Trending

Um dia no Valle Nevado

Ano passado, quando esquiamos pela primeira vez, ficamos nos perguntando quando seria a nossa próxima aventura nas montanhas. Com a viagem programada a Santiago, desde antes pensei na possibilidade de encaixar um bate-volta no Valle Nevado, mas como iríamos no começo do junho uma dúvida pairava no ar: vai ter neve? Passei a acompanhar o clima na montanha diariamente e, assim, duas semanas antes fazer as malas, vi o Valle Nevado ficar cada vez mais branquinho...
Faltando uma semana para a viagem, a surpresa! A temporada 2013 foi antecipada e as pistas seriam abertas dia 8 de junho, mais conhecido como o sábado que destinamos para o Valle Nevado. Quando o viajante tem sorte ele tem sorte e ponto!

Ansiosos e muito animados quase esquecemos das 60 curvas que precisávamos ultrapassar até atingir os 3.000 metros de altitude. Quase. Essas curvas são implacáveis, mas não dá pra negar que é um belíssimo caminho. O jeito foi fechar os olhos, respirar fundo e torcer para passar rápido. O Valle Nevado  encontra-se a, mais ou menos, 50km de Santiago. Esse percurso leva por volta de 1h  e meia para ser feito – se contar a parada para colocar as correntes nos pneus, adicione mais meia hora. Curvas vencidas, estômagos calmos, chegamos à base da montanha. Lá alugamos o material de ski, as roupas e adquirimos os tickets da gôndola (grande novidade da temporada 2013) e dos teleféricos.

A nova gôndola do Valle Nevado


24/60 - haja estômago


Lindo, né? 

Alugando os materiais

Equipe atenciosa deixando tudo pronto 

Alugando as roupas


De pertinho... 

Tudo pronto, subimos na primeira gôndola numa estação de esqui  do Chile. Com capacidade para 6 pessoas, o teleférico de cabine fechada sai da Curva 17 e nos deixa na área do restaurante Bajo Zero. Isso facilitou demais a vida de quem não esquia, mas quer viver a experiência de um almoço na montanha ou até mesmo curtir a vibe divertida e colorida que se instala por ali.

Desembarcando da gôndola seguimos para a escola de ski onde encontramos o professor Gabriel, que de forma muito simpática se apresentou e logo foi nos dizendo que arriscava o portunhol. Dessa vez eu fiquei responsável pelas fotos – senão esse post seria só texto – e o marido se jogou em mais uma aula. Trabalho em equipe para o Rapha no Mundo :)

Escola de Esqui

Professores de Snowboard

Friozinho não só na barriga

É incrível como a diversão na montanha é um passeio para toda a família. Nessa nossa segunda vez pudemos reconfirmar que pais e filhos se divertem horrores na neve. As crianças, sempre cheias de energia – e muito jeito, vale ressaltar – e os pais bem tranquilos. Sensacional.

O dia estava lindo. O céu azul, sem uma única nuvem no céu e o friozinho constante. Cometemos um erro de principiante: esquecemos o protetor solar no carro e voltamos para o hotel como se tivéssemos passado o dia na praia...

Pessoal reunido no Bajo Zero

Hamburguesa para repor as energias

Descendo...


Arte linda sendo finalizada para a temporada 2013

Depois de aula, fotos, tombos e muita diversão, fazer uma boquinha era a única pedida. Fomos para o Bajo Zero, tomamos um creme para abrir o apetite e esquentar um tiquinho e depois partimos para um combo de hambúrguer, batatas fritas, refrigerante.
Vou confessar que só de pensar em voltar para o hotel foi desanimador, e não era por causa das 60 curvas, não. O clima na montanha é tão bom, tão legal, tão pra cima, que a vontade é ficar lá a temporada inteira, curtindo cada cantinho, cada novidade.

Vida de viajante é assim... não dá pra se fixar em cada lugar que a gente ama. Mas já saímos com vontade de voltar.


>> O dia do raphanomundo na montanha foi uma cortesia do Valle Nevado Ski Resort

Rapha Aretakis

Viajante e sonhadora em tempo integral. Edito, escrevo e fotografo para o Raphanomundo desde 2010. Nascida no Recife, criada para o mundo, vivendo na Alemanha.

15 Comentários

  1. Que bacana o post. Estarei lá em Agosto. Poderiam me dar dicas de roupas que devo ir ao valle nevado e como faço para chegar ao lá em cima? Abraços. Gleson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Gleson! Para ir até o Valle Nevado o próprio resort oferece transfer (pago - http://www.vallenevado.com/pt/ski-transfers/) E muitas agências de turismo também oferecem esse traslado. Uma opção é você alugar um carro, mas eu não achei um trajeto muito bom pra quem não tem experiência com a pista. Minha opinião.

