Curitiba | Onde comer

Para finalizar em grande estilo a leva de posts sobre a já adorada cidade de Curitiba indico os restaurantes que fomos por lá.

Na noite da sexta-feira fomos de pizza e, em pesquisa prévia, descobrimos que a Pizzaria Piola era bem recomendada e ficava super próxima ao hotel. Combinação melhor impossível! O ambiente é agradável e descontraído, pena que a iluminação não permitiu boas fotos. O atendimento foi impecável e a garçonete (super simpática por sinal) conseguiu fazer com que a gente provasse quase todas as deliciosas caipiroscas do menu. Destaque para a de frutas amarelas - carambola, manga e maracujá - (R$ 13,00 com vodca nacional e R$ 16,00 com vodca importada). Pedimos bruschettas com redução de balsâmico para a entrada - perfeitas. E os sabores da pizza (R$ 50,00) foram os hits da casa, meio a meio, arezzo e cuattro frommagio. Uma das melhores pizzas que já comi. Empatou no ranking junto com a  Pizzaria Camelo aqui de São Paulo.

Prato típico paranaense - Barreado


No sábado o almoço foi no bairro tradicional Santa Felicidade e nos indicaram o Dom Antonio. Esse restaurante fica num prédio inspirado em um castelo  medieval e conta com 5 salões com capacidade para até 1.500 pessoas. Eles trabalham com um sistema de rodízio de comida italiana (R$ 26,00 por pessoa) e de cara eu não gostei muito, justamente por causa da sua imensidão. Sou fã dos lugares mais aconchegantes, mas como a fome era grande e o calor maior ainda, ficamos por lá mesmo. Não me arrependi. Me serviram o melhor rondelli de queijo que já  havia provado. Dispensei os outros 14 pratos do rodízio e foquei no rondelli. Valeu a pena, mas para quem quer um clima mais intimista eu não recomendo. 

A variedade de sobremesas no Don Antonio era grande, mas no caminho de ida havíamos avistado uma gelateria e combinamos que a sobremesa seria sorvete. Na volta fomos à Speziata Gelateria e, meu deus, com o calor de 34º e meu amor por sorvetes não tinha como ser ruim. Escolhi o creme de nozes e chocolate e o marido foi de rafaello - sim, o sabor do bombom da Ferrero Rocher. Os dois sabores foram aprovadíssimos.

Para abrir os trabalhos no Mustang Sally: Mojito
No sábado à noite nós nos animamos para ir conhecer um tex-mex, estilo que gostamos muito. O maior apelo foi a vontade de tomar uns mojitos e perto do hotel (melhor localização impossível) estava o Mustang Sally para satisfazer os nossos desejos. O bar estava lotado e o atendimento foi bem lento, mas não nos preocupamos muito, pois não havia pressa. A carta de cervejas importadas é bem vasta e chega a ser difícil tomar uma decisão. O ambiente é super bem decorado, com referências fortes às décadas de 50 e 60. Para acompanhar os mojitos fomos de ultimate nachos, que estavam no capricho. O prato era super bem servido e o preço convidativo. Para finalizar, dividimos umas costelinhas com a carne soltando do osso e molho barbecue. Por culpa dos mojitos não me lembro o valor de cada prato, mas gasta-se por volta de R$ 50,00 por pessoa. Uma noite digna para fechar com chave de ouro a orgia gastronômica que foi esse sábado em Curitiba. 

Mustang Sally: Ultimate Nachos

Mustang Sally: Costelinhas ao molho barbecue

No domingo, após o passeio na Feirinha do Largo da Ordem, fomos provar o mais famoso prato da culinária paranaense: o barreado. Descobrimos que lá no Setor Histórico, onde fica a feirinha, ficava também o restaurante Estrela da Terra  que - segundo dizem - faz o melhor barreado. Não tivemos dúvidas e fomos almoçar no grande e arejado casarão com vista para a Praça João Cândido. Eu desconhecia totalmente o que era o barreado, mas o marido tratou logo de dizer que era um prato à base de carne, cozida por vários dias em panela de barro, servido com arroz, farinha bem fininha e banana frita. É comida bem simples, mas cheia de história. A simpática garçonete, já notando que a gente não era de lá, tratou logo de contar como se fazia a especialidade do lugar. Tudo muito simples e gostoso. O barreado para duas pessoas saiu por R$ 40,00. 


