Achar um hotel em Bratislava, capital da Eslováquia, não foi tarefa assim tão fácil. É que a malha hoteleira da cidade não é tão farta, nem tão moderna. Ora os hotéis são voltados para os viajantes de negócios, ora eles são aqueles hortelões antigos, cansados, e por vezes, eles podem ser um mix dessas duas coisas, o que é pior. E ultimamente temos buscado trazer aqui para o blog hospedagens que tenham algum diferencial, um toque de personalidade, pois acreditamos piamente que a hospedagem, assim como o destino, são determinantes para o sucesso da viagem. Na verdade, tem até viagens que acontecem por causa da hospedagem – ou você nunca ouviu ninguém falar de alguém que viajou para o lugar X só para dormir no hotel Y? É, isso acontece. 






Com as passagens marcadas para Bratislava, começou a busca por um hotel ou hostel legal. Já perdia as esperanças e cogitava reservar um hotel tradicional na cidade, com as previsíveis características que citei no começo desse texto, sendo que não havia empolgação alguma pelo que eu encontraria pela frente. Então, foi no intuito de evitar uma surpresa desagradável durante a viagem, que pesquisamos quais seriam as opções de rede mais baratas em Bratislava. 

Achamos o ibis Bratislava Centrum que nos pareceu ser bem localizado e estava com um preço bem atrativo com café da manhã incluso. Já nos hospedamos em alguns ibis e acho que eles são super válidos justamente nesse momento em que precisamos de segurança no que queremos encontrar pela frente. Ou seja, sem surpresas, nem para o bem, nem para o mal. No entanto, deixei a rede econômica da Accor Hotels um pouco de lado nos últimos anos, porque queria conhecer propostas novas, aí até se encaixava a bandeira Styles, que traz hotéis temáticos e com personalidade na decoração, mas que tem tarifas normalmente mais altas, permitindo que eu abra mais o meu leque de opções para outros estabelecimentos. 




Ainda em dúvida se ficaríamos no ibis Bratislava, descobrimos que esse hotel econômico oferecia uns quartos temáticos – coisa que nunca vi na vida nessa bandeira – e dentro dos temas, um me chamou a atenção: o quatro Folklore – o outro tema era Provence. Reservamos, portanto, por 70 euros o quarto folclore do ibis Bratislava Centrum, com café da manhã incluso, para duas pessoas. 

Chegamos ao hotel por volta da uma da tarde e, por sermos participantes do programa de fidelidade da rede, já recebemos nosso quarto. O check-in foi feito rápido e funcionária era super simpática. Eu, já ansiosa para ver o quarto folclore, fiquei com uma baita cara de interrogação quando abri a porta e me deparei com um quarto normal de ibis. O cansaço era tanto que pensamos duas vezes se desceríamos para falar que havíamos reservado um quarto temático. Procuramos a nossa reserva impressa – nunca deixem de viajar com uma pastinha de documentos impressos, isso pode salvar vocês – e vimos lá que constava a especificação do quarto. Com ela em mãos, descemos e comentamos o erro com a funcionária, que prontamente entendeu e foi verificar o que havia acontecido. Enquanto isso, ela nos convidou a sentar e esperar um pouco. Imbróglio esclarecido, realmente recebemos o quarto errado, no entanto, o quarto folclore não estava pronto naquele momento, esperamos na recepção por uns 30 minutos mais, não sem antes, novamente, a funcionária nos oferecer alguma bebida de cortesia. O tempo passou rápido, estávamos mais empolgados para receber o quarto novo do que chateados com o ocorrido. Ao avisar que já poderíamos subir, uma segunda funcionária veio nos pedir desculpas mais uma vez e nos presenteou com dois imãs da cidade. A partir daí ficou tudo muito divertido. 


O quarto estilo Folklore fica no quinto e último andar do edifício e sua decoração é, sem dúvidas, um diferencial e tanto na hospedagem. O ambiente é repleto de itens típicos da Eslováquia, o que faz parecer que chegamos na casa de algum morador e não em um hotel econômico de rede internacional. São jarros, lenços, tapetes, cerâmicas, antiguidades e pinturas especiais nas paredes, que transformaram nossa experiência. A cama confortável, marca registrada ibis, e demais estrutura do quarto estão ali, mas com um toque bacana de verdade. Se eu puder apontar uma única falha é que a decoração não se estende até o banheiro, de resto, foi uma boa surpresa ter passado essa noite em Bratislava num quarto temático. 




O café da manhã, que estava incluso no valor da nossa diária – pago a parte ele sai por 6,50 euros por pessoa –, também era super bem apresentado e variado. O buffet continha vários pequenos itens preparados lá mesmo, canapés, ovos cozidos apresentados de uma forma diferente, além de pratos quentes típicos do café da manhã inglês e de itens regulares da primeira refeição do dia. 



Pareceu que tivemos uma nova e excelente primeira vez em um ibis – sendo que essa já deveria ser a nossa vigésima. Desde o atendimento cordial das meninas da recepção, passando pelos imãs e o inusitado pedido de desculpas, até acertada decisão de espera pela troca de quarto, definitivamente, tudo isso me levou ao quarto de ibis mais legal que eu já fiquei na vida.