Hospedagem | Blue Tree Premium Morumbi

É estranho ficar hospedado em um hotel num lugar que por 5 anos foi a sua casa, né? Voltamos a São Paulo a fim de matar as saudades dos amigos, dos nossos lugares preferidos, enfim, de curtir ainda mais a atmosfera da cidade, agora definitivamente com olhos de turista. Para isso, nosso porto seguro nesse fim de semana na capital paulista foi o Hotel Blue Tree Premium Morumbi.

De cara, observamos que o hotel se encontra em uma localização estratégica, nas redondezas do novo centro nervoso financeiro de São Paulo – Berrini, Vila Olímpia e Faria Lima, a pouquíssimos passos do Shopping Morumbi, consequentemente, do Market Place, a curtas corridas de táxi dos shoppings Cidade Jardim e JK Iguatemi. Por fim, a 600 metros da estação Morumbi da CPTM, que faz ligação com a moderna linha amarela, em Pinheiros, ou seja, em 30 minutos estamos na Avenida Paulista.

Depois dessa ótima primeira impressão, seguimos para o check-in, que foi rápido e realizado com bastante eficiência, funcionários bem preparados e cordiais se colocam à disposição para qualquer eventualidade. Rapidamente fomos encaminhados para o quarto 1917 que pertence a categoria Luxo Premier. O apartamento é amplo e muito bem equipado com cama, que tem um tamanho super especial, travesseiros confortáveis, TV de LCD com canais a cabo, sofá, mesa de trabalho, frigobar abastecido com bebidas e snacks, dock para Ipod e guarda roupa. O banheiro tem um bom tamanho, o kit de amenities é completíssimo e o secador de cabelos é daqueles potentes, que fazem a diferença, sabe? Para deixar tudo quase redondinho, os quartos têm isolamento acústico, ou seja, tudo no capricho para uma ótima noite de sono. Meu quase se refere ao wi-fi, que está disponível por todo o hotel, funciona muito bem, mas é pago à parte (R$ 38,00 por 48 horas – 1 dispositivo). Acho que nos dias de hoje internet gratuita é item obrigatório, principalmente num hotel de business, como é o Blue Tree Morumbi.





                          

  



Falando em negócios, tenho certeza que os hóspedes quase esquecem deles quando vão para a cobertura do hotel. É lá que estão os itens de lazer como piscinas (externa e coberta), jacuzzi, sauna seca, fitness center e o recém inaugurado SPA Menyiram (pago à parte), onde mesmo não estando estressados, aproveitamos para fazer alguns tratamentos. Escolhi o SPA dos pés (R$ 80,00) – meia hora de massagem, esfoliação, hidratação e reflexologia –, saí flutuando. O marido foi de Massagem Back (R$ 95,00), onde técnicas indianas são aplicadas nas costas, pescoço e cabeça. Revigorante.





O café da manhã (incluso na diária) servido no restaurante Noah é um capítulo à parte. A começar pelos sucos, que são servidos puros e em combinações deliciosas, como morango, laranja e manga. Além disso, a apresentação é impecável e cada suco tem uma tag contendo as propriedades e benefícios das bebidas. É quase impossível recusar o convite! Essa delicadeza segue com os outros itens à mesa do buffet, todos recebem etiquetas constando as calorias por porção e indicando qual a opção mais saudável. Sem dúvida, um diferencial. A seleção de pães franceses é caprichada, destaco o mini pão de parmesão e o croissant, maravilhosos. No mais, todos os outros itens de um bom café da manhã como frutas, frios, ovos, paquecas, iogurtes e cereais, tudo apresentado de forma primorosa. Completando a experiência de começo da manhã, som ambiente no volume perfeito com Beatles ao fundo. Melhor impossível.





Eu comecei o texto dizendo que era estranho ficar hospedada em um hotel na sua cidade, não é? Mas não foi nem um pouco! No Blue Tree Premium Morumbi nós nos sentimos em casa.

>> A estadia do raphanomundo foi uma cortesia do Blue Tree Premium Morumbi.


Comentários