Paris: Lady Gaga - O show

Não sei nem por onde começar um post sobre esse show. Eu estava cheia de boa expectativas sobre ele e todas foram mais que superadas. O marido me fez uma surpresa e no dia 19 de março me deu o ingresso. De lá pra cá fiquei ainda meio que sem acreditar que iria em um show de Lady Gaga. Enfim, chegou o dia e viajamos a Paris especialmente para a apresentação. Marcado para começar às 19:30, chegamos no Palais de Omnisport em Bercy por volta das 18:00. O sol estava castigante e as filas eram imensas, mas tudo muito organizado e até ágil. Já na fila, vimos incontáveis fãs vestidos como a Gaga: perucas, latas no cabelo, óculos de cigarro, fita amarela do crime scene, um sem fim de homenagens!



Depois de uma meia hora conseguimos entrar no estádio e, para nossa surpresa, nos deparamos com um palco bem baixinho, organizado para a banda de abertura. Compramos uma cerveja e uma água e partimos para procurar o melhor lugar para eu, que não tenho entre meus fortes a altura, ver o show.
Sete e meia em ponto as luzes se apagam e entra em cena uma banda muito louca que levanta a bandeira do "Filthy Glamour": Semi Precious Weapons. A banda é de New York, completamente sem noção e com um visual bem esquisito. Interagindo com o público e dizendo que queriam nos deixar "wet and excited" para o show da Lady fucking Gaga, eles tocaram 4 músicas, estouraram um champagne, distribuíram 2 camisas, 1 cd, 1 colar da linha de joias do vocalista e falaram incontáveis vezes as palavras bitches e fucking. O som da banda era bom, mas não empolgou o público que só se manifestava ao ouvir as palavras: Lady e Gaga.


Após pouco mais de meia hora de show, a banda se despediu e deixou o palco. Começou a espera para o tão aguardado momento. Após vinte minutos e alguns hits de Michael Jackson, que tocava para aquecer o público, as luzes voltam a se apagar e a partir daí a platéia enlouqueceu. Com o palco envolto em um pano branco, começa a projeção de um vídeo da cantora com a contagem regressiva para o começo do Monster Ball. Aos primeiros acordes de Dance in the Dark tudo o que conseguimos ver é a sua silhueta que, ao que parece, está no alto de uma escada. Mudando de pose ao longo da introdução da música, as cortinas caem e podemos ver a Gaga.





Interagindo com o público em francês, ela não cansa de dizer o quanto gosta de Paris e o quanto se sente bem em tocar lá. Por duas vezes, após vários aplausos, ela se emociona e chora. Acompanhada de dançarinos super preparados e uma de mega estrutura, as pouco mais de duas horas passam voando. Enquanto ela troca de roupa incontáveis vezes, vídeos são projetados no palco. O show não perde o ritmo nem por um segundo. Com hit em cima de hit e gritos de "chantez avec moi, mes petit monsters" ela deixa o público enlouquecido do começo ao fim do show. As músicas que mais empolgam, sem dúvida, são: Telephone, Just Dance, Bad Romance, Paparazzi e Poker Face. Essa última, que em todos os outros shows aparecia na versão acústica no piano, veio em sua versão mais dançante ever!


O show ainda tem duas músicas inéditas: Glitter and Grease e Vanity. Em uma das milhares de trocas de roupas, uma outra projeção aparece no palco, só que dessa vez ela vem junto com o "Manifesto of Little Monsters".



Para resumir, posso dizer que foi um dos melhores shows que já fui. Pude dançar do começo ao fim, mas também tive muito o que observar, pois é um show rico, que conta uma história e é muito bem montado. 

We did it, Paris!


Só garanto uma coisa, irei quantas vezes eu puder a um show da Lady fucking Gaga.

p.s. amor, obrigada (de novo) pelo presente!






Comentários

  1. Nós fomos no show dela em Philadelphia em Setembro... Concordo com você quando você diz que foi um dos melhores shows que já fui na vida!!!
    Também fiz um Post sobre ele com vários vídeos :D

    http://mauoscar.com/2010/09/18/show-lady-gaga-em-philadelphia/

    ResponderExcluir
  2. Oscar é muito bom o show dela. Contagiante! Ontem mesmo comentei com o marido que queria ir de novo. Valeu cada euro pago. Vou lá olhar seu post :*

    ResponderExcluir

Postar um comentário