Roteiro: Centro Histórico de Angra dos Reis

Durante minha estada em Angra dos Reis para o I Encontro de Jornalistas e Blogueiros, organizado pela Litoral Verde Viagens, tive a oportunidade de fazer um delicioso tour pelo centro histórico da cidade. Com o apoio da Angra Way - Travel and Tours e a companhia de um guia cheio de experiência, o Quintanilha, passamos duas horas agradabilíssimas descobrindo os segredos e conhecendo a história de Angra. 

Quando a cidade é repleta de história, como é o caso de Angra dos Reis, descoberta em 1502, ter um guia muito bem instruído ao nosso lado sem dúvidas otimiza o tempo. Por mais que seja uma delícia descobrir esses pequenos detalhes por nossa conta, quando o tempo é curto a companhia do guia é valiosa.



Igreja do Conjunto Franciscano ao fundo

Quintanilha é daqueles guias que a gente tem vontade de sentar e passar horas ouvindo 

Convento do Carmo, na Praça General Osório


Nosso ponto de partida foi a Estação Santa Luzia, no cais. De lá seguimos para o Convento do Carmo, tombado pelo IPHAN em 1944, dada sua importância histórica e cultural. Seguindo pela Rua do Comércio chegamos à pequena Igreja de Santa Luzia. Essa igreja foi a primeira matriz de Angra, construída em 1632, tem o estilo barroco conservado até os dias de hoje. Para nossa sorte todas as igrejas que visitamos nesse sábado de sol estavam repletas de flores frescas, todas muito bem ornamentadas, o que ajudou a deixar tudo muito mais bonito.

Ao longo da Rua do Comércio é possível observar o casario antigo que dá um charme todo especial à cidade
Igreja de Santa Luzia - a primeira Matriz de Angra dos Reis

Chegando à Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, nos deparamos com um espaço maior, grandioso e lindamente decorado, que tem Nossa Senhora da Conceição, padroeira da cidade, como imagem principal. A construção desse prédio começou em 1623 e só foi finalizada em 1750. Foi tombada em 1954.

O belíssimo altar da Igreja Matriz

Nosso tour seguiu até o Convento de São Bernardino de Sena, construído em 1758 no morro de Santo Antônio. O Conjunto Franciscano de Angra, que tem vista panorâmica da cidade, foi tombado em 1947 pelo IPHAN.


Parte do prédio do Convento em ruínas

Descendo o morro, passamos pelo prédio da Prefeitura Municipal de Angra dos Reis, na praça Nilo Peçanha, e seguimos até chegar ao Museu de Arte Sacra (Igreja Nossa Senhora da Lapa e Boa Morte), que infelizmente já se encontrava fechado. 


Relíquias em cada esquina

De volta à Estação Santa Luzia

Nosso ponto de partida também foi nosso ponto de chegada. Do cais partimos para fazer o segundo passeio do dia, mas isso é assunto para um próximo post!

O city tour organizado pela Angra Way  Travel & Tours custa R$ 76,00 por pessoa

SalvarSalvar

Comentários

  1. Não sei se é a beleza do mar que é tão linda, que quando fui ao centro de Angra, não gostei não, achei a cidade feia, sua estrutura e cheguei a noite também senti meio que um medo rsrsrs.Mas a ilha é um verdadeiro paraíso!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado como as visões são diferentes, não é Flávia? Eu adorei o centro de Angra. É o tipo de passeio que gosto, cheio de história. Dá uma segunda chance, procura um guia bem bacana e tenho certeza que você vai curtir o passeio :)

      Excluir

Postar um comentário