~O Grande~ Hotel Rex

Há alguns dias assistimos ao filme 'O Grande Hotel Budapeste', que é lindo e merece ser visto. No plano de fundo dessa história de ficção está um hotel que viveu dias de glória no passado, mas que no presente apenas sobrevive. Foi desta história, ainda fresca na memória, que lembramos quando chegamos ao Hotel Rex (Agora reformado e se chamando Slaviero Essential Blumenau) e fomos acomodados num quarto, no 4° andar de um prédio alto para os padrões de Blumenau, bem no centro da cidade.

O Grande Hotel Budapeste - Foto: Divulgação
Nós sempre reservamos nossos hotéis via Booking.com e é raro não observarmos os comentários negativos dos hóspedes antes de realizar uma reserva. Desta vez, como por um ato de mágica, não reparamos nas observações sobre as instalações antigas – da década de 1950 –, e uma necessidade urgente de reforma nos quartos. Estes hóspedes estavam mais do que certos em suas observações. O quarto que encontramos parecia ter sido arrumado numa manhã da década de 70 e entregue para nós numa tarde de 2014. Uma viagem ao passado, quase literalmente. Isso causou certa estranheza, já que ao entrar no hotel, a primeira impressão é de normalidade, talvez até entrarmos no elevador.

Concluímos que pelo contexto e principalmente pelo carpete, não seria possível dormir naquele quarto. Fomos ao balcão com o intuito de saber se existia a possibilidade de mudar para um quarto sem carpete, afinal ficaríamos apenas uma noite. Foi a partir deste ponto que fomos acometidos de fato pela semelhança com a história do Grande Hotel BudapesteNo lobby de pé direito alto, os funcionários multiplicam a cordialidade com os hóspedes, mas de uma forma honesta e realista. O hotel Rex está reformando seus quartos lentamente e, com alguma dose de sorte e acaso, pudemos escolher entre um dos únicos dois quartos já reformados e que são modelos para as futuras reformas, ambos no 7° andar do edifício.



Os quartos novos têm piso laminado, mobília planejada, duas camas solteirão, TV de LCD, ar condicionado split, frigobar abastecido com água e um banheiro espaçoso e com louças de porcelana branca e box de vidro. Nada luxuoso, mas o contraste entre o quarto antigo e o reformado surpreende.

No dia seguinte, acordamos cedo para tomar café e seguir viagem. Com base na nossa primeira impressão, não havia expectativa nenhuma e até algum receio, entretanto, fomos recebidos no largo salão de colunas recobertas com granito por uma funcionária com ares de governanta. Escolhemos uma mesa e nos deparamos com um café pra colono nenhum botar defeito. Além de biscoitos finos, pães e frutas frescas, a seleção de tortas e doces era impecável. Destaques para o Apfelstrudel e a torta holandesa. Já no lado dos salgados, saíram na frente o pastelão de frango e algo totalmente novo pra nós, o Pão Quente  que roubou a cena. Pra acompanhar, café ou chá bem quentes e, pasmem, suco de acerola docinho. É um daqueles cafés que te sustentam por um dia inteiro.




Enquanto terminávamos o nosso banquete, avistamos a concentrada funcionária parar e contemplar o salão, enquanto organizava os seus cabelos brancos. Na nossa imaginação, é como se enxergasse a época em que aquele salão era o mais pomposo da cidade e ela própria circulava entre as mesas servindo os respeitosos hóspedes. Certamente o Hotel Rex já viveu muitos dias de glória.

A nossa conclusão: depois de reformar mais quartos, o Hotel Rex será uma excelente opção de hospedagem em Blumenau. Com funcionários extremamente cordiais e esse café da manhã matador, sem dúvidas chegará bem ao seu centenário.



Comentários