Já devo ter falado por aqui que moro em cima de uma Bäckerei (padaria), né? Então, todos os dias pela manhã, sem exceção, um mix de aromas invade a minha casa: às vezes cheiro de pão quentinho, outras vezes um perfume de café fresco (para mim o aroma do café é um dos melhores cheiros do mundo). É uma delícia. Sempre observo o entra-e-sai de clientes, cada um com o seu quinhão.

Em cada esquina desse lugar tem uma padaria com vitrines lindas e pães deliciosos. O mais famoso deles é o Brezel (e sua variação Butterbrezel, que é o mesmo pão só que com manteiga), meu marido come todo dia se brincar, eu prefiro a maciez do Brötchen (e sua variação Käsebrötchen, que é o mesmo pão só que com uma cobertura crocante de queijo). Sem contar que eles também capricham no croissant, baguette... em tudo!


A Bäckerei (mas não a que fica aqui embaixo)



O Brezel


Brötchen (o pão redondinho)

Achei uma matéria antiga, mas muito boa, da Deutsche Welle que fala sobre a loucura dos alemães pelo pão. Lendo o texto descobri que aqui tem mais de 18.000 padarias e que em Ulm, cidade mais ou menos perto daqui de Stuttgart, tem o museu do pão.

É ou não muito amor?

imagens: bäckerei | brötchen | brezel