26.8.15

Ilha do Mel: Dicas práticas

Agora que eu já contei como foi no nosso fim de semana desconectados na Ilha do Mel e já mostrei uma pousada charmosa para passar a noite, vamos às dicas práticas para facilitar a logística da sua viagem à ilha.


Como chegar – Para chegar à Ilha do Mel só de barco. As barcas partem de Paranaguá e Pontal do Sul. Da primeira opção, a viagem pode levar até duas horas, já da segunda, o percurso não dura mais do que 30 minutos. Em Pontal do Sul, de onde nós partimos, os bilhetes são vendidos ali no terminal de embarque mesmo e custam 29 reais por pessoa (ida e volta). Aos fins de semana, as barcas fazem a travessia de 30 em 30 minutos, entre às 8h e às 18h. A ilha tem um controle de visitantes, no máximo 5.000 pessoas podem visitá-la por dia. Portanto, na alta temporada, é bom chegar para pegar a primeira barca, ou tentar se informar previamente para não dar viagem perdida;

Barca que faz o trajeto Pontal do Sul - Ilha do Mel

Bilheteria no terminal de embarque em Pontal do Sul

Estacionamento – Nas imediações do Terminal de Embarque em Pontal do Sul você encontrará uma profusão de estacionamentos e pessoas oferecendo vagas nos mais variados preços. A diária fica entre 10 e 20 reais, alguns lugares fazem preços mais camaradas dependendo do tempo e se tem algum convênio com pousada.  Nós estacionamos no Pontal Park – bem perto do terminal – com diária a R$15,00 mas ganhamos um desconto e pagamos R$ 25,00 deixando o carro no sábado cedinho e retirando no domingo pós-almoço;


Entrada do terminal de embarque 

Para não se perder: Placas nas trilhas da Ilha do Mel



Nova Brasília ou Encantadas? – A Ilha do Mel tem dois pontos principais de embarque/desembarque, um em cada extremo da ilha. Nova Brasília é mais sossegado, conta com pousadas e restaurantes e é mais próxima dos dois pontos mais conhecidos da Ilha do Mel: O Farol das Conchas e a Fortaleza. Já o lado Encantadas, mais agitado e com mais opções de hospedagem, alimentação, é a porção mais habitada da ilha. Vale ressaltar que com o bilhete da barca o viajante pode embarcar e desembarcar em qualquer um dos dois trapiches da ilha. Para fazer a viagem entre Nova Brasília e Encantadas – ou vice versa – é preciso pegar uma voadeira (R$ 10,00 por pessoa o trecho);

Mapa da ilha e duração dos trajetos que podem ser feitos a pé ou de bicicleta

Táxi Náutico que faz a "ponte" entre Encantadas e Nova Brasília



O que levar – Dada a rusticidade da ilha, trilha na areia e mala de rodinhas não resultam numa boa combinação. Por isso, em nome da praticidade, sugiro que tudo seja levado numa mochila. Lançamos mão das nossas JanSport e acomodamos tudo o que precisávamos para esse fim de semana. Além de lanches e água para os passeios, roupas de banho, canga, camisas com proteção UV, protetor solar e repelente (dois itens de suma importância), lanterna para os passeios noturnos (já que a ilha não conta com iluminação pública) e por fim, calçados para trilha/caminhadas. Como sabíamos de antemão que tinha areia fofa no caminho, desistimos dos tênis, pois o atrito poderia machucar os pés. Chinelo também não era bem-vindo pois não seria bom para andar de bicicleta. Apostamos nas sandálias estilo papete da Quechua (Modelo Arpenaz 50), que compramos na Decathlon, e aguentaram lindamente o tranco;


Tudo o que a gente precisou coube dentro das nossas mochilas JanSport
Sandália para caminhada Quechua



Aluguel de Bikes – Uma das melhores coisas da Ilha do Mel é poder percorrer boa parte dela de bicicleta, a areia dura da praia permite que isso seja feito tendo o mar como companhia, uma delícia. Em Nova Brasília, o Pura Vida – loja de artesanato / roupas / aluguel de bicicletas, fica a poucos metros do trapiche. A hora do aluguel custa 15 reais ou você fecha o dia por R$ 60. Chegando cedo, tem mais opção de bicicletas à disposição.

