Belém: Estação das Docas

Quando você pergunta a alguém sobre onde ir em Belém a resposta é certeira: Estação das Docas. Sempre ouvi muito meu pai falar das docas como um espaço incrível revitalizado que abriga vários restaurantes e bares, mas sem ver com os próprios olhos fica até difícil de imaginar.

Só chegando lá pude ver o quão bem pensado e agradável é o lugar. Ele foi inaugurado nos anos 2000 e ocupa o espaço do antigo porto da cidade, às margens da Baía do Guajará. Os 32 mil metros quadrados de área são divididos em 3 galpões imensos, e esses, por sua vez, foram batizados como Boulevard 1, 2 e 3. Cada Boulevard abriga uma finalidade: arte, gastronomia e feiras e exposições. O ambiente é climatizado, organizado e oferece uma vasta gama de bares e restaurantes. A hora do almoço é bem concorrida por lá, mas as docas fervem à noite mesmo, quando a temperatura fica um pouco mais amena e a brisa que vem da baía nos convida para sentar e apreciar um bom chopp. 









O sistema de som é genial! Eles utilizam uma espécie de trilhos que ficam sob uma plataforma no segundo andar, a banda, que está nessa plataforma, passa a percorrer toda a extensão do Bulevard quando os trilhos entram em movimento. Muito legal.

O pôr-do-sol nas docas é um show à parte, pena que algumas nuvens atrapalharam nossa vista. Bom, já deu pra perceber que a qualquer hora do dia que você for à Estação das Docas será surpreendido por algo especial, não é? Esse post é só um aperitivo sobre esse espaço para primeiro mundo nenhum botar defeito. 




Comentários