Santa Catarina | Onde comer em Balneário Camboriú

Nessa viagem tive a oportunidade de combinar as delícias das cozinhas do Infinity Blue Resort & SPA, com visitas estratégicas aos lugares que mais bombam em Balneário Camboriú.

A primeira parada não é para os fracos de estômago. E não tô falando por causa da cozinha, não é nada exótico. É porque o Porto Cabral é um restaurante flutuante, portanto, comemos ao sabor da ondas. E, para aqueles que não abrem mão da terra firme, pode ser complicado comer por ali. No mais, é uma experiência interessante. A estrela da casa é o King Crab, vindo das profundezas do Alasca direto para as mesas de Balneário Camboriú. De entrada comi umas iscas de peixe deliciosas, acompanhado por um suco de abacaxi mais do que refrescante. O prato principal foi um linguado grelhado com camarões e legumes. Tudo fresco e muito leve.

Almoço com vista no Porto Cabral


King Crab - reparem o tamanho do jogo americano x tamanho do prato
Filé de Linguado grelhado no capricho

Do restaurante flutuante, a gente parte direto para o México, ou melhor, para o Guacamole. Nesse restaurante mexicano, além de comidinhas excelentes, tivemos uma noite extremamente divertida. O Guacamole é um ótimo lugar para ir com os amigos, fazer aquela farra boa. Um trio de mariachis, um tequilero e uma tequilera rodam o salão a fim de agitar todas as mesas, convidando os visitantes a cantar, dançar e tomar um shot de tequila com direito a sacodida na cabeça e tudo mais. É uma grande festa da entrada à saída. Vale ainda destacar a sobremesa: Churros com uma bola de sorvete de creme. Só me resta ficar torcendo para o Guacamole abrir uma filial em São Paulo.

Mojito para começar
A festa completa
Churro Chavo del 8

Para os amantes de camarão, assim como eu, a Casa do Camarão na praia das Laranjeiras é parada mais do que obrigatória. O lugar é simples, à beira-mar, quase pé na areia, um convite para uma refeição demorada, uma cerveja gelada e muito papo. Não se deixe levar pelo nome, se você não é fã da iguaria, tudo bem, a casa serve de tudo um pouco. Mas eu tinha que provar o forte do lugar, né? Comi muito camarão, de todas as formas e preparos, e posso dizer que eles capricham, viu? Um dia de praia e almoço nesse restaurante é tudo o que sempre pedi na vida. Pena que não deu praia.

Uma pequena parte da sequência de camarão

Para fechar o tour gastronômico por Balneário Camboriú fomos ao Taj Bar. Uma casa com clima intimista, decoração impecável, referências orientais e muito concorrida na Avenida Atlântica. O restaurante, que tem aquele clima constante de balada leve, oferece um cardápio baseado nas cozinhas tailandesa, indiana e japonesa, não deixando de lado o toque brasileiro. No entanto, a comida é correta, mas não surpreendente. Sinceramente, não é o meu tipo de lugar preferido, mas ele serve bem aos casais e/ou grupos de amigos que buscam um jantarzinho pré-balada.

O ambiente aconchegante do Taj Bar
Caipirinha no ponto certo

Como vocês podem ver, Balneário Camboriú tem uma cena gastronômica bem interessante, agradando a todos os gostos. Essa foi só uma amostra que tivemos em quase 3 dias na cidade, mas a oferta é enorme. Portanto, se joga nas dicas aqui do blog e aproveita! E se você tem alguma dica imperdível de Balnéario Camboriú compartilha aqui nos comentários.




>> O raphanomundo viajou a convite do Infinity Blue Resort & SPA, em parceria com a Avianca Brasil e apoio da GTA Assistance.

Comentários

  1. Visitei a cidade uma vez, tive a oportunidade de comer bem, e muito bem que da até tristeza rs :) Ótimas fotos! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahah adorei o "que dá até tristeza"! realmente, come-se muito bem em Balneário! obrigada pela visita :)

      Excluir
  2. Olá Rapha, bom dia! cheguei ate seu blog, quando estava procurando informações sobre AA...gostei do blog e já estou seguindo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou! Seja sempre bem-vinda :)

      Excluir

Postar um comentário