Mostrando postagens com marcador são paulo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador são paulo. Mostrar todas as postagens

24.8.15

São Paulo - Consulado da Bahia

Num longínquo feriado em São Paulo, para ser mais precisa, ali perto do réveillon, procurando onde comer nas imediações da até então recém-aberta estação Fradique Coutinho do Metrô, nos deparamos com um prédio que imitava um casario colorido, festivo. Apurando mais a vista vi que, aquele pedaço de Pelourinho era, na verdade, o Consulado da Bahia. Uma miragem, diga-se, de tão pertinho que tá da saída do metrô ali no bairro de Pinheiros



6.8.15

Onde comer no Aeroporto de Guarulhos

Acho que já não é novidade para ninguém que viaja com uma certa frequência, o tapa no visual que o Aeroporto de Guarulhos ganhou no ano passado. Ficou mais moderno, bonito, espaçoso e dinâmico. As opções no quesito alimentação se diversificaram bastante e agora o viajante tem opções dignas para fazer suas refeições/lanches pré/pós voo. Além de restaurantes já conhecidos dos que viajam aos Estados Unidos (Red Lobster, Olive Garden...), as cadeias de lanches rápidos, boas e velhas conhecidas das praças de alimentação dos shoppings também estão por lá.


13.5.15

Hospedagem em Pinheiros: Comfort Suítes Oscar Freire

Se teve uma vantagem em ter saído de São Paulo há, exatamente, um ano certamente eu diria que é poder voltar para visitá-la e me hospedar em hotéis nos bairros mais diversos. Já fiquei no Morumbi, em duas localizações no Paraíso e em Moema. Dessa última vez, o bairro escolhido foi Pinheiros, onde está localizado o Comfort Suítes Oscar Freire da Rede Atlantica Hotels. O hotel está perto de vários pontos de interesse naquela porção da cidade, por exemplo, a 800 metros da Praça Benedito Calixto, a 1km do Beco do Batman, na Vila Madalena e a 600 metros do metrô Clínicas, que te conecta com todo o resto de São Paulo. 

O check-in é feito a partir das 14h e eles são rigorosos com o horário, mas chegando antes, pode-se deixar a mala na recepção sem custo algum e seguir para explorar a região, repleta de comércio, bares e restaurantes. A Teodoro Sampaio, rua que faz intersecção com a Oscar Freire na altura do hotel, é conhecida como a rua da música, se é do seu agrado, ali é um ótimo lugar para um passeio.



28.4.15

Bourbon Convention Ibirapuera: Boa hospedagem em Moema

Para participar da 3a edição da WTM Latin America eu fiquei hospedada no Bourbon Convention Ibirapuera, um hotel tradicional na cidade, grande (é o segundo maior hotel do Brasil, com 656 quartos) e muito bem localizado. Para quem tem Moema como destino, o Bourbon está imediatamente ao lado do Shopping Ibirapuera, no coração do bairro, sendo assim um excelente ponto de partida para quem quer conhecer a vasta cena gastronômica dos seus arredores.  Sem contar que o aeroporto de Congonhas e o Parque Ibirapuera estão a 3km ou menos dali, vantagens incontestáveis.

Os processos de  check-in e check-out foram executados de forma rápida e eficiente, uma vez que, dado o seu tamanho, a rotatividade do hotel chega a ser frenética. Cheguei ao hotel por volta do meio-dia e, mesmo com o check-in previsto para às 14h, me foi oferecido um quarto no momento da chegada. Uma gentileza que deveria ser acatada por todos os hotéis. 

O meu quarto – 1425 na Executive Tower –, era amplo, com carpete (o hotel já oferece quartos com piso laminado, mais modernos), cama king size BEM confortável, diga-se, sofá dois lugares, mesa de trabalho, tv com canais a cabo, frigobar, ar condicionado com controle de temperatura, secador de cabelo(mini, mas potente) e amenities próprias.  Sofri com as tomadas do quarto, pois elas têm o padrão universal e nós temos os eletrônicos no padrão fail Brasil. O hotel disponibiliza alguns adaptadores, mas devido ao seu tamanho e ocupação nem sempre estão disponíveis, então, não façam como eu, não esqueçam o seu adaptador.

