Japão | Usando o transporte público de Quioto e Osaka

As cidades japonesas são muito bem servidas de transporte público, isso é um fato, turistas que visitam o país quase sempre estão portando um JR Pass, que garante passe livre nos trens Shinkansen e algumas opções de trens da JR mesmo no centro das cidades. Porém, como já mencionamos no nosso post sobre o metrô de Tóquio, não é qualquer transporte público no centro das cidades japonesas que estão contemplados no JR Pass – e isso vale também para Quioto e Osaka. O mesmo post também esclarece como usar os IC Card (sendo os mais comuns PASMO e Suica) para pagar pelo transporte, algo que será útil em qualquer lugar do Japão.


Para falar melhor de Quioto e Osaka seguem umas dicas importantes sobre transporte público para quem vai visitá-las em sua viagem ao Japão, divididas para os casos de quem tem um JR Pass e quem não tem:

Transporte público de Quioto


Portando um JR Pass: Em Quioto o JR Pass vai ser útil para visitar dois importantes pontos turísticos, a floresta de Bambu em Arashiyama e o Templo Fujimi Inari. Os outros passeios mais próximos ao centro não estão tão próximos das estações da JR e, nesse caso, faz-se necessário complementar o passeio com ônibus.

A cidade conta com um passe de um dia exclusivo para o ônibus e custa 600¥ (adulto). Lembrando que vale apenas na data de uso – e não por 24 horas. Este passe pode ser comprado no próprio ônibus ou em outros pontos de venda – Aqui os detalhes 


Se a sua acomodação estiver acessível de trem JR ou de ônibus, você nem precisará usar o metrô na cidade. Esse foi o nosso caso. Caso a sua acomodação esteja próxima de um metrô e essa seja a forma mais conveniente pra chegar lá, você pode optar pelo passe do dia que inclui ônibus e metrô (ao invés do passe só para ônibus), ao valor de 900¥ (adulto). Aqui os detalhes 

Dica: Portadores de JR Pass ganham desconto de 100¥ se o apresentarem na hora da compra, ficando por 800¥ por um dia.

Sem JR Pass: A melhor forma de explorar Quioto seria combinar o passe de metrô e ônibus mencionado acima com o pagamento avulso com IC Card dos trens da JR até os pontos mais distantes (não incluídos no passe de metrô e ônibus).

Lembrando que o valor dos transportes no Japão vão sendo calculados pela distância percorrida (por isso você faz a captação do IC Card na entrada e na saída). Então a dica aqui é chegar até o ponto mais distante que você conseguir com seu passe de ônibus e metrô e pagar a diferença do trecho restante (menor e mais em conta) com o IC Card.

Algo curioso aconteceu conosco em Quioto. No nosso primeiro dia não achávamos que andaríamos tantas vezes de ônibus e resolvemos pagar com o IC Card. Quando o valor chegou em 600¥ ele parou de cobrar, como se o máximo cobrado por dia nos ônibus fosse o valor do passe. Inteligente, não é?

Transporte público de Osaka

Portando um JR Pass: Osaka é uma cidade maior e, se a sua acomodação não estiver próxima a uma estação da JR, você terá pouca vantagem para turistar aqui pois as linhas JR passam por fora da região central, exceto pela estação JR Namba. O ideal mesmo seria combinar o uso do JR com um passe de um dia para o metrô, que em Osaka custa 800¥ normalmente e nos fins de semana/feriado custa 600¥. Lembrando de novo que aqui também vale apenas na data de uso – e não por 24 horas. Detalhes aqui. Ônibus não seria necessário para turistar a não ser que a sua acomodação exija.


Sem JR Pass: Nesse caso o passe de metrô mencionado acima seria indispensável. A boa notícia é que o metrô cobre bem as áreas de interesse turístico. De toda forma vale lembrar que Osaka é uma cidade maior e anda-se bastante, mesmo usando o transporte público.

Os passes de um dia para transporte mencionados sempre têm um ótimo custo-benefício para quem está fazendo turismo. O preço deles muitas vezes começa a compensar a partir da terceira ou quarta viagem. Se num dia da sua programação você vai fazer algo realmente pontual (ida e volta) aí não compensaria comprar o passe e o ideal seria realizar o pagamento avulso com IC Card mesmo.

Quer viajar para o Japão agora mesmo, sem sair de casa? Ou está planejando uma viagem para o Japão? Garanta agora a nossa revista digital sobre o país.





Reserve passeios e transfers pelo mundo com conforto e segurança

Alugue o carro da sua viagem online

Reserve sua hospedagem no Booking.com

Compare os melhores preços e contrate seu Seguro Viagem

Rapha Aretakis

Viajante e sonhadora em tempo integral. Edito, escrevo e fotografo para o Raphanomundo desde 2010. Nascida no Recife, criada para o mundo, vivendo em Stuttgart, Alemanha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram @raphanomundo