28.1.15

Voando Volaris

Durante a minha passagem pelo México, além de voar pela primeira vez com a Aeromexico, ainda tive que fazer um voo interno no país (Cidade do México – Cancún) e pude conhecer os serviços de mais uma companhia mexicana, a Volaris. Fundada em 2004, a empresa low cost que opera voos no México e para os Estados Unidos já é a segunda maior cia aérea do país, só perdendo para a Aeromexico. 

Volaris no Aeroporto da Cidade do México

Como toda cia de baixo custo, você faz praticamente tudo sozinho até entrar no avião. Desde o check-in, que no caso não é feito em totens, como estamos acostumados aqui no Brasil, mas em computadores numa área destinada para isso nas dependências do aeroporto. Não fazer esse procedimento previamente acarreta no pagamento de uma taxa no balcão. No preço do bilhete já estão inclusas uma bagagem a ser despachada – de no máximo 25kg – e uma bagagem  de mão com até 105cm pesando até 10kg. Outras peças podem ser adquiridas na compra das passagens. As instalações da Volaris no Aeroporto Benito Juárez, na Cidade do México, são bem simples e se encontram no Terminal 1.

O processo de embarque foi bem rápido, organizado e pontual. Uma curiosidade: no México, para voos domésticos, o passageiro deve estar no aeroporto com 2 horas de antecedência, já para viagens internacionais, as tradicionais 3 horas bastam. Os funcionários, tanto pessoal de solo quanto os comissários e pilotos, foram todos muito cordiais. O piloto do voo de volta, inclusive, foi muito espirituoso. Os aviões, Airbus A320, eram novos e muito bem conservados, posteriormente descobri que a Volaris tem a frota mais nova do México. 

Dentro do A320 que faz o voo MEX - CUN

Espaço das pernas regular

Deixando Cancún a caminho da Cidade do México

Café da manhã no Aeroporto de Cancún


As quase 3 horas de voo que separam a capital mexicana de Cancun passaram rápido – acho que o meu cansaço influenciou essa percepção. Não há entretenimento a bordo,  a cia tem sua própria revista, que é bem bacana e um serviço de bordo pago à parte. Fiquei só na água – que é cortesia, mas os preços praticados no ar são bem parecidos com os que temos aqui no Brasil. Voar com a Volaris foi bem melhor do que eu imaginei, certamente repetirei a dose se tiver oportunidade.


p.s. A Volaris ainda oferece transfers  a partir do aeroporto de Cancún para a zona hoteleira ($70 pesos), Playa del Carmen ($170 pesos) e vice-versa.


26.1.15

Puebla - México: Mucho Gusto

Quarta maior cidade do México, ficando atrás apenas da capital, Ciudad de Mexico (DF), Guadalajara e Monterrey, Puebla atende por nome e sobrenome: Puebla de Zaragoza.  No entanto a cidade tem algumas outras chancelas: Cidade Patrimônio da Humanidade | Angelópolis | Puebla de Los Angeles – oriundo da lenda sobre uma visão do Bispo de Tlaxcala: “cidade traçada por anjos para ser desfrutada por mortais”.

Puebla é encantadora sob qualquer ângulo

Cor, devoção e sabor são as três palavras que descrevem a experiência de quem separa uns dias para visitá-la, bem como seus arredores.  Situada nas cercanias do vulcão Popocatepetl, um protagonista da região, a cidade que foi fundada em 1531 abriga algum dos símbolos nacionais mexicanos. Puebla foi palco da famosa batalha de 5 de maio, em 1862, onde as forças mexicanas – de forma improvável – derrotaram a esquadra francesa. A China Poblana, hoje traje típico mexicano, ícone da cultura nacional, começou a ser difundido a partir de Puebla. De quinta a domingo, no Lago de La Concordia, é possível desfrutar de um espetáculo gratuito sobre a China Poblana, uma projeção de luz e imagens que conta a história dessa lenda mexicana.

Uma foto ruinzinha da imponente Fuente de la China Poblana

                         


A cidade com maior número de monumentos das Américas, com 2.619 distribuídos em 391 quarteirões, mantém quase que impecavelmente o seu conjunto arquitetônico de prédios erguidos nos séculos XVI e XVII pelos colonos espanhóis. Seu centro histórico, um museu a céu aberto, guarda jóias como a Capilla del Rosario – um exemplo do barroco mexicano –, a Catedral de Puebla – em estilo neoclássico – e a Biblioteca Palafoxiana, a primeira biblioteca pública das américas, com um acervo de mais de 40 mil volumes, uma das maiores coletâneas do mundo. Ex-conventos, zócalo (praça principal), museus e parques compõem um mix de pontos turísticos imperdíveis de Puebla.




