Guia para se perder em Colônia do Sacramento

Guide on how to get lost in Colonia del Sacramento

Na maioria das vezes que planejamos uma viagem, o ideal é sempre montar um roteiro para aproveitar o melhor de cada destino, no menor tempo e, se possível, pelo melhor preço. Pode parecer incomum, mas esse tipo de planejamento não combina muito com Colônia do Sacramento, no Uruguai. Por lá, o bom mesmo é se perder... Se for a dois, melhor.

Most of the times when we plan a trip, the ideal is always put together a scheme to enjoy the best of each destination in the shortest time and, if possible, at the best price. It may seem unusual, but such planning does not suit Colonia del Sacramento, Uruguay. There, the best thing to do is to get lost... If you’re a couple, even better.




A cidade mais antiga do Uruguai tem uma herança colonial portuguesa e espanhola muito bem preservada e o seu centro histórico é patrimônio mundial da UNESCO desde 1995. A maioria dos visitantes chega para ficar apenas durante o dia, num bate-volta de buquebus vindos de Buenos Aires – a travessia do Rio da Prata dura pouco mais de uma hora nos barcos mais velozes – ou via rodoviária, provenientes principalmente da capital Montevidéu, que está a apenas 180 quilômetros de distância.

The oldest city in Uruguay has a very well preserved Portuguese-Spanish colonial heritage and its historical center is an UNESCO world heritage site since 1995. Most visitors come to stay only during the day, using buquebus from Buenos Aires - the crossing of the La Plata river lasts just over an hour on the fastest boats – or by road, mainly from capital Montevideo, which is just 180km away.

Mas... Por que se perder? | But ... Why get lost?

O centro histórico tem uma área pequena (menos de 1km²) e com poucas elevações, o que facilita o deslocamento a pé. Quase todo margeado pelo rio da Prata, as paisagens lá se dividem entre as belas construções centenárias, os carros antigos e os quadros onde o rio faz parte do cenário.

The historic center has an overall flat and small area (less than 1km²), which makes it easy to get around by feet. Almost entirely bordered by La Plata River, the landscapes there are divided between the beautiful centuries-old buildings, the old cars and the frames where the river is part of the scenario.

 



Os pontos turísticos – que não são muitos – acabam sendo vistos naturalmente durante um passeio despretensioso. É explorando rua a rua e sem destino que você vai passar (e talvez nem perceber) pela icônica Calle de los Suspiros. Apesar de famosa, não há nada ali que a diferencie ou descaracterize sua identidade, apenas o misticismo de suas lendas paira no ar. O mesmo pode ser dito do El Buen Suspiro, um dos destaques gastronômicos da cidade, com sua portinhola diminuta para a conhecida rua. Apesar de servir um ou dois pratos, o destaque do cardápio vai mesmo para a degustação de queijos e fiambres (chamada de picadas) produzidos na região, harmonizados com vinhos oriundos exclusivamente do departamento de Colônia. Um charme.

The touristic sights – there are not many – end up being seen naturally during an unpretentious walk. It is when exploring street by street without destination that you will pass (and perhaps not even realize) the iconic Calle de los Suspiros. Although its fame, there is nothing around that differentiates or maximizes its identity. Only the mysticism of its legends are in the air. Same can be stated for El Buen Suspiro, one of the gastronomic highlights of the city, with its tiny door opening to the famous street. Despite serving a dish or two, the highlight of the menu is the tasting of cheeses and hams (called picadas) produced in the region, harmonized with wines coming exclusively from Cologne department. Such a charm.





Melhor do que caminhar pela Avenida General Flores é seguir pelas vias paralelas. E é pela calle 18 de Julio que você verá, por exemplo, um pouco da rotina dos moradores da cidade. Nada mais encantador do que cruzar com as crianças indo ou voltando da escola, vestidas com suas batas brancas com laçarotes azuis. Melhor do que contemplar como seria a vida em Colônia é fazer isso provando uma deliciosa parrillada. É na La Amistad que antigos conhecidos se encontram para tomar cerveja e comer uma boa carne. O Sr. Mario comanda o local que é bem tradicional, nada sofisticado, mas oferece uma comida muito boa, excelente para a hora do almoço.

Better than walking up the Avenida General Flores is walking on the parallel calles. It’s in the calle 18 de Julio that you will see, for example, some of the routine of city residents. Nothing more charming than cruising with children going to or coming from school, dressed in white gowns with blue bows. Better than contemplate what life would be like in Colonia is doing that while tasting a delicious parrillada. It is in La Amistad that old acquaintances meet to drink beer and eat good meat. Mr. Mario runs the place, which is very traditional, not at all sophisticated, that provides excellent food, even better at lunch.



Se você não pode tomar um mate enquanto pesca no rio da Prata, talvez seja suficiente se aproximar de quem pode apenas para encontrar, quase esquecida entre o rio e a calle Odriozola, a antiga estação de trem da cidade. Apesar de estar próxima ao terminal dos barcos que fazem a travessia do rio, não está exposta como um ponto turístico. Sorte dos que se perdem para encontrá-la.

