Roteiro | 24 horas em Praga

Eu já posso começar esse post dizendo que nós nos arrependemos amargamente de só separar um dia para Praga. Que cidade é essa? Acredito que seja cidade para uma vida. Bom, depois do desabafo vamos ao que interessa.

Praga é linda (vou repetir isso quantas vezes for preciso), o povo tem um estilo próprio que complementa a beleza do lugar. Mesmo sendo turística os turistas daqui não tem aquela afetação dos grandes centros. Bem diferente de Londres e Paris, o público que vem a Praga é mais maduro e menos ansioso. O transporte público é composto por ônibus, metrô e tram (minha mais nova obssessão - me peguei uma pessoa que ama os trams e tira fotos alucinadamente de todos eles). Eles são uma espécie de bonde e ajudam a dar um clima todo especial à cidade. O transporte de lá é bem organizado e eficiente. Você consegue pegar um ônibus dentro do aeroporto e descer dentro do metrô.


A cidade é tão maravilhosa que, mesmo com um ticket que dá direito a pegar todos os transportes quantas vezes quiser durante 24h, fizemos o passeio pela cidade inteira a pé! Tinha chovido bastante pela manhã, mas quando saímos do hotel a chuva já havia parado e o dia ficou nublado e frio, do jeito que eu gosto. Saímos andando sem rumo, entrado de rua em rua, ora nos deparando com monumentos, ora elegendo nossos próprios monumentos. Como essa praça, que não consta em mapa algum e é simplesmente uma obra de arte!

A riqueza nos detalhes, a perfeição do movimento das estátuas, confesso que ficamos encantados com essa praça. Nunca vi mais bonita e se vi, não me lembro mais.







Seguindo nosso caminho (e intuição), nós chegamos a Ponte Carlos, em tcheco Karlův most , que é a ponte mais antiga de Praga e a segunda ponte mais antiga da República Tcheca. Dessa ponte temos a visão do outro lado da cidade, juntamente com o seu castelo.


Já do outro lado da ponte, nós encontramos o, acredito eu, mais famoso ponto turístico de Praga. O Orloj é um relógio astronômico medieval que fica na parede da prefeitura da cidade, na praça da Cidade Velha. É surreal esse relógio de tão lindo! E aí sim, nesse lugar tem muita gente tirando foto e foi onde eu encontrei minha primeira noiva.

Ainda na Praça da Cidade Velha, nos deparamos com a catedral em estilo gótico Týn que também, como já falado em outros posts, passava por reformas. Muitos prédios e monumentos de toda a Europa (eu acho), passa por reformas quando vai chegando o verão.

Depois de mais de 5h de caminhada já havíamos visto bastante coisa. Pegamos um bonde sem um destino certo. Descemos na Praça da Paz (Námĕstí Míru) onde tem a igreja neo gótica de Saint Ludmila. A praça é linda, sem comentários. No entanto, restava rolando o EkoFestival e era uma vibe totalmente diferente do restante da cidade. Várias banquinhas de produtos ecologicamente corretos ocupavam diversos locais da praça. Ainda tinha uma banquinha do Green Peace e no meio de tudo, um palco. Show da banda Fibidus para 3 crianças, 2 idosos e um casal de turistas, no caso, nós! Foi muito engraçado participar do micro festival.


Nosso dia já estava acabando e no dia seguinte pegaríamos o trem logo cedo para Budapeste. Rumamos de volta ao hotel. Ficamos numa estação super perto do Národní Muzeum (Museu Nacional) de Praga e seu belíssimo prédio neo renascentista que fica no fim da Praça Venceslau, principal praça da cidade. Esse museu é o grande símbolo da cultura Tcheca.


Ainda falta falar do que comemos em Praga, das publicidades e de mais o que vier na minha cabeça. Os posts não vão ser como os das outras viagens, pois a copa está começando e acredito que vá acontecer muita coisa legal aqui em Stuttgart, então, me darei o direito de interromper a postagem da última viagem para colocar o que eu achar interessante nesse tempo onde o mundo respira futebol e aqui na Alemanha o pessoal não está brincando em serviço.

p.s. Esse post vai para Anna Terra, menina de sorriso largo, danada, inteligente que só ela, redatora de mão cheia que gosta das coisas simples que enchem a vista e aquecem o coração. Praga é pra você, Terrinha. Feliz Aniversário!

Comentários

  1. Eu tenho loucura de conhecer Praga, e agora posso dizer que conheci um pouco mais.
    Brigada Rapha!
    Estou sempre viajando com você aqui pelo blog.
    Que tenha sempre luz no seu caminho aventureiro e mais uma vez obrigada pelo carinho, viu?
    Um beijo no seu coração!

    ResponderExcluir
  2. Amiga, que massa! Queria muito sair viajando por ai como estas fazendo! Por enquanto fico na vontade! o relogio que mostrasse lindao mesmo, lembro de ter visto em filmes. Ao vivo sao outros quinhentos, ne? Mas valeu muito ter conhecido um pouco por aqui. Um beijao e boas aventuras!

    ResponderExcluir
  3. Alfredo Nogueira07/07/2010 15:27

    Rapha, adorei seus relatos.
    Estive em Praga no Abril de 2010 com minha esposa e com mais dois amigos e de todas as cidades que visitamos foi a que mais nos encantou: música, história e beleza.
    Certa vez eu li o seguinte comentário: o melhor de Praga é se perder em Praga!! Não perca essa dica quando vc estiver lá!

    Reservamos o hotel Hotel Kampa Garden 3* ,limpinho, arrumadinho e muito bem localizado, num parque tranquilo a dois passos da Ponte Carlos. Dependendo de como você faz a reserva, pode ter desconto com o pagamento à vista. Peça essa informação. E se possível, também peça um quarto com vista para o canal.

    http://www.kampagarden.cz/

    Fizemos o tour com a Tania Sochorova – foi ótimo, bem explicado e nada de correria. Além de nos encantarmos com a cidade maravilhosa, também ficamos conhecendo um pouco mais da história deste lindo país. Tania é tcheca mas fala muito bem portugues. Foi uma experiência enriquecedora. Ela falou muito sobre a época de comunismo.

    Entrar em contato com Tania é fácil – escrever um email: amazon@volny.cz
    ou entrar no site dela: http://www.guia-em-praga.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá Alfredo! Muito bom seu comentário, cheio de ótimas dicas. Essas vão para o meu caderno de dicas, pois não faltarão oportunidades de retorno à Praga.

    Obrigada pela visita! :*

    ResponderExcluir
  5. Amei seu blog..tanta informação boa e interessante! Agora em Agosto estou indo fazer minha primeira trip para a Europa...como boa mochileira...vou querer aproveitar muito..
    que tal um café em Zurique? Podemos marcar? se não estiver muito atropelada por ai...

    meu email: vanessa.magalhaes@gmail.com!

    Beijo

    ResponderExcluir
  6. "Tinha chovido bastante pela manhã, mas quando saímos do hotel a chuva já havia parado e o dia ficou nublado e frio, do jeito que eu gosto."
    Achei que era só eu que amava dias assim... Vou conhecer Praga em Março e ficarei três dias! Não paro de ler sobre a cidade e ficar cada dia mais entusiasmado. Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Ninguém merece passar calor se não tem uma praia por perto, né? Você vai amar Praga, Gleiber! Leia bastante mesmo e ainda assim você se surpreenderá.
    Obrigada pela visita. :*

    ResponderExcluir

Postar um comentário