Ilha do Mel: Dicas práticas

Post Atualizado em 19/11/2015

Agora que eu já contei como foi no nosso fim de semana desconectados na Ilha do Mel e já mostrei uma pousada charmosa para passar a noite, vamos às dicas práticas para facilitar a logística da sua viagem à ilha.

Como chegar – Para chegar à Ilha do Mel só de barco. As barcas partem de Paranaguá e Pontal do Sul. Da primeira opção, a viagem pode levar até duas horas, já da segunda, o percurso não dura mais do que 30 minutos. Em Pontal do Sul, de onde nós partimos, os bilhetes são vendidos ali no terminal de embarque mesmo e custam 29 reais por pessoa (ida e volta) 35 reais por pessoa, valores para a temporada 2015/2016. Aos fins de semana, as barcas fazem a travessia de 30 em 30 minutos, entre às 8h e às 18h. A ilha tem um controle de visitantes, no máximo 5.000 pessoas podem visitá-la por dia. Portanto, na alta temporada, é bom chegar para pegar a primeira barca, ou tentar se informar previamente para não dar viagem perdida;

Barca que faz o trajeto Pontal do Sul - Ilha do Mel


Bilheteria no terminal de embarque em Pontal do Sul

Estacionamento – Nas imediações do Terminal de Embarque em Pontal do Sul você encontrará uma profusão de estacionamentos e pessoas oferecendo vagas nos mais variados preços. A diária fica entre 10 e 20 reais, alguns lugares fazem preços mais camaradas dependendo do tempo e se tem algum convênio com pousada.  Nós estacionamos no Pontal Park – bem perto do terminal – com diária a R$15,00 mas ganhamos um desconto e pagamos R$ 25,00 deixando o carro no sábado cedinho e retirando no domingo pós-almoço;


Entrada do terminal de embarque 

Para não se perder: Placas nas trilhas da Ilha do Mel



Nova Brasília ou Encantadas? – A Ilha do Mel tem dois pontos principais de embarque/desembarque, um em cada extremo da ilha. Nova Brasília é mais sossegado, conta com pousadas e restaurantes e é mais próxima dos dois pontos mais conhecidos da Ilha do Mel: O Farol das Conchas e a Fortaleza. Já o lado Encantadas, mais agitado e com mais opções de hospedagem, alimentação, é a porção mais habitada da ilha. Vale ressaltar que com o bilhete da barca o viajante pode embarcar e desembarcar em qualquer um dos dois trapiches da ilha. Para fazer a viagem entre Nova Brasília e Encantadas – ou vice versa – é preciso pegar uma voadeira (R$ 10,00 por pessoa o trecho);

Mapa da ilha e duração dos trajetos que podem ser feitos a pé ou de bicicleta

Táxi Náutico que faz a "ponte" entre Encantadas e Nova Brasília



O que levar – Dada a rusticidade da ilha, trilha na areia e mala de rodinhas não resultam numa boa combinação. Por isso, em nome da praticidade, sugiro que tudo seja levado numa mochila. Lançamos mão das nossas JanSport e acomodamos tudo o que precisávamos para esse fim de semana. Além de lanches e água para os passeios, roupas de banho, canga, camisas com proteção UV, protetor solar e repelente (dois itens de suma importância), lanterna para os passeios noturnos (já que a ilha não conta com iluminação pública) e por fim, calçados para trilha/caminhadas. Como sabíamos de antemão que tinha areia fofa no caminho, desistimos dos tênis, pois o atrito poderia machucar os pés. Chinelo também não era bem-vindo pois não seria bom para andar de bicicleta. Apostamos nas sandálias estilo papete da Quechua (Modelo Arpenaz 50), que compramos na Decathlon, e aguentaram lindamente o tranco;


Tudo o que a gente precisou coube dentro das nossas mochilas JanSport
Sandália para caminhada Quechua



Aluguel de Bikes – Uma das melhores coisas da Ilha do Mel é poder percorrer boa parte dela de bicicleta, a areia dura da praia permite que isso seja feito tendo o mar como companhia, uma delícia. Em Nova Brasília, o Pura Vida – loja de artesanato / roupas / aluguel de bicicletas, fica a poucos metros do trapiche. A hora do aluguel custa 15 reais ou você fecha o dia por R$ 60. Chegando cedo, tem mais opção de bicicletas à disposição.

Pura Vida - Aluguel de bikes em Nova Brasília

A caminho da Fortaleza



Comentários

  1. Nossa, deve ter sido uma delícia mesmo. E que ótimo poder passear de bike pela areia rsrs Deve ser uma tranquilidade só. Ainda vou conhecer a Ilha do Mel e Paranaguá <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale muito o passeio, Patricia! Não conheço ainda Paranaguá, mas uma amiga foi há pouco e adorou. ;)

      Excluir

Postar um comentário