Cama King Size confortável do Bourbon Ibirapuera

21.1.15

Urbe Café Bar

A região da Augusta, em São Paulo, é um dos meus points preferidos na cidade. Adoro essa rua pelo simples fato de ter de um tudo nela, de salão de beleza a balada, de lanchonete a restaurante, de teatro a cinema, de café a botecos, e o melhor, ela é viva as 24 horas do dia. E, vá por mim, só quando não se tem mais esse diferencial (estabelecimentos abertos até tarde – ou sem pausa entre os turnos) é que se dá o devido valor.

Nessa nossa última visita à cidade, para o réveillon, fomos à Augusta a fim de pegar um cineminha, como chegamos cedo demais para o filme e o calor estava de matar, resolvemos tomar um smoothie para refrescar. Procurando no foursquare um lugar perto do Espaço Itaú, a sugestão foi o Urbe Café Bar.



25.11.14

A minha São Paulo

Depois de mais de 6 meses morando em Curitiba, não posso negar que a saudade de São Paulo bate forte. Não dá pra desapegar da cidade que te abrigou por cinco anos da noite pro dia. Nem é a minha intenção...

Por isso, para relembrar alguns bons momentos, resolvi colocar neste post quase tudo que sinto falta na cidade. Na semana ou no fim de semana, seja qual fosse a pedida, para mim alguns lugares eram certeiros:

Pra começar, sinto falta dos aeroportos e de como estar perto deles me fazia me sentir perto do mundo... É muito mais prático estar num hub para inúmeras partes do globo;

Em Guarulhos, conectada com o mundo

23.10.14

ibis budget Paraíso - Hospedagem econômica e bem localizada em São Paulo

Em agosto eu fui a São Paulo para participar da 42a ABAV – Expo Internacional do Turismo. Como a feira acontece no Anhembi, para mim era essencial estar perto de um metrô, assim eu atravessaria a cidade rapidamente. Dessa vez eu não precisava de um hotel com uma super infraestrutura uma vez que ficaria o dia todo na rua, portanto, meu objetivo era uma boa noite de sono numa localização estratégica.  O Ibis Budget Paraíso – fazendo parte da bandeira mais econômica da rede hoteleira Accor –, cumpriu muito bem a proposta. O hotel é colado à estação Paraíso do metrô – linhas azul e verde –, pertinho da Avenida Paulista, bem organizado, todo remodelado e tem um décor moderninho.

ibis budget Paraíso - Recepção

21.10.14

Casa Mathilde – Doces Portugueses no coração de São Paulo

Minha timeline do instagram (segue aí @aretakis) já tinha sido invadida algumas vezes pelos dourados e hipnotizantes Pasteis de Belém (ou de nata) da Casa Mathilde. Tanto o pessoal do Caminhando Pelo Centro quanto vários amigos já fizeram a maldade o favor de compartilhar esse achado e eu fiquei só na vontade. De volta a São Paulo em agosto, após testemunhar a vista embasbacante de cima do Edifício Martinelli, ao deixar o prédio me deparei com uma fachada nada familiar para mim. Foi uma surpresa descobrir que ali, aos pés de um ponto turístico paulistano, estava o oásis português! A Casa Mathilde Doçaria Tradicional Portuguesa – inaugurada em junho de 2013 ainda tem pinta de coisa nova no charmoso Largo Antonio Prado, no centro de São Paulo. Os doces são sensacionais e fazem história desde 1850, quando em Sintra, entrava em funcionamento a Casa de Queijadas Mathilde.



2.10.14

Acarajé da Inês

Estava devendo uma visita à Dona Inês desde a época em que morava em São Paulo. Ana Elisa, pessoa por trás da revista digital Viagens e Rotas – e amiga –, sempre me disse: Quer comer o melhor acarajé de São Paulo? Vá ao Acarajé da Inês. Acreditava, mas nunca ia. Com passagens marcadas para voltar à capital paulista a fim de participar da ABAV, mandei mensagem para ela: é agora ou nunca! E lá fomos nós, na hora do almoço da quinta-feira, numa São Paulo quente pra dedéu, para uma agitada Zona Norte.

Nesse dia o restaurante era praticamente nosso, salvo um ou dois clientes. Durante os fins de semana,  ouvi dizer, há fila de espera – senão não seria São Paulo, né? O ambiente é uma graça, colorido, gostoso, despretensioso, bem cara de bar de praia, podendo facilmente trocar as buzinas pelo barulho do mar. O cheiro do dendê é inconfundível e a boca já começa a aguar.