Pura Vida - Aluguel de bikes em Nova Brasília

A caminho da Fortaleza



24.8.15

São Paulo - Consulado da Bahia

Num longínquo feriado em São Paulo, para ser mais precisa, ali perto do réveillon, procurando onde comer nas imediações da até então recém-aberta estação Fradique Coutinho do Metrô, nos deparamos com um prédio que imitava um casario colorido, festivo. Apurando mais a vista vi que, aquele pedaço de Pelourinho era, na verdade, o Consulado da Bahia. Uma miragem, diga-se, de tão pertinho que tá da saída do metrô ali no bairro de Pinheiros



17.8.15

Onde dormir na Ilha do Mel - Chalés Sunshine

A ideia era fazer um inocente bate-volta na Ilha do Mel, algo totalmente possível de ser feito, mas achamos por bem passar uma noite para termos a experiência completa do lugar. Depois de umas dicas amigas, fechamos nossa noite na Chalés Sunshine, no lado Encantadas da ilha. A poucos metros do trapiche, onde todos os barcos atracam, foi muito fácil achar a entrada da pousada, já que ela fica no caminho para a Gruta das Encantadas, muito bem localizada.



12.8.15

Um fim de semana na Ilha do Mel (ou tudo o que a gente precisa)

A velocidade da vida hoje em dia é assustadora, tudo parece estar num fast forward, desde as nossas relações até as coisas mais banais do dia-a-dia. Todo mundo tem pressa, mas está engarrafado, tem vontade de fazer alguma coisa, mas deixa para amanhã. A cabeça não desliga, o corpo não descansa, os dias passam e o baile segue igual. Ser dono do próprio negócio, então, é estar cem por cento do tempo  tentando inovar e criar – é difícil separar as coisas. Aqui em casa, por exemplo, não sabemos o que são férias desde 2013. Por isso, cada mínima oportunidade de poder respirar outros ares é planejada e aproveitada em sua totalidade. Essa última vez, curiosamente, fizemos algo diferente, buscamos de última hora um lugar para ir durante o fim de semana. A princípio, a ideia era fazer um bate-volta na Ilha do Mel, no litoral do Paraná, mas o cansaço e a vontade de desconectar eram tão grandes que resolvemos pernoitar. Da ilha a gente só sabia três coisas: só se chega de barco, não tem iluminação pública nem sinal de celular. O que nos idos dos meus 17 anos seria um tormento de fim de semana, naquela sexta-feira foi como música para os meus ouvidos. Na noite da sexta-feira fizemos uma mochila com tudo o que precisaríamos para aquelas 36 horas seguintes: roupa de banho, lanterna, repelente, protetor solar, câmera, lanches, água e muda de roupa.


11.8.15

Notícias do Turismo #34



Periodicamente você encontra aqui as notícias sobre o turismo no Brasil e no mundo.

Aruba terá regatas e outras competições aquáticas em agosto – Entre os dias 14 e 16 de agosto, cerca de 80 veleiros estarão à vista no litoral arubano. São os competidores da Aruba Regatta, evento anual que promove torneios de diversos esportes aquáticos. Regatas de iates, catamarãs, veleiros sunfish e optimist são as competições tradicionais, mas o evento também contará com provas de windsurfe, kitesurfe, corridas entre barcos construídos pelos próprios competidores, competições de stand-up paddle e microbarcos, além de demonstrações da modalidade freestyle de kitesurfe. A praia Surfside, que fica entre o Aeroporto Rainha Beatrix e o centro de Oranjestad, foi a escolhida para receber o evento, que vai contar também com uma frota de catamarãs. Serão três dias de atividades e festas nas praias, dois deles com provas. Além disso, neste ano, a Aruba Regatta está engajada em reduzir o impacto ambiental do evento, mantendo praia, mar e ar limpos, utilizando apenas materiais recicláveis nos produtos que serão distribuídos, como sacolas e embalagens de comidas. Para completar, a praia passará por uma limpeza extra ao fim do evento, garantindo que a areia e a água continuem tão limpas e lindas quanto antes.

