Experiência | Voando Volaris

Durante a minha passagem pelo México, além de voar pela primeira vez com a Aeromexico, ainda tive que fazer um voo interno no país (Cidade do México – Cancún) e pude conhecer os serviços de mais uma companhia mexicana, a Volaris. Fundada em 2004, a empresa low cost que opera voos no México e para os Estados Unidos já é a segunda maior cia aérea do país, só perdendo para a Aeromexico. 

Volaris no Aeroporto da Cidade do México


Como toda cia de baixo custo, você faz praticamente tudo sozinho até entrar no avião. Desde o check-in, que no caso não é feito em totens, como estamos acostumados aqui no Brasil, mas em computadores numa área destinada para isso nas dependências do aeroporto. Não fazer esse procedimento previamente acarreta no pagamento de uma taxa no balcão. No preço do bilhete já estão inclusas uma bagagem a ser despachada – de no máximo 25kg – e uma bagagem  de mão com até 105cm pesando até 10kg. Outras peças podem ser adquiridas na compra das passagens. As instalações da Volaris no Aeroporto Benito Juárez, na Cidade do México, são bem simples e se encontram no Terminal 1.

O processo de embarque foi bem rápido, organizado e pontual. Uma curiosidade: no México, para voos domésticos, o passageiro deve estar no aeroporto com 2 horas de antecedência, já para viagens internacionais, as tradicionais 3 horas bastam. Os funcionários, tanto pessoal de solo quanto os comissários e pilotos, foram todos muito cordiais. O piloto do voo de volta, inclusive, foi muito espirituoso. Os aviões, Airbus A320, eram novos e muito bem conservados, posteriormente descobri que a Volaris tem a frota mais nova do México. 

Dentro do A320 que faz o voo MEX - CUN

Espaço das pernas regular

Deixando Cancún a caminho da Cidade do México

Café da manhã no Aeroporto de Cancún


As quase 3 horas de voo que separam a capital mexicana de Cancun passaram rápido – acho que o meu cansaço influenciou essa percepção. Não há entretenimento a bordo,  a cia tem sua própria revista, que é bem bacana e um serviço de bordo pago à parte. Fiquei só na água – que é cortesia, mas os preços praticados no ar são bem parecidos com os que temos aqui no Brasil. Voar com a Volaris foi bem melhor do que eu imaginei, certamente repetirei a dose se tiver oportunidade.


p.s. A Volaris ainda oferece transfers  a partir do aeroporto de Cancún para a zona hoteleira ($70 pesos), Playa del Carmen ($170 pesos) e vice-versa.


Comentários