Malta | Visitando a Blue Lagoon

Assim que fechamos nosso único dia inteiro em Malta fui atrás de saber quais eram as melhores praias desse país/ilha. Para minha surpresa, apesar de ter boas recomendações de alguns balneários, o que se destacou na pesquisa foi a Blue Lagoon. Para onde quer que eu olhasse, a praia aparecia em dez de cada dez recomendações. Como nossa intenção não era alugar um carro e sair explorando, pensamos em lançar mão do transporte público para conhecer parte da ilha e, quem sabe, chegar até esse disputado ponto turístico. Descobri ser possível, porém complicado. Então parti para procurar passeios de barcos que nos levassem até a Lagoa Azul, tradução livre desse cartão-postal de Malta. 





Passeio de barco para a Blue Lagoon Malta - Comino

Achei algumas empresas que ofereciam os mais variados pacotes, mas as avaliações on-line deixavam a desejar, ora eram passeios muito lotados, ora mal organizados. Levei quase um mês pesquisando a melhor opção de passeio de barco para a BlueLagoon e cheguei até a Hornblower Cruises. Empresa familiar especializada nessa rota, que oferece duas opções de roteiro e com boas avaliações, foi fácil fechar negócio com ela. Escolhemos o roteiro A (Comino, Blue Lagoon and Caves), que reserva mais tempo de parada na praia, cerca de 3 horas. O roteiro B, segunda opção, tem uma parada de 1h e meia na Blue Lagoon, depois o barco vai até Gozo deixar os que optaram por esse roteiro para seguir conhecendo um pouco mais da ilha vizinha à Malta. Como nossa intenção era um bom banho de mar, ficamos com a primeira opção. 

Fizemos todos os trâmites via site, pagamos pelos nossos lugares (20 euros por pessoa) e, via e-mail, resolvemos a burocracia do transfer hotel-porto-hotel, pois eles oferecem alguns como cortesia e, para a nossa localização, St. Julian, cobram 5 euros por pessoa. No dia, local e hora marcados a van nos pegou e cerca de meia hora depois já estávamos embarcando no Hornblower, barco grande de dois andares, que acomoda bastante gente, mas que eles garantem não superlotar para uma melhor experiência. De fato, no dia que nós fomos, segunda 4 de junho, comecinho da temporada, tivemos espaço de sobra. 

O barco saiu do porto de Bugibba pontualmente às 10:45 e no caminho, Kevin e seu pessoal já vão contando histórias sobre Malta e suas ilhas enquanto vamos vendo a coloração da água mudar e assumir os mais variados tons de azul e verde. A primeira “parada” perto da primeira caverna, a água é de um verde esmeralda sobrenatural. Difícil não ficar boquiaberto. Assim, entre uma paisagem incrível e uma boa história, chegamos ao destino, a Blue Lagoon. O barco atraca em um local privilegiado, onde podemos fazê-lo de base e ficar nadando bem do lado (melhor opção), como podemos seguir para explorar a minúscula e famosa praia. 





Quando atracado, o deck superior vira um lugar privilegiado com espreguiçadeiras, de onde você pode saltar para água ou descer no escorrego. Se não é adepto da “aventura” não tem problema, dá para entrar no mar a partir do nível mais baixo da embarcação. O Hornblower conta com bar que serve bebidas alcoólicas, refrigerantes, água e alguns lanches como hambúrgueres, nuggets e fritas. Comidas simples a preços justos. Também é possível levar seu próprio lanche sem problemas. Mediante pagamento de um depósito é possível usar um lockere alugar snorkel. O público do nosso passeio era majoritariamente composto por famílias e grupos de jovens e foi tudo bem tranquilo. Kevin, o responsável pela empresa que opera há quase 35 anos em Malta, faz questão de conversar um pouco com cada grupo que está a bordo. Conversando com a gente descobrimos que ele é, assim como nós, ávido pelas viagens e que, inclusive, conhecia bem o nordeste do Brasil – assim como outras partes do mundo. 





Após as 3 horas de parada, todos voltam ao barco para que possamos recolher os demais passageiros que foram visitar Gozo. No caminho de volta à Malta, uma rápida parada – só para olhar – na Crystal Lagoon, que tem uma água com mais um tom inacreditável. Em resumo, acho que foi a coisa certa a se fazer. Com apenas um dia em Malta, dentro da temporada de sol e calor, certamente eu repetiria a dose e voltaria à Blue Lagoon. Terminamos o dia muito satisfeitos com o serviço que contratamos e, mais ainda, com a beleza encantadora desse paraíso.


Comentários