Um dia no Valle Nevado

Ano passado, quando esquiamos pela primeira vez, ficamos nos perguntando quando seria a nossa próxima aventura nas montanhas. Com a viagem programada a Santiago, desde antes pensei na possibilidade de encaixar um bate-volta no Valle Nevado, mas como iríamos no começo do junho uma dúvida pairava no ar: vai ter neve? Passei a acompanhar o clima na montanha diariamente e, assim, duas semanas antes fazer as malas, vi o Valle Nevado ficar cada vez mais branquinho...
Faltando uma semana para a viagem, a surpresa! A temporada 2013 foi antecipada e as pistas seriam abertas dia 8 de junho, mais conhecido como o sábado que destinamos para o Valle Nevado. Quando o viajante tem sorte ele tem sorte e ponto!

Ansiosos e muito animados quase esquecemos das 60 curvas que precisávamos ultrapassar até atingir os 3.000 metros de altitude. Quase. Essas curvas são implacáveis, mas não dá pra negar que é um belíssimo caminho. O jeito foi fechar os olhos, respirar fundo e torcer para passar rápido. O Valle Nevado  encontra-se a, mais ou menos, 50km de Santiago. Esse percurso leva por volta de 1h  e meia para ser feito – se contar a parada para colocar as correntes nos pneus, adicione mais meia hora. Curvas vencidas, estômagos calmos, chegamos à base da montanha. Lá alugamos o material de ski, as roupas e adquirimos os tickets da gôndola (grande novidade da temporada 2013) e dos teleféricos.

24/60 - haja estômago



Lindo, né? 

Alugando os materiais

Equipe atenciosa deixando tudo pronto 

Alugando as roupas

A nova gôndola do Valle Nevado

De pertinho... 

Tudo pronto, subimos na primeira gôndola numa estação de esqui  do Chile. Com capacidade para 6 pessoas, o teleférico de cabine fechada sai da Curva 17 e nos deixa na área do restaurante Bajo Zero. Isso facilitou demais a vida de quem não esquia, mas quer viver a experiência de um almoço na montanha ou até mesmo curtir a vibe divertida e colorida que se instala por ali.

Desembarcando da gôndola seguimos para a escola de ski onde encontramos o professor Gabriel, que de forma muito simpática se apresentou e logo foi nos dizendo que arriscava o portunhol. Dessa vez eu fiquei responsável pelas fotos – senão esse post seria só texto – e o marido se jogou em mais uma aula. Trabalho em equipe para o Rapha no Mundo :)

Escola de Esqui

Professores de Snowboard

Friozinho não só na barriga

É incrível como a diversão na montanha é um passeio para toda a família. Nessa nossa segunda vez pudemos reconfirmar que pais e filhos se divertem horrores na neve. As crianças, sempre cheias de energia – e muito jeito, vale ressaltar – e os pais bem tranquilos. Sensacional.

O dia estava lindo. O céu azul, sem uma única nuvem no céu e o friozinho constante. Cometemos um erro de principiante: esquecemos o protetor solar no carro e voltamos para o hotel como se tivéssemos passado o dia na praia...

Pessoal reunido no Bajo Zero

Hamburguesa para repor as energias

Descendo...


Arte linda sendo finalizada para a temporada 2013

Depois de aula, fotos, tombos e muita diversão, fazer uma boquinha era a única pedida. Fomos para o Bajo Zero, tomamos um creme para abrir o apetite e esquentar um tiquinho e depois partimos para um combo de hambúrguer, batatas fritas, refrigerante.
Vou confessar que só de pensar em voltar para o hotel foi desanimador, e não era por causa das 60 curvas, não. O clima na montanha é tão bom, tão legal, tão pra cima, que a vontade é ficar lá a temporada inteira, curtindo cada cantinho, cada novidade.

Vida de viajante é assim... não dá pra se fixar em cada lugar que a gente ama. Mas já saímos com vontade de voltar.


>> O dia do raphanomundo na montanha foi uma cortesia do Valle Nevado Ski Resort

Comentários

  1. Que bacana o post. Estarei lá em Agosto. Poderiam me dar dicas de roupas que devo ir ao valle nevado e como faço para chegar ao lá em cima? Abraços. Gleson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Gleson! Para ir até o Valle Nevado o próprio resort oferece transfer (pago - http://www.vallenevado.com/pt/ski-transfers/) E muitas agências de turismo também oferecem esse traslado. Uma opção é você alugar um carro, mas eu não achei um trajeto muito bom pra quem não tem experiência com a pista. Minha opinião.

