Quando fomos aos Estados Unidos no ano passado acabamos ficando com uma impressão não muito boa da American, pois tínhamos voado num Boeing 767 sem entretenimento individual para Miami e voltamos ao Brasil, também via Miami, num Boeing 757 apertado, com pessoas carregando bagagem de mão em excesso. Em ambos os vôos, comissários pouco simpáticos. E, por fim, um extravio de mala, mas que foi contornado com rapidez, se comparado às histórias que ouvimos por aí. 

Em nossa viagem a Vail, nós voamos com American Airlines partindo de São Paulo para o aeroporto de Eagle/Vail com conexão em Miami (e na volta, com conexão no super moderno aeroporto de Dallas/Ft. Worth). 


Dentro do avião no trecho GRU - MIA

Entretenimento individual - uma mão na roda para os insones de plantão

Jantar do trecho GRU - MIA

No Dallas Ft. Worth

Vinho tinto no voo de Dallas para São Paulo

Café da manhã antes de pousar em Guarulhos 
Desta segunda vez, mesmo na classe econômica, tivemos uma experiência totalmente diferente. Voamos nos Boeings 777, relativamente novos e espaçosos, com entretenimento individual e comissários muito cordiais e experientes (não havia um comissário com menos de 40 anos em nenhum dos vôos). Alguns devem pensar que a American, por estar em fase de reestruturação, perdeu qualidade no serviço, mas na nossa opinião que voamos antes e depois do fim do ano, podemos dizer que agora foi bem melhor.

Em tempo: Acho muito legal o vídeo que a American Airlines usa para demonstrar os procedimentos de segurança antes da decolagem. Bem criativo e simpático!