Os posts dessa viagem incrível estão chegando ao fim, mas não dá para acabar sem falar desses dois belíssimos museus: Museo del Oro e o Museo Botero. Bogotá ainda conta com vários outros espaços culturais, mas se for para escolher esses dois são os principais. O Museo del Oro é riquíssimo e muito grande. Tem uma exposição bem montada e é super baratinho pra entrar, pagamos 3.000 COP cada um (cerca de R$ 3,00). Uma pechincha! Mas, se você ainda quer economizar, vá no domingo, onde a entrada é gratuita. 

lindos objetos expostos no rico museo del oro

lá tudo o que reluz é ouro, hein?



 
   
riquíssima exposição permanente

museo del oro

painel do último andar do museo del oro



Já o Museo Botero está localizado no coração do centro histórico, em uma belíssima e aconchegante casa. Além das obras do colombiano Fernando Botero, artistas internacionais renomados (Monet, Chagall, Renoir, Picasso, entre outros) compõem a exposição permanente do lugar. E o melhor é que você não gasta um centavo para entrar no museu. Entrada totalmente gratuita! 

a Monalisa de Botero

El estudio

Mujer delante de una ventana

escultura na entrada do museo de botero

pátio no interior do museo de botero


O passeio é muito gostoso. Vá sem pressa! Aprecie um café Juan Valdez no Centro Cultural Grabriel García Márquez que fica pelas redondezas ou, se preferir, almoce em um dos restaurantes típicos. O posts sobre as comidinhas de Bogotá vem logo em seguida. 


Para mais informações visite os sites dos museus:
Museo del Oro
Museo Botero
Centro Cultural Gabriel García Márquez