Recife: Cais do Sertão

No último ano o Recife ganhou dois espaços culturais que, enfim,  pude conhecer ao ir passar o carnaval na cidade. Apresentarei por aqui estes dois lugares que já viraram parada obrigatória para quem vai à capital pernambucana. O primeiro deles, o Cais do Sertão, apresenta aos seus visitantes a cultura do sertão nordestino fazendo uso da história do seu filho mais ilustre, Luiz Gonzaga.






O museu permite uma viagem à vida do sertanejo nordestino, o dia-a-dia naquela porção do país nos é apresentado num vídeo de 15 minutos, a partir daí, para aqueles que tem pouca ou nenhuma familiaridade com a cultura, talvez se torne mais compreensível a ideia da vida no sertão. Lançando mão de muita criatividade e interatividade o espaço ganha o seu visitante ao levar o sertão para o mar, ou melhor, para o coração do Recife. Seu salão, grandioso, com a representação do Rio São Francisco (e seus peixes) cortando todo o espaço,  deixa qualquer um boquiaberto. No segundo andar, cabines  acústicas estão à postos para os mais animados soltarem o gogó num karaokê pra lá de animado.






Ou seja, nessa viagem, em pouco mais de uma hora, os visitantes se dividem entre música, religiosidade, geografia e literatura,  mergulhando de cabeça nessa cultura rica do nordeste.

O Cais do Sertão não deixa a desejar em nada se comparado aos grandes museus que já vi por aí pelo mundo. Saí de lá cheia de orgulho por saber que tem gente valorizando a cultura sertaneja, apresentando ela para o mundo. Vida longa ao nordeste e suas raízes!

 




p.s.: No dia da visita as cabines acústicas não estavam climatizadas, portanto, deu até pra sentir o calor sertanejo na pele. Brincadeiras à parte, manutenção é a palavra. Achei bem absurdo o ar condicionado não funcionar corretamente no museu, espero que tenha sido algo pontual.


SERVIÇO
Av. Alfredo Lisboa s/n – Recife Antigo –  Após o Marco Zero, em frente à Receita Federal. R$ 8,00 Horários - Segunda: Fechado | Terça: das 9h às 21h | Quarta a Sexta: das 9h às 17h | Sábado: das 13h às 19h | Domingo: das 11h às 19h




Comentários