Por mais incomum que possa parecer, nunca tínhamos precisado alugar um carro para viagens de lazer aqui no Brasil. A última vez que alugamos um carro foi para ir de Stuttgart a Amsterdã em 2010!

O processo de aluguel é bem simples e funciona de forma padronizada, mesmo fora do país – em alguns casos é requerida a PID (Permissão internacional para dirigir), portanto quando tiver planos de dirigir em viagens internacionais, é sempre útil ter a sua. No Brasil, estando com a carteira de habilitação em dia e tendo um cartão de crédito (para realizar um bloqueio a fim de proteger a locadora em caso de Sinistro), é suficiente para realizar o cadastro.

Nós precisávamos de um carro para ir do Galeão até Búzios. Como era de se esperar, praticamente todas as locadoras de veículos que atuam no Brasil têm guichê no Galeão. Como queríamos um carro econômico e descontraído, ficamos curiosos quando vimos que a Unidas tinha o Up!, da Volkswagen, disponível e com um preço justo.

Guichê da Unidas no Terminal 2 do Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim - Galeão
É interessante observar durante as buscas o que o preço exibido representa. No geral, o valor inclui apenas o aluguel do veículo. A partir deste valor, deve-se observar se a quilometragem é livre ou se haverá uma franquia mais custo adicional por km. Depois, são incluídos no preço as proteções (ou seguros). Para os carros mais econômicos, o preço do aluguel chega a dobrar por dia quando
são incluídas todas as proteções – para o veículo, passageiros e terceiros. É possível alugar o carro sem proteção, mas nesse caso você se responsabiliza inteiramente por qualquer dano. Por fim, os opcionais como o GPS ou bebê conforto.

Van que faz o leva-e-traz entre o aeroporto do Galeão e o pátio da Unidas
Nós escolhemos a Unidas por causa do Up!. Já que o “seguro morreu de velho”, incluímos a proteção Super (pacote com todas as proteções, que além de incluir o seguro, diminui o valor que teríamos que pagar em caso de Sinistro) e a reserva ficou cerca de R$135 por dia. Não é exatamente barato, mas compensa pela flexibilidade que se tem com o carro.

No dia da viagem, ao desembarcar no Galeão, seguimos para o guichê no Terminal 2 do e fomos direcionados para o ponto onde pararia a van da Unidas. Em 5 minutos já estávamos no pátio da empresa sendo atendidos. É feito um cadastro e um bloqueio no cartão de crédito (no nosso caso R$600 reais, por causa da proteção Super) e aguardamos para o carro ser liberado.

Área de cadastro já no pátio da Unidas
Malinhas a postos dentro do Up!
Infelizmente pelo Up! e felizmente pra nós, eles tiveram um imprevisto com o carro (não conseguiam achar o documento) e depois de uns 20 minutos de espera, substituíram o nosso carro por um de categoria superior. Acontece! Depois da inspeção, seguimos tranquilos para Búzios.

Depois de um upgrade, nosso carro em Búzios

Já no retorno, resolvemos ir com mais tempo para abastecer o carro antes de devolvê-lo (você recebe o automóvel com o tanque cheio) – Se deixar sem abastecer, a agência chega a cobrar o dobro do preço por litro –, num posto bem próximo do pátio. Entregamos e feita a inspeção de devolução, pagamos o valor original da reserva (nem sabíamos, mas é possível parcelar o valor) e seguimos de van até o terminal.

Bem simples e eficiente!