Fazendo feijoada na Alemanha

Em 2010, quando estive aqui na Alemanha pela primeira vez, senti muita falta de feijão. Uma década atrás as prateleiras dos supermercados alemães ainda não eram a fartura que são hoje. Para encontrar certos ingredientes da cozinha brasileira e de outros países, era preciso dar a sorte de na cidade ou na região que você se encontrava ter um mercado especializado. Eu não tive essa sorte, Stuttgart não era tão cosmopolita assim, nem existia essa abundância de informação na internet que temos hoje em dia. Agora, dependendo do supermercado, tem até Guaraná Antarctica na prateleira



Então, pelo período de três meses que passei na cidade, matei a saudade do jeito que deu, comendo feijão branco de lata temperado com alguma salsicha pra dar um “up” no prato. E se feijão eu achei impossível de encontrar, imagine então, uma feijoada! Coisa que não fazia sentido na minha cabeça, já que o país é um grande consumidor de carne de porco e embutidos, seria meio caminho andado pra uma feijoada, né? Do Brasil, agora comendo a iguaria com certa regularidade, não encerrei minha busca pelo feijão na Alemanha. Foi quando me deparei com o post salvador da Ivana, do De volta à nave mãe, mostrando que sim, é possível fazer uma feijoada na Alemanha. O achado me deixou totalmente aliviada, pois se um dia viesse morar no país, teria como reproduzir um dos meus pratos favoritos. 

                    

Seis anos depois, em 2016, desembarquei aqui de mala, cuia e com dois pacotes de feijão preto e dois de carioquinha debaixo do braço. O que me deu tempo suficiente para revisitar os supermercados e ver que muita coisa havia mudado e, para minha surpresa, agora havia schwarze Bohnen nas gôndolas alemãs. Stuttgart já contava com alguns mercados especializados, sobretudo turcos e asiáticos, onde encontramos a iguaria facilmente, mas também agora eu havia descoberto um português e um latino que facilitaram ainda mais a vida do imigrante brasileiro. Além de feijão já encontramos muitas outras coisas da nossa cozinha, mas é preciso saber procurar e adaptar. 


Podendo comprar feijão preto regularmente na Alemanha, agora era só lançar mão da criatividade e ser feliz fazendo uma FAKEjoada caprichada. Chamo de fake porque a minha versão não leva exatamente os mesmos cortes de carne da versão brasileira, adapto muita coisa, mas no fim, em termos de sabor, acho que o resultado fica bem bom. 

Receita de Feijoada na Alemanha 

500 gramas de feijão preto 

1 cebola grande 

3 dentes de alho grandes 

3 folhas de louro 

1 linguiça tipo Kabanos / Cabanossi - a minha preferida é essa do Rewe

100 gramas de Bacon (Bauchspeck

300 gramas de Kassler / carne de porco defumada que pode ser comprada em pedaço ou discos 

300 gramas de costela de porco defumada / Schweine Rippchen Räuchern 

Coentro (sim, eu coloco na minha), Cominho, Sal e Pimenta a gosto. 


Modo de preparo: 

1 - Coloque o feijão de molho no dia anterior ao do preparo da feijoada; 


2 - No dia do cozimento, primeiro, bota uma musiquinha pra tocar e entrar no clima. Depois, pique todos os ingredientes. Algumas carnes são salgadas e curadas, mas não chegam ao nível de sal do Brasil, então não é preciso dessalgar nada com antecedência; 


3 - Começo a feijoada numa panela de fundo grosso, se for de ferro, melhor, fazendo um refogado com com a cebola e os dentes de alho bem picados e logo na sequência adiciono as carnes e deixo elas bem douradas. Enquanto isso coloco água pra ferver. Nessa hora o perfume da cozinha está maravilhoso; 


4 - Adiciono ao refogado o feijão preto descartando a água do molho. Coloco junto as folhas de louro e os temperos secos (aqui vai sal, pimenta, cominho, alho em pó…o que você quiser colocar); 


5 - Despejo a água fervendo e tampo a panela; 

6 - Agora é preciso tempo e paciência, vez ou outra uma mexidinha na panela que estará cozinhando em fogo médio e, à medida que o preparo vai secando, vamos colocando mais água quente. Sempre quente; 


7 - Depois de 1 hora e meia, duas horas, o caldo já vai ter encorpado, as carnes estarão macias e o grão do feijão, no ponto. Nesse meio tempo você já preparou o arroz soltinho, uma farofa crocante e fatiou umas laranjas, né? Aqui eu dou a dica de onde comprar farinha de mandioca na Alemanha

😅 Vou confessar que em dias em que o tempo é curto esse mesmo preparo vai para a pressão e tá tudo bem :D 


8 - Faltou só a couve, né? Pois bem, quem não tem cão caça com gato! Aqui na Alemanha não tem couve, pelo menos não que eu saiba. Mas o país consome amplamente um primo da couve, o Kohlrabi. Inclusive Kohl, em alemão, é couve! As folhas desse vegetal curioso cumprem o papel da couve na nossa feijoada truqueira com maestria. É só higienizar, cortar em tirinhas finas e refogar no azeite, cebola e alho. Pronto. Agora não falta mais nada! 


Espero que essa receita ajude vocês a amansarem a fome e a saudade.



Reserve passeios e transfers pelo mundo com conforto e segurança

Reserve sua hospedagem com cancelamento grátis

Contrate seu Seguro Viagem com cobertura para a Covid-19 e divida em até 12x sem juros

Deixe um comentário

@raphanomundo