Porcelana Monte Sião

A visita a Águas de Lindóia não estaria completa se não déssemos um pulinho na sua vizinha mineira, Monte Sião.  A cidade – que fica a oito quilômetros de Águas de Lindóia –, é nacionalmente conhecida pela sua produção de malhas e pela belíssima porcelana azul e branca.

Na ocasião da nossa visita à fábrica de Porcelana Monte Sião pudemos conhecer de perto o passo-a-passo dessa produção em larga escala, porém extremamente artesanal. Fundada em 1959, a princípio só eram produzidos pequenos bibelôs e peças sob encomenda, porém, um português, que vivia na cidade, pediu para que reproduzissem uma jarra azul e branca, legítima porcelana portuguesa. A reprodução fez tamanho sucesso que, a partir daí, a fábrica se especializou nesse modelo. Para diversificar a produção, vários itens foram adicionados à linha, mas sempre seguindo a clássica e bela tradição azul e branca.

Peças prontas para receber a pintura na fábrica de porcelanas Monte Sião
Abençoando os trabalhadores
Trabalhador preenchendo os moldes
Retirando as imperfeições
Recebendo a tinta - cada pessoa chega a pintar 200 peças por dia
Detalhe dos pincéis sobre o prato pronto
Peças prontas para o banho de esmalte 
O forno a lenha tem capacidade para queima de 12.000 a 15.000 peças
Pecas prontas já expostas para venda na loja das Porcelanas Monte Sião
Cada etapa do processo é impressionante, mas para mim, a mais incrível é a pintura das peças. Pintadas a mão, uma a uma, numa tonalidade lilás – que mais tarde, depois do banho de esmalte e forno, vem a ganhar o tom azul – não  existe uma peça igual a outra, por mais semelhantes que elas sejam, cada uma é singular. E é isso que faz do trabalho da Porcelana Monte Sião atingir o status de obra de arte. Vale a pena a visita e, obviamente, a compra de alguns itens para sua casa. Garanto que você não vai se arrepender. 




>> O raphanomundo viajou para Águas de Lindóia a convite do Hotel Majestic.

Comentários