1.10.14

42a ABAV – Expo Internacional do Turismo

Cobertura Especial

Semana passada fui a São Paulo marcar presença na 42a ABAV – Expo Internacional do Turismo. De 24 a 28 de setembro mais de 400 destinos no Brasil e no mundo aportaram no Pavilhão de Exposições do Anhembi.  Consolidada como a maior vitrine do turismo no Brasil, a edição desse ano movimentou cerca de 68 mil pessoas. Além de profissionais do setor e imprensa, a Feira das Américas nos seus dois últimos dias foi aberta ao público consumidor final, que pode – além de ficar por dentro das últimas novidades do setor do turismo –, conhecer de perto o Feirão ABAV, uma extensão da feira dedicada à comercialização de roteiros, serviços e pacotes turísticos, nacionais e internacionais. Esses produtos/serviços puderam ser adquiridos com descontos e preços promocionais.

Na Vila do Saber, local destinado à troca de conhecimento, palestrantes discorreram sobre os mais variados temas, foram abordados assuntos desde o Conteúdo dos Blogs de Viagem até treinamentos sobre como atender o turista independente, passando pelo Turismo Espacial e as Olimpíadas de 2016.

O Raphanomundo marcou presença na 42a ABAV -Expo Internacional do Turismo - Foto: Divulgação

23.9.14

L'entrecôte d'Olivier

Post inicialmente publicado em 27/09/2010 - atualizado em 23/09/2014

Aproveitei nosso retorno a São Paulo em agosto para visitar mais uma vez esse restaurante que é um dos meus preferidos na cidade. Nossa primeira vez no L'entrecôte d'Olivier ele ainda se chamava L'entrecôte de ma tante, do cozinheiro francês mais charmoso evah, Olivier Anquier. A proposta do restaurante é inovadora, porém, bastante difundida na França. Eles trabalham com um único prato: o entrecote, que nada mais é do que um corte bovino tipicamente francês, acompanhado de um molho secreto, onde cada família desenvolve o seu. Olivier, que não é bobo nem nada, trouxe sua receita do molho para fazer sucesso em terras brasileiras.

Como entrada, pão quentinho e uma salada de folhas verdes e nozes super bem temperada. Um capricho só. O prato principal, o entrecote no ponto escolhido, acompanha ainda, batatas fritas à vontade - garçons ficam transitando pelo salão a fim de reabastecer os pratos com uma fina, crocante e de-li-ci-o-sa batatinha. Ah, também é possível solicitar um pouco mais do  molho que cobre a carne. Por fim, eles também trazem à mesa uma mostarda dijon divina para acompanhar as batatas. #amoreternoamorverdadeiro



17.9.14

Sagrado Mineiro: Feijoada no centro de São Paulo

Quarta-feira, assim como sábado, em São Paulo, é dia de feijoada. Mas para mim, assim como para o Sagrado Mineiro, todo dia é dia de feijoada! Esse restaurante – a casa da Vila Mariana – sempre foi nosso quebra-galho nos sábados de chuva, ou sol, pós e pré viagens, ou seja, sempre foi uma escolha segura para comer uma comida mineira gostosinha, matar as saudades dos sabores do Brasil.

Para nossa surpresa, passeando pela região da Praça da República no centro, nos deparamos com outro Sagrado Mineiro. Para atestar a qualidade pedimos a feijoada. Tão gostosa quanto a da Vila Mariana. Pronto. Foi a deixa para eleger nossa feijoada no centro de São Paulo.

 

15.9.14

Vendo São Paulo de cima - Edifício Martinelli

Não é raro o centro das cidades guardar as maiores relíquias da história daquele lugar. Mesmo que as cidades se desenvolvam e cresçam, vai ser olhando para o centro que enxergaremos o passado. Claro, também é assim em São Paulo. O centro da capital paulista é uma região bela, histórica, boêmia, curiosa, intrigante e instigante e se hoje já não é tão rica, isso não diminui em nada o seu estilo ou merecimento de visitação. 

