Nosso passeio em Montevidéu nos levou direto para onde uma boa parte dos moradores da cidade estão em pleno domingo: Calle Tristán Narvaja. É lá que acontece, sempre aos domingos, a tradicional feira de antiguidades que leva o mesmo nome da rua.

Ao longo destes 700 metros de rua fechada só para pedestres, é possível encontrar de tudo. Frutas, verduras, temperos, quilos de mate (e suas cuias), livros, cds, LPs, bugigangas eletrônicas, animais de muitas espécies, queijos, doces, couro... Enfim, um belo retrato da cultura do Uruguai.

Feira de antiguidades Tristán Narvaja


Cuias estilizadas e tradicionais

Lá você não irá encontrar produtos com marcas, artesanato ou souvenirs. Parece um lugar que não se preocupa em agradar turistas. Mas para nós, é sempre muito enriquecedor presenciar manifestações típicas do destino que visitamos. A feira Tristan Narvaja nos impressionou por sua autenticidade e por centralizar tantos elementos e pessoas diferentes num só espaço.


LP's antigos, raridades de todas as partes do mundo

Dá para comprar de tudo, inclusive legumes e verduras

Ao longo da rua, além das barracas, alguns estabalecimentos despertam a atenção. Pequenos bares e restaurantes, além de uma livraria bem simpática e que merece uma pausa, a Librería Vila. Para facilitar a localização, ela fica entre as calles Uruguay e Paysandú.

Tudo junto e misturado

Relíquias 

Para chegar até a feira, a referência é a Avenida 18 de Julho, bem na região central da cidade. É na esquina da 18 de julho com a Tristan Narvaja que a feira começa. Por lá passam muitos ônibus e táxis, o que facilita o deslocamento pra chegar e sair.