Interior da Biblioteca Palafoxiana

A cozinha poblana – um capítulo à parte nessa história –, é conhecida por ser a mais icônica no México, preparada com cuidado e paciência. Esqueça os nachos e tudo o que você conhece de comida mexicana. Essa é uma culinária criativa, de muitas cores, aromas e sabores bem particulares. O prato mais icônico da cidade na verdade é um molho. o Mole Poblano é preparado com vários tipos de pimentas e chocolate, um prato complexo de sabor agradável, que leva cerca de 51 ingredientes no seu preparo, comumente servido sobre frango ou peru. Outros pratos da culinária poblana que não podem ficar de fora do cardápio do turista: Tinga – Molho de frango com chipotle; Escamoles – Ovos ou larvas de formiga, feitos fritos na manteiga – mais consumidos na época da quaresma. Pela dificuldade de encontrar os ninhos das formigas o prato é considerado caro, tão caro que também responde sob a alcunha de “caviar mexicano”. Riquíssimo em proteínas e vitaminas; Chile en nogada – um pimentão recheado de carne (porco, cordeiro ou boi) picada, com pêra, maçã e pêssego. Empanado e frito, coroado com um creme de nozes, cheiro verde e semente de romã por cima. As cores não são aleatórias, o branco, vermelho e verde representam a bandeira mexicana.

Mole Poblano - Ícone da autêntica cozinha mexicana

Tequila e Sangrita - dupla mais do que gostosa

A comida de rua de Puebla é totalmente influenciada pelos imigrantes: Chalupas (tipo de embarcação em espanhol) um taco recheado com carne – porco ou frango – pimenta, cebola e molhos; Cemitas – uma espécie de brioche mexicano, base para um sanduíche de mesmo nome, recheado com carne à milanesa, porco ou frango, queijo, abacate, cebola e molho picante. Deliciosa! Minha primeira cemita pedi ao estilo al pastor, que é recheada de carne de porco marinada, abacaxi, cebola, coentro, e muita, mas muita, pimenta. De tão picante não consegui comer tudo, mas eu mereço um desconto: foi a minha primeira refeição em solo mexicano; As pimentas são protagonistas na cozinha mexicana, para se ter uma ideia, até nas frutas elas são salpicadas.  Taco Arabe – uma das comidas de rua mais apreciadas em Puebla com décadas de tradição, é o que nós conhecemos aqui por Kebab ou Churrasco Grego. Vale ressaltar que os cuidados com a alimentação no México seguem os mesmos padrões que seguimos no Brasil: saber a procedência do alimento, evitar comê-los in natura se não sabemos a origem e não beber água da torneira é uma das minhas principais dicas. Também aconselho a levar remédios que amenizam os desconfortos estomacal e intestinal. Mas eu insisto, não deixe de provar as maravilhas dessa cozinha sensacional que é a poblana. ¡Provecho!

Por fim, acrescento ainda mais cores na visita a Puebla e mergulho no mundo da Talavera. Técnica de cerâmica típica da cidade que consiste em transformar argila na mais pura arte, a talavera poblana se diferencia das demais artes por ser uma mistura das técnicas chinesa, italiana, espanhola e indígena, resultando assim num trabalho belo, com muita personalidade. A autêntica talavera é caríssima, mas é um souvenir para a vida toda. As peças vão desde jóias a itens para a casa e cozinha e fachadas de prédios históricos em forma de azulejos. Apenas nove oficinas receberam certificado de produção da cerâmica e passam por inspeções sistemáticas para mantê-los. O atelier Uriarte, o mais antigo produtor de Talavera de Puebla, que data de 1824, oferece um passeio guiado a fim de apresentar o seu processo de desenvolvimento. Para quem aprecia esse tipo de arte, um excelente passeio.





Um roteiro para conhecer Puebla e região (que vou apresentá-los logo mais) teria 4 dias completos, mantendo a cidade como base. Mas esse período pode ser estendido, caso a vontade seja esmiuçar completamente a cidade e seus arredores, o que eu aconselho, caso a temporada no México seja grande. Puebla, e tudo o que faz dela essa cidade mexicana encantadora, merece ser sentida, vivida e degustada.



