Roteiro | Paris - Parte 3

Tentamos deixar o último dia o mais light possível para não chegarmos em casa muito cansados. Ledo engano. Não tem como ser light em Paris! Não dá pra perder um minuto sequer e, talvez por ser o nosso último dia, a vontade de andar era enorme.

Assim que deixamos o hotel fomos na Galeria Lafayette, que é o paraíso do consumo. Todas as grandes marcas num só lugar vendendo todos os itens possíveis e imagináveis. Entramos (sem saber) logo pelo piso dos sapatos, juro que dá vontade de morrer. São MUITOS sapatos, sandálias, sapatilhas, botas, ankle boots, rasteiras...etc. Passamos bem mais de 1h por lá.

Além de tudo, o prédio que abriga a loja é lindo e muito rico em detalhes. É realmente um ponto turístico.


Depois de esperar a Becky Bloom que existe em mim adormecer, pegamos o metrô para a Châtelet a fim de caminhar até a Notre Dame, pois quando estivemos lá da primeira vez fizemos um caminho diferente. Dessa vez, saímos da estação com direção à rue de Rivoli, passamos pela Tour Saint Jacques e chegamos ao Hôtel de Ville, prédio que abriga a prefeitura da cidade de Paris. Caminhamos pelo Quai de Gesvres, onde tem um monte de banquinhas vendendo livros, postais e propagandas super antigas, atravessamos a Pont Notre Dame e chegamos à Catedral.




Antes de sair do hotel eu já havia me informado que perto da Notre Dame existia a possibilidade de pegar o Bateau Mouche para fazer o passeio no Rio Sena. E foi o que fizemos. Compramos o nosso bilhete para o passeio que dura 1h e passa por 24 pontes. Vale muito a pena! Como o dia estava novamente ensolarado, sentir essa brisa do rio foi refrescante. Ao longo do passeio a guia conta uma breve história das pontes e prédios em 3 línguas. Quando estamos prestes a passar pela Pont Marie a guia diz que se, ao passar por baixo da ponte, fecharmos os olhos e fizermos um desejo, ele vai se realizar. Como era a segunda vez que fazia esse passeio, não custava nada reforçar o primeiro pedido, né? Vai que acontece! hehehe...



Essa uma hora, em especial, passa voando! Após o passeio, fomos em direção ao Boulevard Saint-Michel procurar um lugar para almoçar e dar uma olhada no mapa para ver nosso próximo roteiro. Os arredores dessa parte da cidade são cheios de bares, restaurantes e lojas. Com o passar das horas, a quantidade de gente nas ruas ia aumentando e todos os lugares eram disputadíssimos. Após almoçar, demos uma volta pelo Boulevard Saint-German e partimos rumo ao Centre Pompidou. Esse centro é um dos marcos da pós-modernidade da cidade. Dentro dele podemos encontrar museu, teatro, biblioteca e intervenções culturais. As pessoas vão pra lá e ficam no pátio, onde artistas de rua mostram o seu trabalho. Ainda no seu pátio podemos encontrar várias lojas de souvenirs e cafés.
Foi um fim de tarde inesquecível.



Dessa vez, olhei Paris com olhos de velha conhecida e, ainda assim, achei melhor do que com olhos de primeira vez. Acredito que em Paris, nem a milésima vez a gente esquece.

Comentários

  1. Ai Rapha, que peninha que acabou o passeio em Paris. Fiquei louca de vontade de passear de barco e fazer pedidos também. E essa galeria dos sonhos? ;~
    :*****

    ResponderExcluir
  2. Foi uma viagem muito boa mesmo. Paris para sempre! Amo demais.
    :*

    ResponderExcluir
  3. Lindas foteenhas finha
    vou te botar como follower

    ResponderExcluir
  4. Deu vontade demais! Aproveitasse bem, amiga! Que bom! Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Rê, brigada pelo elogio! Tou exercitando bastante meu lado fotografa durante esse período. :*

    Laine, aproveitei horrores! Tem postal pra tu, mas o correio tava fechado, vou mandar aqui de Stuttgart mesmo. :*

    ResponderExcluir
  6. o que tu pediu 2x na Pont Marie?

    ResponderExcluir

Postar um comentário