Atualizado em: 08/09/2016


Mais um flight review para ajudar os leitores a se decidirem na hora de escolher uma cia aérea para viajar. Novamente viemos para a Europa voando Swiss. Nossa primeira experiência com a companhia suíça foi muito boa e a segunda não foi diferente. No aeroporto de Guarulhos o check-in foi eficiente e bem rápido, o embarque seguiu a mesma linha e não deixou a desejar. O airbus A340 que fez o trecho GRU-ZRH era bem novo, limpo e super bem cuidado. Poltronas com um espaço aceitável para as pernas, telas individuais, controle remoto e uma seleção grande de filmes, séries, músicas, jogos e documentários a bordo. Não dá pra reclamar. 

para começar o trabalhos: vinho tinto, água e  biscoitinhos salgados



o jantar foi servido logo após a decolagem - carne com legumes e arroz

segunda opção de prato - massa recheada com queijo e molho de tomate

Depois do jantar os simpáticos comissários oferecem mais alguma bebida e organizam tudo para apagar as luzes da cabine, fazendo assim, com que os passageiros durmam e/ou fiquem mais quietos. Esse primeiro trecho até Zurique tem 11 horas de duração, portanto, o entretenimento a bordo é fundamental para que essas horas passem da melhor forma possível. Consegui ver um filme, friends, two and a half man, modern family, documentário sobre o turismo na Suíça e ainda ouvi um cd de Adele. Claro que não é suficiente para matar 11 horas de voo, mas dá uma amenizada na situação. Como eu disse nesse post, você pode levar o seu próprio arsenal para sobreviver aos longos voos

Faltando duas horas para o pouso os comissários acendem as luzes da cabine, desejam bom dia a todo mundo e começam a servir o café da manhã, que é um pouco mais simples que o jantar, mas cumpre o seu papel. 

caixinha de café da manhã

suco, iogurte, pães, queijo, queijo cremoso, manteira, geleia, leite, chá e café - algumas opções disponíveis para o café da manhã

O aeroporto de Zurique é incrível! Está entre os 10 maiores do mundo e em 2008 ficou entre os três melhores do mundo, perdendo só para Singapura e Hong Kong. Nossa conexão durou 4 horas e o tempo passou voando. Ficamos observando o movimento absurdo que esse aeroporto tem e, dentre todos os pousos e decolagens, vimos um A380 da Singapore Airlines levantar voo. Impressionante! Também pude ver ao vivo o avião adesivado da Swiss que voa para São Francisco (e que eu mostrei nesse post no ano passado). Lindo!

avião da Swiss adesivado para a rota São Francisco

Quatro horas de espera depois, chegou a hora de subir num pequeno avro, sobrevoar Zurique e seguir rumo a Berlim. Esse voo é super curto, (não tão curto quanto o voo para Stuttgart que é praticamente subir e descer - tanto que nem serviço de bordo tem, só água e chocolate), dura no máximo 1h e como o verão está chegando por aqui, o serviço de bordo é adaptado para o clima, por isso, foram servidos sorvete e bebidas! Excelente voo até o aeroporto de Tegel, em Berlim. 

sobrevoando Zurique com o pequeno avro

serviço de bordo no trecho ZRH-TXL: sorvete 

para fechar com chave de ouro: chocolate suíço



Nossas experiências com a Swiss foram super positivas, portanto, recomendamos de verdade essa excelente cia aérea. Vale dizer que a Swiss é uma companhia membro da Star Alliance e seu programa de fidelidade é o Miles & More