      Quanto às roupas, em agosto ainda é bem frio. Então, capricha na camada térmica (a que fica por baixo de todas) e casaco que corta o vento. Calçado impermeável para não ficar com os pés molhados.

      Qualquer dúvida é só falar!

      Excluir
  2. Olá Rapha! Adoro seu blog! Sabe dizer os custos aproximados para passar um dia? É necessário se hospedar ou não? Obrigada...abraços Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol! O Site do Valle Nevado é bem completo e tem o preço de tudo. O custo da sua visita vai depender do que você vai fazer. Se vai esquiar, fazer aula, se a aula é coletiva ou particular, se vai só passear na gôndola, se vai almoçar, se vai beber... Mas vai lá no site que tem todos os preços :) http://www.vallenevado.com/pt

      Excluir
    2. Ah, e não precisa se hospedar lá não. Dá pra fazer bate-volta, como eu fiz! :)

      Excluir
  3. Olá Rapha, parabéns pelo post!

    Só uma correção: esta gondola não é a primeira da América Latina, e sim do Chile.
    Já existe uma gondola na estação Chapelco, em San Martin de los Andes (Argentina) há muito tempo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Você tem razão! Confirmei a informação com o pessoal do Valle Nevado e a informação estava equivocada. O texto já está devidamente corrigido. Obrigada pelo alerta! :)

      Excluir
  4. Maria Inês Vargas21/06/2013 15:48

    E ai Rapha ! Vail ou Valle Nevado ?? Qual dos dois você recomendaria ! Mas tem que considerar ficar hospedado em Santiago e fazer bate-volta como a maioria faz !! Valeu por mais um post super legal !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Inês! Também fiz o bate-volta Santiago/Valle Nevado :) Se o objetivo é ter um primeiro contato com Ski ou Snowboard, a proximidade do Brasil me faria optar pelo Valle Nevado. Difícil mesmo seria optar onde
      ir para uma temporada (passando mais tempo), mas neste caso o coração bate mais forte por Vail,
      já que a vila está junto da montanha e você pode continuar explorando depois de um dia esquiando.
      Mas vale ressaltar que, em termos de estrutura para a prática do esporte, os dois lugares são excelentes! :)

      Excluir
  5. Olá Rapha,

    Olha eu aqui mais uma vez rsrsr
    Rapha na sua opnião onde é melhor comprar o peso chileno, no Brasil ou em Santiago?

    Grato,

    Gleson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gleson!

      Nós achamos mais conveniente sacar dinheiro direto do caixa assim que chegamos no aeroporto. É só habilitar o cartão de débito para saque no exterior. Para nós isso foi mais vantajoso.

      Excluir
  6. Olá, gostaria de saber se 1 dia é o suficiente para aproveitar bem, esquiar bastante, pois gostaria de experimentar esqui e snowboard... ou 2 dias é o ideal ? (P/ Valle Nevado)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rodrigo! Você já esquiou ou vai fazer aula? Porque se for fazer aula, é melhor dedicar um dia a cada equipamento, pois as aulas não são rápidas e, pelo visto você quer curtir muito, né? Então, quanto mais tempo melhor. Garanto! :)

      Excluir
  7. Oi Rapha, seu blog tem nos ajudado mto entao, obrigada! Minha mãe está aterrorizada com tanta curva! Rss.. mas vi que o teleférico sai da curva 17. Não precisa subir as 60 é isso? Ou isso é só para ir ao restaurante? Eu e minha irma queremos esquiar a priori, neste caso temos que subir as 60 curvas ou pode ir de teleferico? Rss..Caso reslvamos nao esquiar, so curtir a neve, mesmo assim precisamos alugar botas? As luvas estou pensando em comprar. Desculpa tanta pergunta, é a ansiedade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nina! Fico feliz em saber que o blog está ajudando vocês nesse planejamento. Não precisa ficar com medo das curvas, não. A dica é fazer uma refeição leve antes de pegar a estrada e, caso comece a se sentir mal, o motorista para para um respiro. De toda forma, a curva 17 que eu falei é o nome de um lugar lá em cima da montanha, no Valle Nevado. Vocês terão que subir as 60 curvas, sim. Se não for esquiar não precisa alugar bota, mas o sapato tem que ser bem fechado e impermeável, pois a neve molha e fica uma melequeira só! Acho que respondi todas as suas perguntas. Qualquer coisa é só falar!

      Vocês vão amar o Valle Nevado!! :)

      Excluir
Postagem Anterior Próxima Postagem