Comida Regional em Maceió | Bodega do Sertão

Hoje é dia de São João, aqui em Curitiba a temperatura não passará dos 14 graus e para suprir o meu desejo por comida regional, só compartilhando com vocês a dica de um lugar bacaninha para comer super bem em Maceió.

O Bodega do Sertão tem 10 anos de tradição na capital alagoana fazendo o mar virar sertão. O ambiente é rústico, agradável, parece que viajamos léguas para o interior sem deixar a orla de Jatiúca, em Maceió. O bule, como carinhosamente meu pai apelidou o restaurante –  e quando você estiver em frente à fachada vai saber o motivo desse apelido –,  serve uma comida nordestina típica, feita com carinho e excelência. Os funcionários são cordiais e focam muito na experiência do turista, perguntando a todo tempo se você já conhece a casa ou é a primeira visita. Caso a resposta seja afirmativa para a última pergunta, eles farão questão de contar (e mostrar) quais são os carros-chefes da Bodega do Sertão, delicadeza que não vejo em outros restaurantes do mesmo segmento (Mangai – João Pessoa/Natal e Parraxaxá, no Recife) que também recebem centenas de turistas diariamente e que nem sempre estão familiarizados com a culinária regional.

Cuscuz Paraíba rico rico


Pra nordestino nenhum botar defeito

Queijo coalho: iguaria obrigatória numa mesa nordestina

Carne de Sol Valente carro-chefe da Bodega do Sertão

Fartura: Pamonha, canjica, buchada, sarapatel, banana caramelada, arroz doce...


O buffet é bem farto, repleto de delícias nordestinas, sugiro que você coloque um pouquinho de cada coisa para uma completa imersão nessa cozinha pra lá de rica. Sobre o fogão, mais de 70 pratos divididos entre carnes, peixes e frango, destaque para o Pantim – cubos de macaxeira e carne de charque com molho de queijo coalho – e para a Carne de Sol Valente, só de lembrar a boca fica cheia d’água. Ainda no cardápio temos arroz doce, canjica, pamonha, bolos diversos é como se o São João por lá durasse o ano inteiro. À la carte ainda podemos pedir tapiocas feitas na hora, sanduíches com queijo de manteiga, Pão de Macaxeira, Cuscuz, cartola, ovos fritos e sucos de frutas da região, um banquete pra nordestino nenhum botar defeito.


Para fechar a comilança um cafezinho de coador

Uma típica bodega vendendo delícias do Nordeste


Na saída, a Bodega propriamente dita, um armazém onde os visitantes podem comprar artesanato, souvenires, lembrancinhas e coisas gostosas para  reforçar ainda mais essa experiência que, eu garanto, será inesquecível.


Avenida Julio Marquês Luz, 62 – Jatiúca – Maceió.

De segunda a sábado das 11:30 às 22:00 | Domingo das 6:30 às 22:00

Comentários