Quando a gente ouve falar em Bariloche, o assunto sempre tem a ver com neve ou inverno. Já que essa temporada branquinha dura pouco (de junho a agosto) e a cidade continua lá o ano inteiro, o que fazer por lá quando não se tem um floco de neve por perto?! O raphanomundo fez as malas e foi conferir o que San Carlos de Bariloche tem a oferecer aos seus visitantes durante o outono.  

Para mim, o grande trunfo da cidade é o contato direto com a natureza. As paisagens são grandiosas, o céu é indescritível, seus lagos são encantadores e as cores das árvores, que vão do amarelo ao marrom num degradê perfeito, são hipnotizantes. Sem contar a culinária e os vinhos da patagônia, que são uma perdição. Poder aliar o turismo de aventura/natureza ao luxo dos hoteis é a fórmula certa para vivenciar momentos inesquecíveis.


Bariloche sem neve, mas com MUITAS cores



Começo essa nova série de posts com paisagens de tirar o fôlego do passeio que fiz pelo Circuito Chico. Excursão tradicional dentro do Parque Nacional em Bariloche, tem seu percurso feito pela margem sul do lago Nahuel Huapi contemplando alguns mirantes e com a possibilidade de subida no Cerro Campanário. Eleito pela National Geographic uma das TOP 10 vistas do mundo, de lá do alto de 1.050 metros de altura temos uma vista completa de toda a região e seus lagos: Nahuel Huapi, Moreno, Gutierrez e Escondido. 

Vista do Cerro Campanário

Vista do Cerro Campanário com Bariloche ao fundo

Mirante

Mirante no Circuito Chico

Água limpa, gelada e transparente

Fim de tarde

Hotel Llao Llao


Também dentro do Circuito Chico temos a oportunidade de avistar, sob vários ângulos, o luxuoso e histórico hotel Llao Llao. O passeio tem duração de meio dia, percorre 65km de extensão e pode ser contratado em qualquer agência de turismo da cidade. A visitação ao cerro dura cerca de 40 minutos, adultos pagam $50 pesos, crianças e idosos pagam meia. Valores pagos a parte do preço da excursão.

MAIS FOTOS DO CIRCUITO CHICO NO FLICKR DO RAPHANOMUNDO

>> O raphanomundo viajou a convite da Aerolineas Argentinas, EMPROTUR e Província de Río Negro.