Roteiro: dicas da cidade d'O Porto

Existem muitas formas de evitar imprevistos durante uma viagem. A melhor delas é estar bem informado e ter (quase) tudo planejado antes de chegar ao seu destino. Neste post eu trago dicas de como aproveitar melhor a belíssima cidade d'O Porto, Portugal.



O Porto nos remete sempre ao famoso vinho, tão caro em terras estrangeiras, mas extremamente acessível no país em que é produzido. Portanto, vai a primeira dica, se o objetivo é economizar: compre seu vinho num supermercado ou armazém ao invés de adquirir algumas garrafas nas caves.


Por ser a segunda maior cidade do país, perdendo apenas para a capital, O Porto tem ar de metrópole sem perder a rotina simples das aldeias portuguesas... É possível passar um dia inteiro caminhando pela parte velha da cidade e esquecer que a tecnologia já faz parte de suas pontes, prédios e obras arquitetônicas, como a deslumbrante Casa da Música.

A cidade do Porto está bem conectada por vôos das principais companhias (tradicionais e low-cost), trens que levam ao norte do país e Espanha (Santiago de Compostela), assim como ao Centro do país e até Lisboa, onde é possível tomar comboios (trens em Portugal) para o Sul – Algarve – ou internacionais, como Espanha e França.

No site dos Comboios é possível comprar os tickets online e ver as timetables com bastante antecedência. Um ticket entre Porto e Lisboa comprado no dia custa entre 20€ e 28€ (3h e 2h35 de viagem respectivamente). Não é novidade para quem já viajou pela Europa que com este valor é possível ir de avião para algum lugar com uma low-cost. Vale muito a pena dar uma olhada nos sites destas Ryanair ou Easyjet para ver as ofertas. Detalhe: as low-cost operam no próprio aeroporto da cidade, que tem metrô, o que torna tudo muito mais fácil.

Se você pensa em ir a Portugal a partir de outros países europeus, Lisboa retornará sempre os maiores valores. Portanto, é possível ir primeiro até o Porto e depois até Lisboa de comboio ou ônibus (18€ e 3h30 de duração). Mas não deixe de conhecer a cidade neste meio tempo!

Se o grupo for maior, considere alugar carro uma ótima opção, as estradas do país têm padrão europeu. Mas lembre-se de que os carros não são recomendados para as cidades maiores (que possuem excelente transporte público), pois estacionar é caro e difícil.



Saindo do Brasil, é possível ir de TAP com vôos diretos do Rio e São Paulo. Demais localidades brasileiras também atendidas pela TAP (Salvador, BH, Brasília, Recife, Natal, Fortaleza, Campinas e Porto Alegre) fazem a rota com conexão em Lisboa.

O Porto conta com um sistema de transporte integrado, que inclui metrô e ônibus em sua maioria, mas também o funicular, o antigo bonde que vai até à Foz e alguns trens regionais. No site oficial do Andante é possível entender melhor como funcionam as tarifas (o valor do ticket depende de quão distante do centro você gostaria de ir) e onde adquirir seu bilhete – As máquinas automáticas são simples de usar e aceitam notas e moedas.

Mas a minha dica é: se estiver perto do centro, faça seu passeio andando! Táxis não têm valores abusivos e podem ser usados, especialmente à noite quando o metrô para. Mas nada como uma boa caminhada para sentir de verdade a cidade.



O Porto tem várias universidades e por isso a cidade tem uma cena jovem muito intensa. Se tiver oportunidade de visitar a cidade (ou o país) em maio, poderá se deparar com a tradicional festa da Queima das Fitas, onde estudantes celebram a conclusão do curso. Além do cortejo, há um grandioso festival de música com as bandas do momento, nacionais e internacionais.

Dadas as dicas básicas de transportes, vou tentar fugir um pouco do óbvio e sugerir uns poucos passeios que você não vai encontrar no mapa:
  • Passeio pela praia no fim da tarde (para ver o pôr do sol), desde a Anêmona em Matosinhos até a foz do rio Douro, a partir daí é possível pegar o eléctrico até as proximidades da Ribeira;

  • Piquenique no parque da cidade ou no jardim da Cordoaria;


  • Andar pela Rua Santa Catarina para ver artistas de rua e fazer algumas compras;

  • Assistir a um concerto na Casa da Música;
  • Caves do vinho do Porto em Gaia: existem várias, de acordo com a sua disponibilidade, procure as que oferecem o tour gratuitamente;


  • Prove um bom vinho verde gelado e coma de qualquer jeito a deliciosa Francesinha em alguma tasca da cidade, entre um passeio e outro.
Espero que vocês aprovem e que as dicas sejam úteis. Qualquer dúvida é só falar!




Comentários