If you cannot take a Mate while fishing in the La Plata River, it may be enough to approach those who can only to find, almost forgotten between the river and the calle Odriozola, the old train station of the city. Despite being next to the boat terminal, it is not listed as a tourist spot. Lucky those who get lost to find it.




Por falar em sorte, o que significa encontrar uma sorveteria logo após cruzar o Portão de armas, reconstrução do que no século XVIII foi a entrada da cidade, na época protegida por uma muralha? Não pode ser só obra do acaso... Na El Cali, sorvetes artesanais alegram o passeio dos que andam sem destino. Para tomar em dias quentes e, em dias frios também.

Speaking of luck, what does this mean finding an ice cream shop just after crossing the city’s gate, a reconstruction of what in the 18th century was the city's entrance, protected at that time by a wall? There can’t only be by chance ... In El Cali, handmade ice cream rejoice the wanderers. To take on hot days and, on cold days too.



Se em algum momento você achar que precisa de orientação, dispense o mapa e mais ainda o celular: O Farol está lá também pra isso. Visível de quase todos os lados do centro histórico, a construção, erguida nas ruínas de um antigo convento é, além de imponente, aberta para visitação. Aos que topam enfrentar a subida, a visão do topo recompensa. Se a subida casar com a chegada de alguma embarcação, é bonito de se ver. Será perfeito se o dia estiver claro, o céu limpo e você puder avistar o topo dos arranha-céus lá do outro lado, em Buenos Aires.

If at any time you feel you need guidance, please do not take the map even the phone: The Lighthouse is also there for that. Visible from almost all sides of the historic center, the construction, built on the ruins of an old convent is, in addition to imposing, open to visitors. Those who are glad to walk the stairs up are rewarded by the view. If the rise coincides with the arrival of a vessel, it’s beautiful to see. It will be perfect if the sky is clear and you can spot the top of skyscrapers on the other side, in Buenos Aires. 




Para aplacar a sede e descansar o dedo que clica as fotos, por que não experimentar a bebida do verão uruguaio ‘made in Colônia’? Foi na Pulperia de los Faroles que sentamos ao ar livre, com vista para o farol de um lado e do rio ao fundo que comprovamos que o clericot combina com qualquer cenário e, mais ainda, com o encantador pôr do sol.

To quench the thirst and rest your finger that click pictures, why not try the summer Uruguayan drink 'made in Colonia'? Was in Pulperia de los Faroles where we sat outdoors, overlooking the lighthouse on one side and the far river on the other that we proved that clericot matches any setting and even more so with the sunset.

 



E é à beira do rio que esse espetáculo pode ser apropriadamente contemplado. Seja nas ramblas que seguem ao norte da cidade, seja sentados numa das muretas brancas que separam o centro histórico da sua margem, seja em pé do lado da antiga muralha, no píer do Porto de Iates ou mesmo de dentro de um carro disputando espaço com as motocas usadas pelos adolescentes que se reúnem para jogar conversa fora. Não importa. Em Colônia do Sacramento, o sol se põe lindamente para todos. 

And it is by the river that this natural spectacle can be appropriately appreciated. Be at the ramblas going north of the city, sitting in one of the white low walls that separate the historical center of the river’s margin, standing on the side of the old wall, On the wood pathway of Puerto de Yates or even inside a car. Doesn’t matter. In Colonia del Sacramento, the sun sets beautifully for everyone.



Findo o dia, o passeio continua, agora com a luz cálida dos lampiões iluminando as pedras do calçamento. Uma outra alma para o mesmo cenário. A hora certa para um café e, quem sabe, um doce. Bem em frente à igreja da cidade, a Basílica do Santíssimo Sacramento, chamando atenção de todas as formas e cores, está o restaurante Drugstore. Quase um objetivo em si próprio, atrai turistas pela sua decoração e também pelo uso criminoso de doce de leite em seus postres. Não fosse por isso, não perderíamos tempo por lá...

By the end of the day, the tour continues, now with the warm light of the lamps illuminating the paving stones. Another soul for the same scenario. The right time for a coffee and perhaps a sweet dish. Directly opposite to the city's church, the Basílica del Santíssimo Sacramento, calling attention in all ways and colors, is the Drugstore restaurant. Almost an attraction by itself, it attracts tourists for its decoration and also for the criminal use of dulce de leche in their desserts. If it wasn’t for that, we wouldn’t waste time there…


Ah, o tempo! E se o tempo acabar?
Só cabe partir, para poder retornar.
E, de novo, se perder.

Ah, the time! And if the time runs out?
Nothing left besides leaving. But only to go back.
And again, get lost.



Comentários

  1. Rapha,
    Que post sensacional! Fiquei com vontade de ir agora. As fotos estão demais. Keep walking, xará!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou, xará! Muito obrigada pela visita e pelo retorno, você sabe o quanto isso é importante pra gente, né? ;)

      <3

      Excluir

Postar um comentário