Barreado já servido


Espero que vocês tenham gostado desse fim de semana em Curitiba. Agradeço a companhia diária dos leitores que comentaram e os caladinhos. Em breve, mais novos destinos aqui no blog!

Comentários

  1. Nunca experimentei o barreado mas todo mundo que come diz que adora! Vc curtiu mesmo?
    bjus

    ResponderExcluir
  2. Gostei sim, Guta. :) Nada que eu diga "oh meu deus, por que não comi isso antes?" mas é gostoso.
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade este restaurante Estrela da Terra tem um péssimo barreado. O problema é que não tem restaurante bom em Curitiba para comer barreado, tanto que curitibano mesmo não come barreado em Curitiba, esses restaurantes ficam só para turistas. Se vc quiser experimentar o verdadeiro barreado deve visitar uma cidadezinha no litoral paranaense chamada Morretes. Caso volte a Curitiba, não possa ir a Morretes e queira matar a saudades de barreado, aconselho ir no Beto Batata do Shopping Barigui no domingo, ainda não é uma maravilha, é feito para turista, mas além de estar incluído outros pratos como feijoada, o sabor é muito melhor, não é a carne totalmente sem tempero e a banana frita do Estrela da Terra.

      Excluir
    2. Olá Fernanda!

      Tive a oportunidade de provar o barreado nos dois lugares. Acho que por ser turista não vi muita diferença entre os dois. Na verdade, em Morretes, para mim o que contou foi o clima. O almoço perto do rio, cercada pela natureza...

      Mas os dois barreados, tanto o do Estrela da Terra quanto o de Morretes estão totalmente aprovados. Palavra de turista ;)

      Excluir
  3. Os lugares que vc foi são mesmo bacanas, tb recomendo! (mas se vier para cá de novo, não deixe de ir na Freddo Gelateria, tomar um sorvete sabor torta belga ou doce de leite com trufa- são divinos!)

    ResponderExcluir
  4. Dica devidamente anotada, Si. AMO sorvete! Obrigada pela visita :*

    ResponderExcluir
  5. agora compare esses pratos ai com o que eu publiquei hj. como é que da pra gostar de restaurante frances quando na nossa terrinha estao as melhores comidas do mundo?!

    ResponderExcluir
  6. hahahhaha meu estômago é que nem coração de mãe, tem espaço para todos! :*

    ResponderExcluir
  7. Oi Rapha!
    Adorei viajar na sua viagem, ainda vou conhecer Curitiba, se Deus quiser!
    Já vi a preparação do barreado e dou curiosa para experimentar!

    ResponderExcluir
  8. Olá Valéria! Que bom que você gostou dessa viagem. Não esquece de voltar aqui para contar como foi sua ida a Curitiba, tá?
    Obrigada pela visita :*

    ResponderExcluir
  9. Rapha, que bom que gostou da Speziata. Volte sempre para conhecer nossas novidades.

    ResponderExcluir
  10. Olá Nelson, gostei mesmo e ela está aprovadíssima. Espero voltar em breve e provar mais delícias!

    ResponderExcluir
  11. Ficou linda a foto do barreado. Uma cliente esteve hoje no restaurante estrela da terra, e disse que, motivada pelo teu post, veio experimentar o barreado. Parabéns pelo trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carlos! Fico bem feliz com seu contato. Por coincidência estou em Curitiba de novo hoje, conhecendo mais lugares novos para compartilhar aqui no blog.
      obrigada pelo retorno. :)

      Excluir
  12. eneyde Maria Cavalcanti Freire03/08/2012 22:03

    Rapha,vc fez o passeio de trem Curitiba x Morretes?
    ´Seria categoria imperdível?
    Chego na sexta e estou pensando em comprar o ingresso para segunda.
    Será que consigo? seriam três.
    Grata, amiguinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dona Eneyde, fiz sim. Esse texto sai segunda :D Eu gostei bastante, mas sou suspeita porque AMO passeio de trem.
      Vou passar as dicas no texto!

      beijos :)

      Excluir

Postar um comentário