Generator Hostel | Nossa hospedagem em Estocolmo

Não é novidade para ninguém que já lê o blog há algum tempo, que somos fãs da proposta do Generator Hostel, por isso, não pensamos duas vezes antes de reservar nossa hospedagem na filial de Estocolmo. Vocês já viram por aqui as nossas resenhas de Copenhague, Roma, além de uma não publicada de Amsterdam e sabem que, no geral, saímos satisfeitos com o que recebemos nesses hostels modernos de hoje em dia. 

Com as passagens em mãos, achamos que encontrar uma hospedagem honesta e barata em Estocolmo seria um desafio e tanto, mas estávamos enganados. A capital sueca tem bons hotéis e albergues a preços não tão assustadores assim, conseguimos uma excelente tarifa no Generator Hostel (655 SEK a diária para o casal) reservando a hospedagem com pouco menos de 2 meses de antecedência.


 


Localização


O Generator Stockholm fica a quase 1km da estação central da cidade e achamos melhor fazer o trajeto a pé do que tentar pegar um ônibus. A caminhada não é ruim de ser feita, mesmo com malas, já o que pode ser incômodo na verdade é o frio, mas estando bem agasalhado, nem isso. De lá até o Kungsträdgården, parque central da cidade – onde há um rinque gratuito de patinação e um excelente vinho quente –, são 1,6km a serem percorridos. Estocolmo é bem servida de transporte público, mas o albergue está num “ponto cego” onde será preciso andar até, pelo menos, a estação central. Dito isso, não há mais com o que se preocupar. 

Entretenimento


A infraestrutura segue em sintonia com as demais que conhecemos mundo afora. Área comum animada, bem decorada e convidativa. Inclusive esse de Estocolmo tinha vários espacinhos, além de bar e restaurante abertos ao público. Uma programação que se estendia por toda a semana também dava o tom da animação do hostel. Uma pessoa responsável pelo freetour em Estocolmo recolhe os hóspedes interessados todos os dias às 9:30 da manhã na recepção, chova ou faça sol.







Quarto duplo com banheiro privado


Como era de se esperar, reservamos um quarto duplo com banheiro privado para nossa estada de duas noites em Estocolmo. Recebemos o quarto, que ficava no quinto andar do prédio, limpo e organizado, com roupas de cama e de banho em bom estado. No banheiro, amenities próprias (também à venda na lojinha do hostel) e secador de cabelo. Tudo bem simples e direto ao ponto. Não posso deixar de apontar o tamanho do quarto, que além de uma cama de casal, também tinha um sofá de 3 lugares, acredito que foi o maior quarto que já ficamos de todos os Generators.








Gastronomia e Café da manhã


Como chegamos no albergue já à noite (lembrem-se que às 15h, no outono, já é noite), deixamos para fazer turismo em Estocolmo somente no dia seguinte e resolvemos, portanto, aproveitar parte da noite no Hilma, um mix entre bar e estúdio de tatuagem que fica no térreo do Generator Hostel Stockholm. Como estávamos em plena quarta o ritmo ainda estava meio lento, mas o bar tem uma atmosfera massa, com uma vasta carta de drinks e preços bem bons, se comparados com o que já vimos por aí. Aliás, Estocolmo não se mostrou tão cara quanto imaginávamos que seria – descobriríamos mais tarde nesta mesma viagem que Oslo é bem mais. Tomamos cerveja e, para petiscar, pedimos chicken wings e tacos de peixe, ambos os petiscos estavam bem gostosos.









Reservamos o quarto sem o café da manhã incluso na diária, mas na hora do check-in nos foi informado que, se fizéssemos a reserva da refeição com antecedência, pagaríamos apenas 85Kr por prato escolhido e teríamos direito a uma bebida. Caso deixássemos para fazer na própria manhã, pagaríamos o preço do cardápio. Reservamos então com antecedência o desjejum para apenas um dos nossos dois dias, já que no segundo tomamos um brunch delicioso ali perto. Escolhi Huevos Rancheros e o marido foi de Ovos e Bacon. Tenho apenas uma consideração a fazer: suco artificial. Não ofereçam. Não é bom. De resto, tudo ótimo. 

Mais um Generator Hostel pra conta. Qual será o quinto? Fica o mistério…

Comentários