21.1.15

Urbe Café Bar

A região da Augusta, em São Paulo, é um dos meus points preferidos na cidade. Adoro essa rua pelo simples fato de ter de um tudo nela, de salão de beleza a balada, de lanchonete a restaurante, de teatro a cinema, de café a botecos, e o melhor, ela é viva as 24 horas do dia. E, vá por mim, só quando não se tem mais esse diferencial (estabelecimentos abertos até tarde – ou sem pausa entre os turnos) é que se dá o devido valor.

Nessa nossa última visita à cidade, para o réveillon, fomos à Augusta a fim de pegar um cineminha, como chegamos cedo demais para o filme e o calor estava de matar, resolvemos tomar um smoothie para refrescar. Procurando no foursquare um lugar perto do Espaço Itaú, a sugestão foi o Urbe Café Bar.



20.1.15

32a Festa Pomerana – A festa mais alemã do Brasil

Cobertura Especial

A fim de manter viva a herança dos imigrantes alemães, a cidade de Pomerode, em Santa Catarina, também conhecida como “A cidade mais alemã do Brasil”, promove 10 dias de festa no mês de janeiro, quando também é comemorado o aniversário da cidade. Assim, fomos conhecer de perto “A festa mais alemã do Brasil”, ou melhor, a 32a Festa Pomerana.

16.1.15

Notícias do Turismo #27



Semanalmente você encontra aqui as notícias mais fresquinhas do turismo no Brasil e no mundo.

Já está tudo pronto para o início da 32ª Festa Pomerana – Começa hoje a  32ª Festa Pomerana. Toda a estrutura já está preparada e decorada para receber o público. O primeiro desfile antecede a abertura oficial e inicia às 19h30min, na principal rua de Pomerode, a Quinze de Novembro, e chega até o local do evento. Os portões da festa abrem às 18h e o público poderá se divertir com a apresentação da banda Dorfmusikanten. O cerimonial de abertura será às 20h30min, no Pavilhão Principal do Complexo de Esporte e Lazer Francisco Canola Teixeira, antes conhecido como Pavilhão Municipal de Eventos de Pomerode.  Serão 10 dias repletos de atrações típicas. Entre elas, as competições de chope em metro, serrador, lenhador e É tudo linguiça! Além disso, 50 bandas sobem aos palcos. Fazem parte da programação, ainda, o Encontro Nacional de Grupos Folclóricos, o Concurso de Delícias Caseiras e os tradicionais desfiles das tochas e das cozinheiras, o Küchenmarsch. A Festa Pomerana vai de 16 a 25 de janeiro. Ingressos: Sexta-feira e sábado: R$ 15,00 | Domingo a quinta-feira: R$ 8,00 | De segunda a quinta-feira e no dia 25 (depois das 17h), os pomerodenses têm acesso livre. Dia 21 (dia do aniversário de Pomerode): todo o público tem acesso livre. As pessoas que estiverem vestidas tipicamente e de acordo com o regulamento do traje típico também têm direito ao ingresso cortesia. Mais informações: http://www.festapomerana.com.br

Festa Pomerana agita o verão em Santa Catarina e região - Foto: Divulgação

15.1.15

Cervecería cinco de mayo - Atlixco

Voltada para fazer uma cerveja que não só refresca, mas que transforma cada gole em uma experiência, a Cervecería cinco de mayo, em Atlixco, no estado de Puebla – México, está focada no paladar exigente dos novos consumidores. Hoje em dia esses clientes estão mais ligados nas cervejas artesanais/especiais, que valorizam o fato de se pagar um pouco mais caro e ter uma experiência, em detrimento da quantidade.



12.1.15

Museu Frida Kahlo

Com algumas horas de conexão no Aeroporto Internacional da Cidade do México, para ser exata, com todos os descontos, umas 6 horas, minha primeira vontade era conhecer o Museu Frida Kahlo e depois, se desse tempo, alguns outros pontos turísticos da cidade. De antemão digo que meu passeio se resumiu ao museu e ao simpático bairro de Coyoacán. O trânsito da Cidade do México (DF) é caótico e não é lenda, tem que levá-lo em conta, sim, quando for programar  uma escapada do aeroporto numa conexão longa pelo México. Especialmente naquela época do mês, onde se comemora o dia da Virgem de Guadalupe (12 de dezembro) – Padroeira do México e da Cidade do México –, as ruas do país ganham um sem fim de peregrinos que seguem rumo à basílica. Tive a sorte de uma amiga na cidade ir me buscar e me deixar no aeroporto, por isso não precisei me preocupar com lockers (guardaequipaje) e transporte, mas o aeroporto da Cidade do México conta com infraestrutura completa – estação de metrô | metrô bus | 2 lockers no Terminal 1 e 1 locker no Terminal 2. Dá para se programar e ir explorar a cidade sem medo.