Todas as visitas que recebemos quando morávamos na cidade foram levadas a um bom passeio pelo centro. Um dos pontos mais lindos deste passeio, na nossa opinião, é quase como o coração da cidade. A partir do Prédio do Banespa, é possível visitar o Pateo do Collegio, a Bolsa, O Mosteiro e Largo do São Bento, a região da 25 de Março, o Viaduto Santa Ifigênia, o Vale do Anhangabaú, o prédio dos Correios e, claro, o Edifício Martinelli, estrela desse post. 

No topo do Edifício Martinelli

3.9.14

Blue Tree Premium Morumbi

É estranho ficar hospedado em um hotel num lugar que por 5 anos foi a sua casa, né? Voltamos a São Paulo a fim de matar as saudades dos amigos, dos nossos lugares preferidos, enfim, de curtir ainda mais a atmosfera da cidade, agora definitivamente com olhos de turista. Para isso, nosso porto seguro nesse fim de semana na capital paulista foi o Hotel Blue Tree Premium Morumbi.

De cara, observamos que o hotel se encontra em uma localização estratégica, nas redondezas do novo centro nervoso financeiro de São Paulo – Berrini, Vila Olímpia e Faria Lima, a pouquíssimos passos do Shopping Morumbi, consequentemente, do Market Place, a curtas corridas de táxi dos shoppings Cidade Jardim e JK Iguatemi. Por fim, a 600 metros da estação Morumbi da CPTM, que faz ligação com a moderna linha amarela, em Pinheiros, ou seja, em 30 minutos estamos na Avenida Paulista.

Depois dessa ótima primeira impressão, seguimos para o check-in, que foi rápido e realizado com bastante eficiência, funcionários bem preparados e cordiais se colocam à disposição para qualquer eventualidade. Rapidamente fomos encaminhados para o quarto 1917 que pertence a categoria Luxo Premier. O apartamento é amplo e muito bem equipado com cama, que tem um tamanho super especial, travesseiros confortáveis, TV de LCD com canais a cabo, sofá, mesa de trabalho, frigobar abastecido com bebidas e snacks, dock para Ipod e guarda roupa. O banheiro tem um bom tamanho, o kit de amenities é completíssimo e o secador de cabelos é daqueles potentes, que fazem a diferença, sabe? Para deixar tudo quase redondinho, os quartos têm isolamento acústico, ou seja, tudo no capricho para uma ótima noite de sono. Meu quase se refere ao wi-fi, que está disponível por todo o hotel, funciona muito bem, mas é pago à parte (R$ 38,00 por 48 horas – 1 dispositivo). Acho que nos dias de hoje internet gratuita é item obrigatório, principalmente num hotel de business, como é o Blue Tree Morumbi.


2.9.14

Novo Terminal 3 do Aeroporto de Guarulhos

Quem frequentou o Aeroporto de Guarulhos nos últimos 6 anos viu bastante coisa acontecer por lá. Eu lembro das constantes reclamações dos passageiros ao desembarcar de voos internacionais, com as filas da imigração subindo pelas escadas. Das vagas do estacionamento que mal davam para os funcionários. De, por diversas vezes, ficar dentro do avião esperando que fosse liberada uma posição para o avião estacionar. Dos congestionamentos no acesso ao terminal, por causa de ônibus e carros parando para embarque/desembarque de forma irregular. E de ter que jantar no McDonalds por falta de outras opções para alimentação - não que eu não goste de McDonalds, pelo contrário, mas é sempre bom ter opções. 

Mas isso mudou. E falo isso como usuária, independente da forma como a mudança foi realizada (imparcialidade política total). Estive na última semana no Aeroporto de Guarulhos e fiquei encantada com o que vi. Ainda não tinha ido até o novo Terminal 3, mas agora já dá pra afirmar que temos um aeroporto tão moderno quanto outros vários do mundo, senão mais!

As mudanças não ocorreram rápido, eu sei. Lembro quando houve a mudança para a nova marca GRU Airport entre 2012 e 2013. A partir desse momento, uma nova sinalização foi instalada nos terminais. Algum tempo depois o Terminal 4 começou a funcionar e, apesar dos problemas do início, hoje a Azul praticamente opera sozinha por lá, dando muito mais opções em voos domésticos para nós, passageiros. Na sequência, apesar dos transtornos das obras, foi inaugurado o novo edifício garagem. Chegamos a usar a área de embarque satélite, que apesar da desorganização, desinchou os terminais 1 e 2 e, agora, vimos surgir o novo Terminal 3, dedicado exclusivamente aos voos internacionais.



