mas o assunto carnaval fica para  o próximo post! 




Comentários

  1. Olá! Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem. Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia Paulista

    ResponderExcluir
  2. Olha só que legal, pois eu estava preparando meu post sobre a Casa da Cultura que está atrasado há mais de um ano! hahaha! Também adoro esse lugar! Transformar a prisão em arte pura deixa qualquer um emocionado! Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Sílvia! A Casa da Cultura é realmente encantadora, sempre me emociono em minhas visitas.

      Beijo :)

      Excluir
  3. Nossa que bacana a prisão virou um cenário incrível. As cores das decorações são lindas. Fiquei encantada ao ver o quanto o povo brasileiro é criativo e o quanto nossa cultura é única e especial. Bjs Rapha, parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso Gabi, a Casa da Cultura transborda criatividade. É um must go em Recife.
      Fico feliz que esteja gostando do blog.

      beijo :*

      Excluir

Postar um comentário