Curitiba é uma cidade cheia de atrativos. Possui muitos parques, museus, memoriais e teatros. De forma inteligente eles criaram uma Linha de Turismo, naqueles ônibus estilo jardineira de 2 andares que a gente vê por aí mundo afora, onde é possível fazer um percurso de 45km e contemplar os diversos pontos turísticos e históricos da cidade. Ao todo são 24 paradas, mas o passeio funciona da seguinte forma: O ticket custa R$ 45,00 (atualizado em 2018) por pessoa e dá direito a 4 reembarques. Ou seja, dá para escolher 4 pontos para descer e passar quanto tempo quiser por lá. Os ônibus partem de 30 em 30 minutos da Praça Tiradentes das 9:00 às 17:30 de terça a domingo, mas é possível iniciar o passeio em qualquer um dos pontos fixos.

O belíssimo prédio do Teatro Paiol


O nosso roteiro foi o seguinte: Pegamos o ônibus no ponto da Rua 24 horas e seguimos direto para o Jardim Botânico onde fizemos a nossa primeira descida (e onde basicamente todo mundo desce). O lugar é enorme, cheio de verde e de uma paz incrível. Não precisa ter pressa ao passar por lá, pois tem bastante coisa pra ver. Óbvio que se você não gosta de "verde" não precisa nem descer do ônibus, pois é só o que tem. Mas nada melhor do que começar uma manhã gostosa de sábado num parque tão bonito.

A famosa estufa de vidro do Jardim Botânico
Caminho de bambu no Jardim Botânico

Cachoeira no interior da estufa de vidro

Dentro do parque ainda encontramos o Jardim das Sensações, que é um trecho de 200m onde podemos tocar, ver e sentir o cheiro dos mais diversos tipos de plantas, sementes e frutos. As crianças que estavam por lá pareciam gostar e achar tudo muito interessante.

Contato com a natureza no Jardim Botânico
Jardim das Sensações no Jardim Botânico
Pássaro exibido que chegou junto para sair na foto

O próximo ponto do roteiro foi o Memorial Árabe, mas nem descemos. Do ônibus mesmo deu para dar uma conferida, pois dali fomos ao Museu Oscar Niemeyer (que merece um post à parte). 



Memorial Árabe
Detalhe do Memorial Árabe

O sensacional Museu Oscar Niemeyer

Após a visita ao museu, tomamos o ônibus novamente e seguimos direto para a curiosa Ópera de Arame. No local funcionada uma pedreira e a mata nativa foi preservada. É sem dúvida um lugar especial para assistir a um show ou concerto. Pelas redondezas tem várias lojinhas de souvenirs, mas não aconselho a comprar por lá, pois os preços são nas alturas. Num próximo post indicarei o lugar certo para comprar várias lembrancinhas!

Ópera de Arame

Interior da Ópera de Arame
Detalhe do teto da Ópera de Arame

Por fim, partimos da Ópera de Arame rumo ao tradicional bairro de Santa Felicidade para um bom almoço e uma paradinha para um Gelato Italiano pra dar uma amenizada no calor (fica a dica para quem for visitar Curitiba no verão levar o protetor solar e chapéu, pois o sol e o calor por lá não estão de brincadeira). No caminho ainda cruzamos com a bela entrada do Memorial Ucraniano. E só aumentou a nossa vontade de voltar para ver os inúmeros pontos que não vimos. 


Memorial Ucraniano

O passeio da Linha de Turismo vale muito a pena para quem vai com os dias contados como nós fomos. Também vale para quem não quer  correria para fincar a bandeira em todos os pontos turísticos, que viaja com calma e volta pra casa com um gostinho de quero mais.