O café da manhã do Hotel Olšanka onde nos hospedamos em Praga era bem farto, porém normal, até certo ponto. Fora o fato de encontrar no buffet 3 tipos de salsichas (viena, frankfurt e mais uma local), batata assada com páprica e arroz, o resto era igual ao nosso café da manhã. Ah, frutas aparecerem, pelas bandas de cá, em forma de geleia. E tinha também três tipos de doces: 2 bolos (um de chocolate e outro de baunilha com frutas vermelhas) e um apfelstrudel. Muito bem servido o café do hotel. Recomendo!


Já na hora do almoço pela cidade existe uma infinidade de opções: de Mc Donald's a restaurante chinês. Observando bem, o que não falta em Praga é café e restaurante para fazer uma boa refeição. Como a maioria dos restaurantes aqui na europa, os de Praga também oferecem a fórmula, ou seja, entrada + prato principal + sobremesa por um preço fixo. A nossa escolha foi o Creme Caffé Il Balcone um restaurantezinho charmoso demais e muito gostoso. O menu do dia, por pessoa e sem bebida, saiu por € 8.00. Muito barato a julgar pela refeição de rei que fizemos por lá.

Para abrir os trabalhos eu fui de cerveja tcheca Krušovice e o marido foi de Radler, que é uma mistura muito popular por aqui de cerveja + sprite ou cerveja + coca.
Como entrada tomamos uma sopa boa de legumes que calhou muito bem com o friozinho que fazia lá fora. Para prato principal escolhemos o Steak de porco ao molho de pimentas acompanhado de batatas (sempre elas) ao forno e salada simples.


E por fim, a torta Honey Cake (conhecida em Tcheco por Medovník) que é a sobremesa sensação da cidade. Torta leve com um toque bem suave de café e recheio de doce de leite.


Agora me diga, tem coisa melhor do que beber e comer bem?