      Quanto às roupas, em agosto ainda é bem frio. Então, capricha na camada térmica (a que fica por baixo de todas) e casaco que corta o vento. Calçado impermeável para não ficar com os pés molhados.

      Qualquer dúvida é só falar!

      Excluir
  2. Olá Rapha! Adoro seu blog! Sabe dizer os custos aproximados para passar um dia? É necessário se hospedar ou não? Obrigada...abraços Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol! O Site do Valle Nevado é bem completo e tem o preço de tudo. O custo da sua visita vai depender do que você vai fazer. Se vai esquiar, fazer aula, se a aula é coletiva ou particular, se vai só passear na gôndola, se vai almoçar, se vai beber... Mas vai lá no site que tem todos os preços :) http://www.vallenevado.com/pt

      Excluir
    2. Ah, e não precisa se hospedar lá não. Dá pra fazer bate-volta, como eu fiz! :)

      Excluir
  3. Olá Rapha, parabéns pelo post!

    Só uma correção: esta gondola não é a primeira da América Latina, e sim do Chile.
    Já existe uma gondola na estação Chapelco, em San Martin de los Andes (Argentina) há muito tempo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Você tem razão! Confirmei a informação com o pessoal do Valle Nevado e a informação estava equivocada. O texto já está devidamente corrigido. Obrigada pelo alerta! :)

      Excluir
  4. Maria Inês Vargas21/06/2013 15:48

    E ai Rapha ! Vail ou Valle Nevado ?? Qual dos dois você recomendaria ! Mas tem que considerar ficar hospedado em Santiago e fazer bate-volta como a maioria faz !! Valeu por mais um post super legal !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Inês! Também fiz o bate-volta Santiago/Valle Nevado :) Se o objetivo é ter um primeiro contato com Ski ou Snowboard, a proximidade do Brasil me faria optar pelo Valle Nevado. Difícil mesmo seria optar onde
      ir para uma temporada (passando mais tempo), mas neste caso o coração bate mais forte por Vail,
      já que a vila está junto da montanha e você pode continuar explorando depois de um dia esquiando.
      Mas vale ressaltar que, em termos de estrutura para a prática do esporte, os dois lugares são excelentes! :)

      Excluir
  5. Olá Rapha,

    Olha eu aqui mais uma vez rsrsr
    Rapha na sua opnião onde é melhor comprar o peso chileno, no Brasil ou em Santiago?

    Grato,

    Gleson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gleson!

      Nós achamos mais conveniente sacar dinheiro direto do caixa assim que chegamos no aeroporto. É só habilitar o cartão de débito para saque no exterior. Para nós isso foi mais vantajoso.

      Excluir
  6. Olá, gostaria de saber se 1 dia é o suficiente para aproveitar bem, esquiar bastante, pois gostaria de experimentar esqui e snowboard... ou 2 dias é o ideal ? (P/ Valle Nevado)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rodrigo! Você já esquiou ou vai fazer aula? Porque se for fazer aula, é melhor dedicar um dia a cada equipamento, pois as aulas não são rápidas e, pelo visto você quer curtir muito, né? Então, quanto mais tempo melhor. Garanto! :)

      Excluir
  7. Oi Rapha, seu blog tem nos ajudado mto entao, obrigada! Minha mãe está aterrorizada com tanta curva! Rss.. mas vi que o teleférico sai da curva 17. Não precisa subir as 60 é isso? Ou isso é só para ir ao restaurante? Eu e minha irma queremos esquiar a priori, neste caso temos que subir as 60 curvas ou pode ir de teleferico? Rss..Caso reslvamos nao esquiar, so curtir a neve, mesmo assim precisamos alugar botas? As luvas estou pensando em comprar. Desculpa tanta pergunta, é a ansiedade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nina! Fico feliz em saber que o blog está ajudando vocês nesse planejamento. Não precisa ficar com medo das curvas, não. A dica é fazer uma refeição leve antes de pegar a estrada e, caso comece a se sentir mal, o motorista para para um respiro. De toda forma, a curva 17 que eu falei é o nome de um lugar lá em cima da montanha, no Valle Nevado. Vocês terão que subir as 60 curvas, sim. Se não for esquiar não precisa alugar bota, mas o sapato tem que ser bem fechado e impermeável, pois a neve molha e fica uma melequeira só! Acho que respondi todas as suas perguntas. Qualquer coisa é só falar!

      Vocês vão amar o Valle Nevado!! :)

      Excluir

Postar um comentário