Regatas e competições aquáticas em Aruba - Foto: Divulgação

6.8.15

Onde comer no Aeroporto de Guarulhos

Acho que já não é novidade para ninguém que viaja com uma certa frequência, o tapa no visual que o Aeroporto de Guarulhos ganhou no ano passado. Ficou mais moderno, bonito, espaçoso e dinâmico. As opções no quesito alimentação se diversificaram bastante e agora o viajante tem opções dignas para fazer suas refeições/lanches pré/pós voo. Além de restaurantes já conhecidos dos que viajam aos Estados Unidos (Red Lobster, Olive Garden...), as cadeias de lanches rápidos, boas e velhas conhecidas das praças de alimentação dos shoppings também estão por lá.


4.8.15

Onde ficar em Maceió - Tropicalis Hotel

Achar hospedagem em véspera da feriado em Maceió não foi tarefa fácil, conseguimos reservar algo pelo booking, mas só chegando lá, batendo de porta em porta, coisa que já fizemos muito em nossas férias na era pré-internet, achamos um lugar bacana para ficar por 4 noites. Na verdade, a ideia era ficar no Radisson Maceió, na praia da Pajuçara, que meu pai conhece e gosta bastante, mas como ele estava lotado, a funcionária gentilmente nos indicou o Tropicalis Hotel, no coração da Ponta Verde, uma ótima localização para quem vai à capital alagoana a turismo.



3.8.15

Desconto Mondial Assistance

Quer economizar na tão sonhada viagem? Leitor do Raphanomundo tem 15% de desconto na compra do seguro viagem Mondial Assistance

São seguros para viagens aos Estados Unidos, à Europa (zona schengen), seguros aéreos e marítimos, seguros para mochilões, gestantes e viagens de negócios. Evite imprevistos e contorne de forma eficiente os possíveis contratempos de viagem. Viaje sempre com seguro viagem!

Para garantir os 15% de desconto basta fazer o seguinte passo a passo:
  • Faça sua compra através desse link - Escolha o plano (aéreo ou marítimo) | selecione origem e destino - adicione os demais países que constam no seu roteiro | aponte o motivo da viagem (lazer, negócios, mochilão ou intercâmbio) | quantidade de passageiros e idade | indique se há gestante | datas de ida e volta da viagem;
  • Ao final da compra, digite o código de desconto: VIAGEMAGOSTO (válido até 31/08/2015);
  • Por fim, fique à vontade para parcelar sua compra em até 6 vezes sem juros!

Todo o processo é rápido, prático e seguro. Em poucos minutos você estará pronto para viajar tranquilo.

30.7.15

Costa Rica: Guanacaste Clássica


>>> Matéria minha publicada na Coluna de Turismo em Revista

A província

Guanacaste, a mais popular província da Costa Rica, é mundialmente conhecida por suas belas praias, mas esse paraíso tropical vai além. Vulcões, montanhas, Parques Nacionais, vida selvagem, toda sorte de atividades turísticas pode-se encontrar nessa porção especial do noroeste da Costa Rica. De clima predominantemente quente e seco Guanacaste se mostra um tentador convite para aqueles viajantes que sofrem com invernos rigorosos (leia-se americanos, canadenses e europeus), seus principais visitantes. Com uma atmosfera propícia e um litoral com mais de 200 km de extensão – banhado pelo Oceano Pacífico –, Guanacaste guarda algumas das praias mais famosas da Costa Rica, além de ser reconhecida como um dos cinco melhores pontos do mundo para a prática do surf.

28.7.15

Um dia em Antonina - PR

Durante as nossas escapadas de Curitiba até Morretes sempre ouvimos falar de Antonina – de onde vêm as famosas balas de banana – mas nunca esticamos o passeio até lá. Num sábado de sol no inverno curitibano resolvemos fazer melhor, dedicamos o bate-volta inteiramente a uma das mais antigas cidades do Paraná. A fundação de Antonina data do ano de 1714, quando ainda se chamava freguesia de Nossa Senhora do Pilar da Graciosa. A cidade passou a prosperar durante os ciclos da erva-mate e do café, quando foi construída a estrada de ferro Curitiba – Antonina, hoje também utilizada para o turismo na belíssima viagem de trem pela Serra do Mar. Antonina está na região da Baía de Paranaguá e é também conhecida como a “Capital do Siri”. No nível do mar, mantém em seu território a maior porção contínua e mais preservada de Mata Atlântica que ainda resta no Brasil. Por causa da sua importância histórica – foi uma das primeiras áreas do Brasil exploradas pela coroa portuguesa –, a cidade tem o seu centro histórico reconhecido e tombado pelo IPHAN.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...