Isto posto, vamos à visita ao Museu Frida Kahlo, um dos muitos momentos emocionantes dessa viagem. Na famosa Casa Azul, que virou museu em 1958 – quatro anos após a morte da artista –, estão muitos dos icônicos objetos pessoais do casal Frida Kahlo e Diego Rivera. No museu, que recebe cerca de 25 mil visitantes ao mês, estão obras importantes como Viva la Vida (1954), Frida y la cesárea (1931), Retrato de mi padre (1952), entre outras. T


9.1.15

Notícias do Turismo #26


Semanalmente você encontra aqui as notícias mais fresquinhas do turismo no Brasil e no mundo.

Londres para iniciantes e iniciados – A designer e travel blogger Heloísa Righetto lançou, no finzinho de dezembro, o seu guia da capital Britânica. Juntando a expertise de quem vive em Londres desde 2008 e as ilustrações de Marília Cichini, o resultado é um, inicialmente, e-book  rico em detalhes e dicas. Roteiros de 1 dia, compras, bate e volta, arredores, Londres em 7 dias e muito mais por R$ 39,90! Para adquirir o seu Guia de Londres clique aqui.

Guia de Londres por Helô Righetto - Foto: Divulgação


7.1.15

Voando Aeromexico

Minha ida ao México para representar a Coluna de Turismo na 20a edição da MITM Americas foi uma sucessão de primeiras vezes: primeira vez no país, primeira vez no Caribe e, por fim, primeira vez voando Aeromexico.

Como é de praxe entre os viajantes do Brasil, os comentários a respeito da cia não eram os mais animadores. Vi um certo ânimo, porém, sobre os voos partindo de São Paulo, onde a empresa mexicana opera com uma frota renovada. Mas partindo do Rio de Janeiro, Galeão, que era o meu caso, a previsão não era animadora. Mais uma vez tive que ver para crer e me surpreendi – positivamente, adianto. Sim, o avião, um Boeing 767, era bem antigo. E quando falo antigo leia-se Transbrasil.

Crew da Aeromexico chegando para mais uma viagem - GIG - MEX

5.1.15

Rio de Janeiro - Ensaio do Salgueiro

Muito se engana quem pensa que o carnaval só acontece em uma data pré-estabelecida entre fevereiro e março. No Rio de Janeiro, mais precisamente nas quadras das escolas de samba, o carnaval dura o ano inteiro. Nessa minha última ida à cidade maravilhosa, tive o privilégio de sentir de perto a vibração do ensaio da Salgueiro.

Os ensaios acontecem religiosamente todos os sábados, às 22h, na quadra da escola que fica na zona norte, no bairro do Andaraí. O clima de festa já começa bem antes, nos arredores da quadra, nesse simpático bairro. Os portões são abertos às 22 horas, mas é lá por volta da meia noite e meia, uma hora, que a coisa ferve.

À medida que o tempo passa, vemos a quadra ser preenchida por um público bastante diverso: integrantes da escola, cariocas, turistas brasileiros e estrangeiros, gente de todas as idades, credos e raças, vibrando na mesma sintonia. Durante toda a noite uma banda anima o público com sucessos do samba e da música brasileira e, como todos esperam, a escola prepara uma pequena prévia do que a escola apresentará da Sapucaí: Letras com o samba enredo do próximo carnaval são distribuídas e um espetáculo com baianas, passistas, malandros, casais de mestre-sala e porta bandeira, musas, celebridades e, é claro, a premiada bateria furiosa fazem a festa daqueles que não se contentam em esperar por fevereiro. Sambas antigos e campeões também são entoados, dessa vez por uma multidão em uníssono: “Explode coração na maior felicidade...”. Em algumas datas, como na que estivemos, a consagrada rainha de bateria Viviane Araújo marca presença e hipnotiza a plateia com muito samba no pé.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...