6.8.14

5 passeios em São Paulo

Mais um post/lista/top5, dessa vez com um gostinho especial de saudade. Como você sabem São Paulo foi a nossa casa por 5 bons anos e como recordar é viver, compartilhamos com vocês 5 passeios imperdíveis na capital paulista.


  • Estação da Luz / Museu da Língua Portuguesa / Pinacoteca

 

24.4.14

#SP5anos

Esse texto era pra ter sido publicado no dia 07 de março desse ano, quando fez 5 anos que comprei uma passagem só de ida e cheguei aqui em São Paulo de mala e cuia. Porém, precisei de mais tempo pra escrever algo mais elaborado sobre esse marco. Afinal de contas, 5 anos em São Paulo não são para qualquer um.

Como tudo tem sua hora, esse texto vem para encerrar um ciclo desses anos na terra que já não é mais da garoa. Cheguei aqui em 2009 me sentindo muito adulta e pronta. Mas hoje sei que se eu nasci e cresci no Recife, em São Paulo foi onde amadureci. Desembarquei em Guarulhos cheia de sonhos e expectativas, mas nesses 5 anos também vivi o que nem sonhei. Aliás, eu cheguei pensando que viveria na Sampa de Caetano, mas fico feliz de dizer que conheci mesmo foi uma São Paulo cantada por Criolo e Emicida. De contrastes e diferenças. De aprendizados diários que me fizeram crescer.

vai deixar saudades... foto: instagram @aretakis

22.4.14

Onde ficar em Campos do Jordão

Durante essa minha última ida a Campos do Jordão tive a oportunidade de testar mais uma dica de hospedagem para complementar o portfólio aqui do blog.

Dessa vez fiquei hospedada no Palazzo Reale Flat Hotel e de cara já posso afirmar que é uma excelente opção para quem vai curtir o clima da montanha em família. O meu quarto, que na verdade era um mini apartamento, tinha dois quartos – sendo um suíte, salas de estar e jantar, sofá-cama, cozinha equipada com micro ondas e geladeira, duas TV’s (no quarto e na sala), aquecedor e uma pequena varanda. A decoração é bem simples, com um jeitinho de casa no campo. As amenities (shampoo e sabonete) poderiam ser melhores e os banheiros são limpos e bem espaçosos.


17.4.14

Festival de Gastronomia da Montanha de Campos do Jordão

Cobertura Especial

Semana passada fiz um bate-volta rapidinho para conferir de perto um pouquinho do 2º Festival de Gastronomia da Montanha –Campos do Jordão e Região.  O evento, que tem duração de 46 dias – começou em março e segue até maio –, tem por objetivo consolidar a cidade de Campos do Jordão como um dos mais importantes circuitos gastronômicos do país, além difundir e valorizar os elementos da terra.

Palestras, workshops, apresentações, aulas e muita troca, acontecem nas dependências do renomado Centro Universitário Senac da cidade. É possível aprender e compartilhar experiências com produtores locais, chefs renomados  e profissionais do segmento, tudo isso de forma gratuita.


15.4.14

Notícias do Turismo #8


Semanalmente, você encontra aqui as notícias mais fresquinhas do mercado do turismo no Brasil e no mundo.

  • Novo Cardápio KLM – A companhia aérea holandesa lançou no dia 09 de abril, para a imprensa especializada, os novos cardápios que serão oferecidos nas classes economy e business dos seus vôos, partindo do Rio e São Paulo com destino a Amsterdã. O toque de brasilidade fica por conta do Chef Rodrigo Oliveira, do famigerado Mocotó e do novo Esquina Mocotó, que tem como características a simplicidade da cozinha nordestina e a valorização dos ingredientes locais. Escondidinho de carne seca, Nhoque de Mandioca com Queijos do Brasil, Moqueca de Peixe com Arroz e Castanhas, Quindim de Manga, Cocada, Coco e Castanha-do-Pará, são alguns dos pratos que estarão nos menus da KLM, desenvolvidos em parceria com a LSG Skychefs. Essa novidade fica no ares por um ano, sendo renovada a cada 3 meses. www.klm.comvia: B4T Assessoria + Comunicação
Gratinado de Mandioca com Carne-Seca e Requeijão nos ares da KLM - Foto: Divulgação

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...